Fundamentos epistemológicos, políticos e pedagógicos da Educação Física Escolar inclusiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v6.e10825

Palavras-chave:

Licenciatura em Pedagogia; , Educação Inclusiva;, Educação Física Escolar;, Justiça Social;

Resumo

Este trabalho apresenta reflexões e análises sobre o processo de formação de uma estudante do curso de Licenciatura em Pedagogia, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - Campus Jacareí, sobre a sistematização de uma prática político-pedagógica inclusiva da Educação Física Escolar. Ao pensar nas aulas desse componente curricular, a licencianda entendia a sua função social como aulas de “educação corporal”. Desta maneira, justamente por este pensamento, foram realizadas reflexões ao decorrer da graduação relacionadas ao motivo dessas aulas serem vistas com este propósito de corpo produtivo, ocasionando a exclusão de alunos e alunas com necessidades educacionais específicas. Tendo em vista o contexto apresentado, a estudante de Pedagogia e dois docentes de Educação Física, após um processo reflexivo e dialógico, problematizaram sobre os fundamentos epistemológicos, políticos e pedagógicos da Educação Física Escolar inclusiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tamires Yoshimi Maekawa Yamamoto, Instituto Federal de São Paulo

Estudante da Licenciatura em Pedagogia do Instituto Federal de São Paulo.

Luan Gonçalves Jucá, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Licenciado e Bacharel em Educação Física pela Universidade Regional do Cariri - Campus Iguatu - CE. Especialista em Educação Inclusiva pela Faculdade Descomplica. Mestrando em Educação Física pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).

Daniel Teixeira Maldonado, Instituto Federal de São Paulo

Doutor em Educação Física pela Universidade São Judas. Pós-Doutor em Educação pela USP. Docente da Licenciatura em Pedagogia do Instituto Federal de São Paulo.

Referências

AGUIAR, Camila dos Anjos; NEIRA, Marcos Garcia. O ensino da Educação Física: dos métodos ginásticos à perspectiva cultural. In: NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física cultural. São Paulo: Blucher, 2016. p. 69-86.

BAGNARA, Ivan Carlos; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Relação entre formação inicial e ação docente: o desafio político da educação física escolar no centro do debate. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. v. 41, n. 3, p. 277-283, 2019.

BOOTH, Tony; AINSCOW, Mel. Index Para a Inclusão. Desenvolvendo a aprendizagem e a participação na escola. Traduzido por: Mônica Pereira dos Santos. Rio de Janeiro. Produzido pelo LAPEADE, 2011.

BRACHT, Valter. A Constituição das Teorias Pedagógicas em Educação Física. Caderno Cedes, Campinas, ano XIX, n. 58, p. 69-88, 1999.

BRACHT, Valter; GONZÁLEZ, Fernando Jaime. Educação Física Escolar. In: GONZÁLEZ, Fernando Jaime; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Dicionário crítico da Educação Física. 3ª edição revisada e ampliada. Ijuí: Unijuí, 2014. p. 241-247.

BRASIL, Lei N°13.146, de 06 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência).

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB. 9394/1996.

CASTELLANI FILHO, Lino et al. Metodologia do Ensino da Educação Física. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

COELHO, Márcio Cardoso et al. Reconectar a educação física à escola: um desafio pós-pandêmico. Pensar a Prática, v. 25, e72512, 2022.

CRESPO, Fernanda de Azevedo. Necessidades educacionais específicas: experiência espanhola. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 13, n. 02, p. 291-292, 2007.

DECRETO N°3.321 de 30 de dezembro de 1999. Artigo 13. Direito à Educação Plural e Democrática.

FALKENBACH, Atos Prinz et al. A inclusão de crianças com necessidades especiais nas aulas de Educação Física na educação infantil. Movimento. Porto Alegre, v.13, n. 02, p. 37-53, maio/agosto de 2007.

FONSECA, Michele Pereira de Souza; BRITO, Leandro Teófilo de. Por uma perspectiva inclusiva na Educação Física Escolar. In: CARVALHO, Rosa Malena de Araújo; PALMA, Alexandre; CAVALCANTI, André dos Santos Souza. Educação Física, soberania popular, ciência e vida. Niterói: Intertexto, 2022. p. 69-83.

