Os meios de comunicação: propostas de atividades na educação para o 4º ano do Ensino Fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47149/pemo.v3i3.5317

Palavras-chave:

Currículo Escolar, Educomunicação, Ensino primário, Interdisciplinaridade

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar propostas de atividades interdisciplinares para o 4º ano do Ensino Fundamental, tomando como referência a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em específico a temática a respeito dos meios de comunicação. O texto divide-se em dois momentos: 1) A compreensão da relação entre educação e comunicação, as transformações dos meios de comunicação, em particular o jornal, o rádio e a televisão. Contemplando as exigências da BNCC em relação aos Temas Contemporâneos Transversais (TCTs) que são trabalhados de modo interdisciplinar; 2) As disciplinas selecionadas a essa temática dos meios de comunicação são: História, Matemática e Artes. As propostas de atividades contemplam as unidades temáticas, os objetos de conhecimento e as habilidades correspondentes presentes na BNCC. No entanto, consideramos que cada educador possui o seu próprio método de ensino, assim como, cada turma e/ou sala de aula terá as suas particularidades e necessidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yohana Taise Hoffmann, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Doutoranda pelo Programa de Pós graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), pesquisa em andamento intitulada: Elementos constitutivos de um campo científico: História da educação matemática, seus habitus e estilos de pensamento. Mestra em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT) pela UFSC (2017), estudos no área da História da Educação Matemática. Bacharel em Ciências Sociais pela UFSC (2013) e Licenciada (2017), na área da Sociologia da Educação. É integrante do Laboratório de Pesquisas Sociológicas Pierre Bourdieu (LAPSB), do Grupo de Pesquisa Ensino e Formação de Educadores em Santa Catarina (GPEFESC), do Grupo de Pesquisa de História da Educação Matemática - Santa Catarina (GHEMAT-SC) e do Grupo de História da Educação Matemática (GHEMAT - Brasil).

Juliana Ramos da Silva, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Graduanda em Pedagogia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

Referências

BORDENAVE. Juan E. Díaz. O que é comunicação. 22 ed. São Paulo: Brasiliense, 1997.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação. 33 ed. São Paulo: Brasiliense, 1995.

BRASIL. Lei n. 9.394, 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez 1996. Disponível em: <https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 03 mai. 2021.

BRASIL. Resolução Nº 7, de 14 de dezembro de 2010. Fixa Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental. Brasília, MEC/CNE/CEB. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb007_10.pdf>. Acesso em: 03 mai. 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC. Versão entregue ao CNE em 03 de abril de 2018. Disponível em: Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em: 21 out. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação: Secretaria de Educação Básica. Temas contemporâneos transversais na BNCC: Propostas de Práticas para a Implementação. 2019. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/implementacao/guia_pratico_temas_contemporaneos.pdf> Acesso em: 21 out. 2020.

CARNEIRO, Maria Kulcheski. Educação Semiótica e práticas de leitura como encaminhamento metodológico e interdisciplinar na EJA. In: PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência de Educação. Os Desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE, 2013. Curitiba: SEED/PR., 2013. V.2. (Cadernos PDE). Disponível em: <http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2013/2013_uepg_ped_pdp_maria_kulcheski_carneiro.pdf>. Acesso em: 02 mai. 2021.

FANTIN, Monica. Novo olhar sobre a mídia-educação. In: 28a. Reunião Anual da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação, 2005, Caxambu. Anais da 28a. Reunião Anual da ANPED, 2005.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade [recurso eletrônico]. - 1. ed. - Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

GARRUTI, E, A.; SANTOS, S, R. A interdisciplinaridade como forma de superar a fragmentação do conhecimento. Revista de Iniciação Científica, FFC – Campus de Marília – São Paulo, v.4, n.2, p. 187-197, 2004.

GERHARD, A.C.; ROCHA FILHO, J.B. A fragmentação dos saberes na educação científica escolar na percepção de professores de uma escola de ensino médio. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v.17, n.1, p.125-145, 2012.

MCLUHAN, Marshall. O meio é a mensagem. In. MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 2007.

RÜDIGER, Francisco. As teorias da comunicação. Porto Alegre: Penso, 2011.

SIMÔES, Darcilia. SEMIÓTICA E ENSINO :letramento pela imagem. Rio de Janeiro: Dialogarts, 2017. Disponível em: <http://www.dialogarts.uerj.br/admin/arquivos_mdt/semiotica_&_ensino_2017.pdf>. Acesso em 02 mai. 2021.

SOUSA, Rafaela. Meios de comunicação: meios de comunicação são ferramentas que possibilitam a comunicação entre os indivíduos por meio da transferência de informações de forma individual ou em massa. Meios de comunicação são ferramentas que possibilitam a comunicação entre os indivíduos por meio da transferência de informações de forma individual ou em massa. 2019. Mundo Educação. Disponível em: <https://mundoeducacao.uol.com.br/geografia/meios-comunicacao.htm>. Acesso em: 22 out. 2020.

Publicado

2021-06-19

Como Citar

HOFFMANN, Y. T.; SILVA, J. R. da . Os meios de comunicação: propostas de atividades na educação para o 4º ano do Ensino Fundamental. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 3, n. 3, p. e335317, 2021. DOI: 10.47149/pemo.v3i3.5317. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5317. Acesso em: 19 out. 2021.