Transtorno de sintomas somáticos

Histórico, aspectos clínicos e classificações contemporâneas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.59487/2965-1956-1-7294

Palavras-chave:

Transtorno de sintomas somáticos, Classificação, História da Medicina

Resumo

Objetivos: Relacionar referências históricas relevantes sobre a evolução da taxonomia e do conceito do transtorno de sintomas somáticos e contribuir para a atualização de profissionais de saúde na formulação diagnósticas dessa nova categoria. Metodologia: Todas as edições das classificações psiquiátricas publicadas pela Associação Psiquiátrica Americana e pela Organização Mundial de Saúde foram examinadas. Além disso, foram considerados os principais livros-texto de psiquiatria clínica, textos sobre a história e a evolução desse diagnóstico e artigos científicos escritos pelas equipes responsáveis pela revisão das classificações atuais. Desenvolvimento: Apresenta-se um apanhado dos marcos históricos significativos sobre a evolução do conceito e principais mudanças nas classificações deste transtorno ao longo dos anos, até as edições atuais. Finaliza-se com uma descrição das características clínicas, conforme definidas nos manuais correntes, instrumentalizando profissionais de saúde para avaliação e abordagem desta condição. Conclusão: Nas últimas edições da CID e do DSM houve uma reconceitualização diagnóstica do grupo dos transtornos somatoformes, resultando no estabelecimento da categoria transtorno de sintomas somáticos. É imprescindível que essas inovações sejam divulgadas e incluídas nos conteúdos programáticos de formação profissional, capacitações e treinamentos, a fim de incrementar competências no exercício clínico e propiciar uma comunicação mais precisa e uniforme de informações entre profissionais de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Lopes Sombra Neto, Universidade Federal do Ceará

Médico residente em psiquiatria

Igor Carvalho Marques, Universidade Federal do Ceará

Médico residente em psiquiatria

Thayanne Barreto de Lima, Universidade Federal do Ceará

Médica residente em psiquiatria

Augusto Andrade Campos de Moura Fé, Universidade Federal do Ceará

Acadêmico de medicina da FAMED/UFC

Eugênio de Moura Campos, Universidade Federal do Ceará

Doutor em Farmacologia. Professor de Psiquiatria da FAMED/UFC. Supervisor do PRM em Psiquiatria do HUWC/UFC

Referências

Nunes Filho EP, Bueno JR, Nardi AE. Psiquiatria e saúde mental: conceitos clínicos e terapêuticos fundamentais. São Paulo: Editora Atheneu; 1996.

Alexander FG, Selesnick ST. The history of psychiatry. 1. ed. New York: Mentor Books; 1968.

Miranda-Sá Júnior LS. O diagnóstico psiquiátrico ontem e hoje. E amanhã?. Rio de Janeiro: ABP Editora; 2010.

World Health Organization. Manual de la clasificación estadística internacional de enfermedades, traumatismos y causas de defunción: sexta revisión de las listas internacionales de enfermedades y causas de defunción, adoptada en 1948 [Internet]. Organización Mundial de la Salud; 1950 [acesso em 2021 Jan 31]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/70941.

American Psychiatric Association. Diagnostic and statistical manual of mental disorders. Washington, DC: American Psychiatric Association; 1952.

American Psychiatric Association. Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. 5. ed. Porto Alegre: Artmed; 2014.

World Health Organization. ICD-11 -Mortality and Morbidity Statistics [Internet]. WHO; 2018 [atualizado em 2020 Set; acesso em 2021 Jan 31]. Disponível em: https://icd.who.int/browse11/l-m/en.

American Psychiatric Association. Diagnostic and statistical manual of mental disorders: DSM-IV. 4. ed. text revision. Washington, DC: American Psychiatric Association; 2000.

Kaplan HI, Sadock BJ, Comprehensive Textbook of Psychiatry/VI, 30th Anniversary Vol 1 Edition. 6th ed. Baltimore, 1995.

Hales RE, Yudofsky SC, Gabbard GO. Tratado de psiquiatria clínica. 5. ed. Porto Alegre: Artmed; 2012.

Talbott JA, Hales RE, Yudofsky SC. Tratado de psiquiatria. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992.

World Health Organization. History of the Development of the ICD. [acesso em 2021 Jan 31]; Disponível em: https://www.who.int/classifications/icd/en/HistoryOfICD.pdf.

American Psychiatric Association. Diagnostic and statistical manual of mental disorders: second edition. 2. ed. Washington, DC: American Psychiatric Association; 1968.

Organização Mundial da Saúde. Classificação de transtornos mentais e de comportamento da CID-10: descrições clínicas e diretrizes diagnósticas. Porto Alegre: Artes Médicas; 1993.

Wilson M. DSM-III and the transformation of American psychiatry: a history. American Journal of Psychiatry [Internet]. 1993 [acesso em 2021 Jan 31]; 150(3): 399-410. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/8434655/.

American Psychiatric Association. Diagnostic and statistical manual of mental disorders: third edition. 3. ed. Washington, DC: American Psychiatric Association; 1980.

American Psychiatric Association. Diagnostic and statistical manual of mental disorders: third edition -revised. 3. ed. revised. Washington, DC: American Psychiatric Association; 1987.

American Psychiatric Association. Diagnostic and statistical manual of mental disorders: DSM-IV. 4. ed. Washington, DC: American Psychiatric Association; 1994.

Geddes JR, Andreasen NC, Goodwin GM. New Oxford textbook of psychiatry. 3. ed. Oxford: Oxford University Press; 2020.

Reed GM, First MB, Kogan CS, Hyman SE, Gureje O, Gaebel W, et al. Innovations and changes in the ICD-11 classification of mental, behavioural and neurodevelopmental disorders. World Psychiatry. 2019 Feb;18(1):3-19.

American Psychiatric Association. Highlights of Changes from DSM-IV-TR to DSM-5.Washington, DC: American Psychiatric Association; 2013.

Gureje O, Reed GM Bodily distress disorder in ICD-11: problems and prospects.World Psychiatry. 2016 Oct; 15(3): 291–292.Published online 2016 Sep 22. doi: 10.1002/wps.20353

Downloads

Publicado

2022-03-14

Como Citar

1.
Sombra Neto LL, Marques IC, Lima TB de, Fé AAC de M, Campos E de M. Transtorno de sintomas somáticos: Histórico, aspectos clínicos e classificações contemporâneas. Dialog Interdis Psiq S Ment [Internet]. 14º de março de 2022 [citado 23º de julho de 2024];1(1):53-9. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/dipsm/article/view/7294