FONSECA, Michele Pereira de Souza da; RAMOS, Maitê Mello Russo. Inclusão em movimento: discutindo a diversidade nas aulas de educação física escolar. In: PONTES JUNIOR, José Airton de Freitas (Org.). Conhecimentos do professor de Educação Física escolar. Fortaleza, CE: EdUECE, 2017, p 184-208.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 51ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

GARIGLIO, José Ângelo. O papel da formação inicial no processo de constituição da identidade profissional de professores de educação física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. v. 32, n. 2-4, p. 11-28, 2010.

GONZÁLES, Eugenio. Necessidades educacionais específicas: intervenção psicoeducacional. Porto Alegre: Artmed, 2007.

MALDONADO, Daniel Teixeira; FREIRE, Elisabete dos Santos. Produção curricular na área de Educação Física: possíveis apontamentos de uma virada epistemológica no cotidiano escolar. In: FREIRE, Elisabete dos Santos et al. Saberes de professores e professoras de Educação Física: docência, pesquisa e o currículo em ação. Curitiba: CRV, 2022. p. 39-56.

MALDONADO, Daniel Teixeira; PRODÓCIMO, Elaine. Por uma epistemologia crítico-libertadora da Educação Física Escolar. Revista Brasileira de Educação Física Escolar. Ano VII, v. 3, p. 6-23, 2022.

MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão escolar - O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Summus, 2015.

MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão, diferença e deficiência: sentidos, deslocamentos, proposições. Inclusão Social. Brasília, v. 10, n. 2, p. 37-46, jan./jun., 2017.

NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física cultural: inspiração e prática pedagógica. Jundiaí (SP): Paco, 2018.

NUNES, Mário Luiz Ferrari; RÚBIO, Kátia. O(s) currículo(s) da Educação Física e a constituição da identidade de seus sujeitos. Currículo sem Fronteiras. v. 8, n. 2, p. 55-77, 2008.

OLIVEIRA, Flávia Fernandes. Dialogando sobre educação, Educação Física e Inclusão escolar. Revista Digital, Buenos Aires, ano 8, n° 51, 2002.

Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: MEC/SEESP, 2008a.__. Decreto nº 6.571, de 17 de setembro de 2008.

SANT ́ANA, Izabella Mendes. Educação Inclusiva: concepções de professores e diretores. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 10, n° 2, p. 227-234, 2005.

PRADO, Guilherme do Val Toledo; SOLIGO, Rosaura. Memorial de formação: quando as memórias narram a história da formação. In: PRADO, Guilherme do Val Toledo; SOLIGO, Rosaura. Porque escrever é fazer história: revelações, subversões, superações. Campinas: Alínea, 2007. p. 47-62.

SANTOS, Mônica Pereira dos. Inclusão. SANTOS, Mônica Pereira dos; FONSECA, Michele Pereira de Souza da; MELO, Sandra Cordeiro de. In: Inclusão em educação: diferentes interfaces. Curitiba: CRV, 2009. p. 9-21.

SAWAIA, Bader. As artimanhas da exclusão: análise psicossocial e ética da desigualdade social. Petrópolis: Vozes, 2014.

SILVA, Ana Patrícia da; SILVA, Jeane Alves da. Inclusão e deficiência. SANTOS, Mônica Pereira dos; FONSECA, Michele Pereira de Souza da; MELO, Sandra Cordeiro de. In: Inclusão em educação: diferentes interfaces. Curitiba: CRV, 2009. p. 123-144.

SOARES, Carmen Lúcia. Educação Física: raízes europeias e Brasil. Campinas: Autores Associados, 5ª edição, 2012.

VAGO, Tarcísio Mauro. Pensar a Educação Física na Escola: para uma formação cultural da infância e da juventude. Cadernos de Formação, v. 1, n. 1, p. 25-42, 2009.

VAGO, Tarcísio Mauro. Uma polifonia da Educação Física para o dia que nascerá: sonhar mais, crer no improvável, desejar coisas bonitas que não existem e alargar fronteiras. In: CARVALHO, Rosa Malena de Araújo; PALMA, Alexandre; CAVALCANTI, André dos Santos Souza. Educação Física, soberania popular, ciência e vida. Niterói: Intertexto, 2022. p. 38-54.

Publicado

2024-03-04

Como Citar

YAMAMOTO, T. Y. M.; JUCÁ, L. G.; MALDONADO, D. T. Fundamentos epistemológicos, políticos e pedagógicos da Educação Física Escolar inclusiva. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 6, p. e10825, 2024. DOI: 10.47149/pemo.v6.e10825. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/10825. Acesso em: 24 jul. 2024.