SAD-HSM

Serviço de atenção domiciliar em um hospital psiquiátrico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.59487/2965-1956-2-10354

Palavras-chave:

Atenção Domiciliar à Saúde, Saúde Mental, Assistência Domiciliar

Resumo

Objetivo: Caracterizar o serviço de atenção domiciliar, assim como o perfil clínico e demográfico dos pacientes assistidos, em funcionamento há 10 anos no Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSMPFP) do Estado do Ceará. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa descritiva, de abordagem quantitativa, com base em indicadores alimentados no período de 2018 a 2022. Resultado: A equipe do SAD-HSM é composta por 5 membros, que realizam suas funções uma vez por semana. O serviço não dispõe de prontuário eletrônico, telefone e carro próprio, limitando sua atuação. O projeto terapêutico singular (PTS) foi elaborado para 100% dos pacientes. Foram atendidos 73 pacientes de 2013 a janeiro de 2023, dos quais 30 eram homens e 43 mulheres. A média das idades dos pacientes no momento da admissão no SAD foi de 47,3 anos. Foram identificados nove diagnósticos diferentes, sendo a mais prevalente esquizofrenia, com 38 pacientes (52%). O percentual de reinternação dos pacientes reduziu consideravelmente, de 42,3% em 2016 a 8,2% em 2022, Conclusão: O serviço de atenção domiciliar do HSMPFP vem conseguindo reduzir a taxa de reinternações dos seus pacientes e se mostrando como uma boa estratégia de saúde pública. Evidenciou-se a necessidade de novos investimentos, a ampliação da equipe e a implementação do serviço na grade da residência médica do hospital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Oliveira, MSN et al. Perfil Sociodemográfico e clínico de pacientes em internações psiquiátricas voluntarias e involuntárias. Ver. Bras. Promoç. Saúde (Impr.), v.24, n.4, 2011. Disponível em: http://bases.bireme.br/cgibin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextaction=lnk&exprSearch=621776&indexSearch=ID.

Silva TA, Silva AS, Filho IEM, Nery AA, Vilela ABA. (Re)Visitando a reforma psiquiátrica brasileira: perspectivas num cenário de retrocessos. Avances em Enfermería.2020 Sep 1;38(3):380-6.

Sade RMS, Goljevscek S, Corradi-Webster CM. Intensive home support for mental health crises: experience of the Trieste territorial crises team, in Italy. Saúde e Sociedade. 2020;29(3).

Schrank, Guisela, and Agnes Olschowsky. “O Centro de Atenção Psicossocial E as Estratégias Para Inserção Da Família”. Revista Da Escola de Enfermagem Da USP, vol. 42, no. 1, Mar. 2008, pp. 127–134. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s0080-62342008000100017. Acessado em:19 Mar. 2022.

Lima MT. Atenção domiciliar na assistência a portadores de transtornos mentais: os primeiros resultados de um projeto piloto. Fortaleza. Trabalho de conclusão de curso de Especialização em Gestão da Qualidade em Ambientes Hospitalares – Escola de Saúde Pública; 2015.

Lima MT, Nogueira FMD. Atenção Domiciliar: Modelo Alternativo de Cuidado a Pessoas com Transtornos Mentais. Rev Dialogos Academicos. 2014 Jun;3(1)

Oliveira AEG de, Cury VE. A experiencia de pacientes assistidos por um serviço de atenção domiciliar (SAD). Psicolestud [Internet]. 7 de julho de 2020 [citado 22 de fevereiro de 2023];250. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/PsicolEstud/article/view/44108

Rehem TCMSB, Trad LAB. Assistência domiciliar em saúde: subsídios para um projeto de atenção básica brasileira. Ciência & Saúde Coletiva. 2005 Dec;10(supl):231–42.

Nery BLS, Favilla FAT, Albuquerque APA de, Salomon ALR. Características dos serviços de atenção domiciliar. Revista de Enfermagem UFPE on line. 2018 May 1;12(5):1422.

