História da Matemática no Ceará: aproximações iniciais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30938/bocehm.v11i32.12422

Palavras-chave:

História da Matemática, Ceará, Instituto Cearense de Matemática (ICEM), Universidade Federa do Ceará (UFC)

Resumo

O presente ensaio teórico, de abordagem historiográfica, se configura como uma primeira aproximação ao tema da história da Matemática no Ceará, visando reconstituir a história dos contextos, instituições e sujeitos que viabilizaram a organização da comunidade matemática cearense, com foco naqueles que se dedicaram à trajetória acadêmica em torno da Universidade Federal do Ceará (UFC), principal reduto da produção matemática nesse estado. Para tanto, discutiu-se a caracterização histórica dividida em três períodos, que abordam desde o cenário de criação dos primeiros cursos de matemática no Brasil, na década de 1930, passando pela criação do Instituto Cearense de Matemática (ICEM) e sua integração à UFC, na década de 1950, e chegando ao período mais contemporâneo, em que a pós-graduação em Matemática no estado é concebida e ganha fôlego. Ressalta-se a importância de lançar novos olhares à História da Matemática, inclusive a história local, considerando suas especificidades, bem como realizar, em iniciativas investigativas futuras, um mapeamento da contribuição cearense à produção de conhecimento matemático nessas mais de cinco décadas de pesquisa e formação de pesquisadores nessa área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Carlos Ian Bezerra de Melo, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Mestre em Educação e Licenciado em Matemática pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e especialista em Educação Matemática pela UNOPAR. É professor do Curso de Licenciatura em Matemática da Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central (FECLESC/UECE), em Quixadá-CE, onde atua no setor de Educação Matemática. Diretor Regional da Sociedade Brasileira de Educação Matemática Regional Ceará (SBEM-CE), para o triênio 2022-2025. Pesquisa identidade profissional docente (IPD) e formação de professores, com ênfase na formação inicial do professor de Matemática. Desenvolve atividades relacionadas à Educação Matemática junto ao Laboratório de Educação Matemática da FECLESC (LaboMática) e faz parte dos grupos Educação, Cultura Escolar e Sociedade (EDUCAS) e Formação de Professores, Fundamentos Educativos e Práticas Docente (FORPRO), certificados pelo CNPq. Tem afinidade pelos temas: formação, identidade e desenvolvimento profissional docente, com ênfase na área de Educação Matemática; currículo e ensino.

Referências

BARROSO JÚNIOR, Eudes. O Instituto Cearense de Matemática (1954-1960): a origem do Instituto de Matemática da UFC. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Rio Claro, 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/132758. Acesso em: 10 dez. 2023.

BOYER, Carl Benjamim. História da matemática. São Paulo: Edgard Blücher, 1974.

CARMO, Fernanda Maria Almeida do; QUEIROZ, Antonio José Melo de. Uma análise de elementos curriculares da disciplina História da Matemática nas licenciaturas do Ceará. Revista Cocar, Belém-PA, v. 14, n. 30, p. 1-18, set./dez. 2020. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/3665. Acesso em: 10 dez. 2023.

D’AMBRÓSIO, Ubiratan. Uma história concisa da matemática no Brasil. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

EVES, Howard. Introdução à história da matemática. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1995.

FREIRE, Dianara Figueirêdo; QUEIROZ, Antonio José Melo de. As contribuições de Maurício Peixoto para a Matemática brasileira. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, v. 7, n. 20, p. 57-66, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.30938/bocehm.v7i20.2854. Acesso em: 15 jan. 2024.

GOMES, Maria Laura Magalhães. Os 80 Anos do Primeiro Curso de Matemática Brasileiro: sentidos possíveis de uma comemoração acerca da formação de professores no Brasil. Bolema, Rio Claro (SP), v. 30, n. 55, p. 424-438, ago. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1980-4415v30n55a06. Acesso em: 20 ago. 2022.

INSTITUTO DE MATEMÁTICA PURA E APLICADA (IMPA). 1º Colóquio Brasileiro de Matemática - 1957. Disponível em: https://impa.br/sobre/memoria/coloquios-brasileiros-de-matematica/1o-coloquio-brasileiro-de-matematica-1957/. Acesso em: 10 jan. 2024.

INSTITUTO DE MATEMÁTICA PURA E APLICADA (IMPA). 3º Colóquio Brasileiro de Matemática - 1961. Disponível em: https://impa.br/sobre/memoria/coloquios-brasileiros-de-matematica/3o-coloquio-brasileiro-de-matematica-1961/. Acesso em: 10 jan. 2024.

PEREIRA, Ana Carolina Costa; GUEDES, Ana Maria Silva. Considerações acerca da disciplina de história da matemática nas universidades cearenses: desvendando uma prática docente. Revista Brasileira de Ensino Superior, v. 2, n. 4, p. 22-33, out./dez. 2016. Disponível em: https://doi.org/10.18256/2447-3944/rebes.v2n4p22-33. Acesso em: 15 dez. 2023.

ROQUE, Tatiana. História da matemática: uma visão crítica, desfazendo mitos e lendas. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

SILVA, Clóvis Pereira da. A Matemática no Brasil: história de seu desenvolvimento. 3. ed. rev. São Paulo: Edgard Blucher, 2003.

STAKE, Robert. Pesquisa qualitativa: estudando como as coisas funcionam. São Paulo: Penso, 2011.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Instituto de Matemática. Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em Matemática. 2022. 136p.

Downloads

Publicado

2024-05-01

Como Citar

MELO, C. I. B. de. História da Matemática no Ceará: aproximações iniciais. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, [S. l.], v. 11, n. 32, p. 1–18, 2024. DOI: 10.30938/bocehm.v11i32.12422. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/12422. Acesso em: 24 jul. 2024.