Estado da práxis em artigos sobre educação: ensaio sobre o idealismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v6.e10975

Palavras-chave:

Práxis materialista-dialética, Trabalhos acadêmicos, Juventude, trabalho e escola

Resumo

Trata-se de um estudo produzido a partir da análise das conclusões presentes em trabalhos acadêmicos que foram utilizados no componente curricular “Juventude, Trabalho e Escola”, disponibilizado no curso de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) com a finalidade de validá-las (ou não) à luz da práxis dialética em Marx. Constitui-se de uma investigação identificada como pesquisa exploratória e descritiva, produzida por meio de pesquisa bibliográfica, seguindo uma abordagem qualitativa e dialética. Por meio de revisão argumentativa, analisamos seis trabalhos que apresentaram propostas de intervenção em suas conclusões. Encontra-se sistematizado, apresentando uma análise crítica dos dados, auferindo a ausência de proposições concretas de intervenção à luz da práxis materialista-dialética nos trabalhos acadêmicos investigados. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Dias Mathies, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Porto Alegre

Mestre em Educação Profissional e Tecnológica ( PROFEPT), Pós-graduado em Digital Business pela Emeritus Institute of Manegement in partnership w/ Tuck, Columbia & MIT Executive Education. Possui graduação em Gestão Pública pela Universidade Luterana do Brasil (2016) e graduação em Processos Gerenciais pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (2017). Atualmente é assistente em administração do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. Coordena Projetos de pesquisa na área de Educação Empreendedora, com foco em Inovação, Empreendedorismo Digital, e Educação Profissional e Tecnológica.

Josimar de Aparecido Vieira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Sertão

Possui graduação em Pedagogia pela Fundação de Ensino do Desenvolvimento do Oeste (1986), especialização em Supervisão Escolar pela Fundação de Ensino do Desenvolvimento do Oeste (1988), Mestrado em Educação pela Universidade de Passo Fundo - UPF (2000) e Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS (2011). Atualmente é Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico da área de Pedagogia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Sertão. É professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT). É membro do Banco de Avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (BASis), nomeado pela Portaria MEC nº 856 de 17/09/2018. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em didática e organização pedagógica do ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, práticas pedagógicas, educação profissional, educação superior e educação do campo.

Referências

BASTARDI, Anthony; UHLMANN, ERIC Luis; ROSS, Lee. Wishful thinking: belief, desire, and the motivated evaluation of scientific evidence. Psychol Sci. n. 22, v. 6, p. 731-2, jun. 2011. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21515736/. Acesso em: 06 mar. 2024.

DAYRELL, Juarez. O jovem como sujeito social. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 24, p. 40-52, set./dez. 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782003000300004. Acesso em: 06 mar. 2024.

GOUWS, Andries. Wishful thinking and the unconscious. South African Journal of Philosophy, n. 22, v. 4, p. 361-377, out. 2003, Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.4314/sajpem.v22i4.31379. Acesso em: 06 mar. 2024.

GUERRA, Coelho Agercicleiton; FERREIRA, Marcela Figueira. Marx e a filosofia: por uma filosofia da práxis. I JOINGG – Jornada Internacional de Estudos e Pesquisas em Amntonio Gramsci VII JOREGG – Jornada Regional de Estudos e Pesquisas em Antonio Gramsci. Ceará, novembro de 2016. Disponível em: http://www.ggramsci.faced.ufc.br/wp-content/uploads/2017/06/MARX-E-A-FILOSOFIA-POR-UMA-FILOSOFIA-DA-PR%C3%81XIS.pdf. Acesso em: 06 mar. 2024.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2010

LARANJEIRA, Denise Helena Pereira; IRIART, Mirela Figueiredo Santos; RODRIGUES, Milena Santos. Problematizando as transições juvenis saída ensino médio. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 41, n. 1, p. 117-133, jan./mar. 2016. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/56124. Acesso em: 06 mar. 2024.

LEONG, Yuan Chang et al. Conservative and liberal attitudes drive polarized neural responses to political content. Proceedings of the National Academy of Sciences. New Jersey USA. v. 117. n. 44, p. 27731-27739. Disponível em: https://www.pnas.org/content/117/44/27731. Acesso em: 06 mar. 2024.

MARTINS, Carlos Henrique dos Santos; CARRANO, Paulo Cesar Rodrigues. A escola diante das culturas juvenis: reconhecer para dialogar. Revista do Centro de Educação, Santa Maria(RS), v. 36, n. 1, p. 43-56, jan-abr, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/2910. Acesso em: 06 mar. 2024.

MARX, Karl. Manuscritos Econômico-Filosóficos. São Paulo: Martin Claret, 2004.

MARX, Karl. Teses sobre Feuerbach. In: MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007, p. 27-29.

MENDES Karina Dal Sasso; SILVEIRA, Renata Cristina de Campos Pereira; GALVÃO, Cristina Maria. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto contexto - enferm. [online]. 2008, vol. 17, n. 4, pp.758-764. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=s0104-07072008000400018&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 06 mar. 2024.

OLIVEIRA, Júlia Ribeiro; SILVA, Lúcia Isabel C.; RODRIGUES, Solange S. Acesso, identidade e pertencimento: relações entre juventude e cultura. Rede de Universidades em diálogo. Rio de Janeiro, 2006. Disponível em: https://seminariostematicos.files.wordpress.com/2011/06/acesso-identidade-e-pertencimento-relacoes-entre-juventude-e-cultura.pdf. Acesso em: 06 mar. 2024.

PERALVA, Angelina. O jovem como modelo cultural. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 5-6, p. 15-24, maio/dez. 1997. Disponível em: https://anped.org.br/sites/default/files/rbe/files/rbe_05_e_06.pdf. Acesso em: 06 mar. 2024.

SCHMIED-KOWARZIK, Wolfdietrich. A práxis e a compreensão da práxis: sobre as teses ad feuerbach. Problemata: R. Intern. Fil. João Pessoa, v. 10. n. 4, p. 183-194, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/problemata/article/view/49720. Acesso em: 06 mar. 2024.

SIGALL, Harold; KRUGLANSKI, Arie; FYOCK, Jack. Wishful Thinking and Procrastination. Journal of Social Behavior and Personality. Corte Madera, CA, v. 15, n. 5, p. 283-296, 2000. Disponível: https://www.researchgate.net/profile/Harold-Sigall/publication/285890407_Wishful_Thinking_and_Procrastination/links/5e4aad14299bf1cdb9339ae7/Wishful-Thinking-and-Procrastination.pdf. Acesso em: 06 mar. 2024.

SINGER, Thomas. Jungian approach to understanding ‘us vs them’ dynamics. Psychoanal Cult Soc. v. 14, p. 32–40, 2009. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1057/pcs.2008.49. Acesso em: 06 mar. 2024.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação – o positivismo, a fenomenologia, o marxismo. 5. ed. 18 reimpr. São Paulo: Atlas, 2009.

VÁZQUEZ, Adolfo Sánchez. Filosofia da práxis. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2. ed. 1977.

Publicado

2024-04-12

Como Citar

MATHIES, M. D.; VIEIRA, J. de A. Estado da práxis em artigos sobre educação: ensaio sobre o idealismo. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 6, p. e10975, 2024. DOI: 10.47149/pemo.v6.e10975. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/10975. Acesso em: 24 jul. 2024.