Lee Y-H, Lu C-W, Huang C-T, Chang H-H, Yang K-C, Kuo C-S, et al. Impact of a home health care program for disabled patients in Taiwan. Medicine. 2019 Feb;98(7):e14502.

Silva KL, Silva YC, Lage ÉG, Paiva PA, Dias OV. Por que é Melhor em Casa? A Percepção de Usúarios e Cuidadores da Atenção Domiciliar. Cogitare Enfermagem [Internet]. 2017 Nov 22;22(4). Available from: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/49660

Ministério da Saúde [homepage na internet]. Programa de atendimento domiciliar especializado pelo SUS completa nove anos de atuação [acesso em 10 jan 2023]. Disponivel em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2020/novembro/programa-de-atendimento-domiciliar-especializado-pelo-sus-completa-nove-anos-de-atuaçao

Wright LM, Leahey M. Enfermeiras e famílias: guia para avaliação e intervenção na família. 5ª ed. São Paulo (SP): Roca; 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção a Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Saúde mental no SUS: os centros de atenção psicossocial. Brasília: Ministério da Saúde,2004. 86p

Portaria nº825, de 25 de abril de 2016 (BR). Redefine a Atenção Domiciliar no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) e atualiza as equipes habilitadas. Diário Oficial da União, Brasília (DF), 26 abr.2016: seção 1:25

Portaria nº 2.563, de 3 de outubro de 2017 (BR). Regulamenta a aplicação de recursos de programação para financiamento do Transporte Sanitário Eletivo destinado ao deslocamento de usuários para realizar procedimentos de caráter eletivo no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial da União, Brasília (DF), 3 out 2017: Seção 1:40.

Cordeiro TLR, Andrade LAS, Santos S de P, Stralhoti KN de O. Prontuário Eletrônico como Ferramenta para a Sistematização da Assistência de Enfermagem no Serviço de Urgência/Emergência: Percepção dos Enfermeiros. Espaço para a Saúde – Revista de Saúde Pública do Paraná.2019 Dec 2;20(2):30-41.

Rocha E do N da, Lucena A de F. Projeto Terapêutico Singular e Processo de Enfermagem em uma perspectiva de cuidado interdisciplinar. Revista Gaúcha de Enfermagem. 2018 Jul 2;39(0).

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. Clinica ampliada, equipe de referência e projeto terapêutico singular.2.ed. Brasília: Ministério da Saúde;2008.

Rocha HA da, Reis IA, Santos MA da C, Melo APS, Cherchiglia ML. Internações psiquiátricas pelo Sistema Único de Saúde no Brasil ocorridas entre 2000 e 2014. Revista de Saúde Pública. 2021 Apr 16;55:14.

Hugo andre da rocha, ilka afonso reis, marcos anotnio da cunha santos et al, Internações Psiquiatricas pelo Sistema Único de Saúde no Brasil Ocorridas entre 2000 e 2014. Revista de Saúde Pública. 2021;55:14

Camden C, Silva M. Pediatric teleheath: Opportunities created by the covid-19 and suggestions to sustain its use to support families of children with disabilities. Physical & Occupational Therapy in Pediatrics. 2020 Oct 6;41(1):1–17. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/344800096_Pediatric_Teleheath_Opportunities_Created_by_the_COVID19_and_Suggestions_to_Sustain_Its_Use_to_Support_Families_of_Children_with_Disabilities

Gusmão RO, Silva RF Junior, Alves AP, Flecha DA, Dias CL, Barbosa RR et al. Revolving Door -Reinternação Psiquiátrica Hospitalar, Humanidades. Humanidades [Internet]. 2017 Acessado em: 2023 Feb 22];6(2). Disponível em: https://www.revistahumanidades.com.br/arquivos_up/artigos/a151.pdf

Downloads

Publicado

2023-08-21

Como Citar

1.
Gondim LT, Melo MCA. SAD-HSM: Serviço de atenção domiciliar em um hospital psiquiátrico. Dialog Interdis Psiq S Ment [Internet]. 21º de agosto de 2023 [citado 20º de julho de 2024];2(2):e10354. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/dipsm/article/view/10354