A aula de campo na formação de professores em Geografia: um estudo de caso

Autores

Palavras-chave:

Prática de Ensino. Metodologias de Ensino. Geografia Agrária.

Resumo

A aula de campo é a oportunidade do aluno em vincular o conteúdo que foi visto em sala de aula à prática. Adotar essa metodológica de ensino como ferramenta em uma disciplina como a Geografia é de suma importância, principalmente se levado em consideração que deixar o ensino-aprendizado retido apenas às páginas dos livros é insuficiente. Assim, este texto tem o objetivo de discutir a relevância da aula de campo para a formação de professores em Geografia. Os resultados apresentados são frutos das observações realizadas pelos autores a partir das aulas de campo na disciplina de Geografia Agrária, ministrada no 5º semestre do curso de Licenciatura em Geografia, da Universidade Regional do Cariri (URCA). Com base na atividade de campo, que foi o pontapé inicial deste artigo, os autores dialogam com diferentes assuntos dessa subárea de conhecimento geográfico, tendo por destaque as temáticas agroflorestais, desenvolvimento sustentável, preservação e conservação ambiental, alimentos orgânicos, dentre outros, correlacionando-os com o Ensino de Geografia para a formação de futuros docentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Lei Federal no 11.947, de 16 de junho de 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Lei/L11947.htm. Acesso em: 05 mar. 2019.

BENTES-GAMA, M. de M. Análise técnica e econômica de sistemas agroflorestais em Machadinho d’Oeste, Rondônia. 2003. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, 112 f.

BOLFE, E. L. Desenvolvimento de uma metodologia para a estimativa de biomassa e de carbono em sistemas agroflorestais por meio de imagens orbitais. 2010. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 233 f.

BOLFE, A. P. F.; SIQUEIRA, E. R.; BOLFE, E. L. Sistemas Agroflorestais: uma proposta educativa. Revista Agrossilvicultura, Viçosa, v.1, p. 61-70, jan./dez. 2004.

CAMPOS, C. R. P. A saída a campo como estratégia de ensino de ciências: reflexões iniciais. Revista Eletrônica Sala de Aula em Foco, Vitória, v. 1, n. 2, p. 120-136, jan./dez. 2012.

CERETTA, C. A.; AITA, C. Manejo e conservação do solo. 1. ed. Santa Maria: EAD UFSM, 2007.

CORDEIRO, J. M. P.; OLIVEIRA, A. G. A aula de campo em Geografia e suas contribuições para o processo de ensino-aprendizagem em Geografia. Revista Geografia, Londrina, v. 20, n. 2, p. 99-114, maio/ago. 2011.

COSTA, U. G. Aula de campo no ensino de Geografia: o espaço multifuncional rural. Revista Geoaraguaia, Araguaia, v. 3, n. 1, p. 174-183, jan./jul. 2013.

COUTINHO, J. S. Alternativas metodológicas para o ensino da Geografia nos anos finais do Ensino Fundamental. PARANÁ. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor PDE. 1. ed. Curitiba: SEED/PR, 2014.

DIÁRIO DO NORDESTE. Pequi alimenta a alma do povo caririense. 2017. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/metro/pequi-alimenta-a-alma-do-povo-caririense-1.1725842. Acesso em: 05 dez. 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico. IBGE, DF: 2010. Disponivel em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/default.shtm. Acesso em: 15 out. de 2021.

MANGABEIRA, J. A. de C.; TÔSTO, S. G.; ROMEIRO, A. R. Valoração de serviços ecossistêmicos: estado da arte dos sistemas agroflorestais (SAFs). 1. ed. Campinas: Embrapa Monitoramento Por Satélite, 2011.

NOVA OLINDA. Plano Municipal de Saneamento Básico. 1. ed. Nova Olinda: Diário Oficial do Município, 2013.

PAIVA, P. B.; OLIVEIRA, S. R. L. Trabalho de campo e o Ensino de Geografia nos colégios públicos estaduais de ensino médio em Jataí/GO. In: Fórum Nacional NEPEG de formação de professores de Geografia, 9., 2018, Caldas Novas. Anais. [...]. Caldas Novas: Fórum Nacional NEPEG de formação de professores de Geografia, 2018.

PEDREIRA, H. P. S.; ALMEIDA, D. C. M. N.; FIEL, A. M. R. B.; CIRQUEIRA, A. P. Métodos avaliativos: um olhar reflexivo sobre a prática docente nas avaliações escolares. In: Congresso Nacional de Educação - EDUCERE, 9, 2013. Anais. [...]. Curitiba: Congresso Nacional de Educação – EDUCERE, 2013.

PENEIREIRO, F. M.; RODRIGUES, F. O.; BRILHANTE, M. O.; LUDEWIGS, T. Apostila do educador agroflorestal: introdução aos sistemas agroflorestais. Rio Branco: UFAC, 2012.

PERES, F.; MOREIRA, J. C.; DUBOIS, G. S. Agrotóxicos, saúde e meio ambiente: uma introdução ao tema. In: PERES, F.; MOREIRA, J. C. (org.). É veneno ou é remédio? Agrotóxicos, saúde e meio ambiente. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2003. cap. 1, p. 21-41.

PORTO-GONÇALVES, C. W. A globalização da natureza e a natureza da globalização. 1. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

RIBEIRO, E. Estudo do meio: paisagem, sertão e patativa do Assaré - instalação geográfica. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 19, n. 1, p. 43-63, jul./-set. 2017.

SILVA, M. F. da et al. A pesquisa na formação acadêmica: aprender a pesquisar fazendo pesquisa. CONEDU, 3, 2016. Anais. [...]. Campo Grande: CONEDU, 2016.

SILVA, T. T. da et al. Agrofloresta em Nova Olinda-CE: uma alternativa viável para o semiárido nordestino. Extensão em Ação, v. 2, p.73-84, jul./dez. 2014.

SOUSA, C. A.; MEDEIROS, M. C. S.; SILVA, J. A. L.; CABRAL, L. N.. A aula de campo como instrumento facilitador da aprendizagem em Geografia no Ensino Fundamental. Educação pública, v. 16, n. 22, p. 187-203, out./dez. 2016.

TAVELLA, Leonardo Barreto et al. O uso de agrotóxicos na agricultura e suas consequências toxicológicas e ambientais. Agropecuária Científica no Semiárido, v. 7, n. 2, p. 6-12, jan./dez. 2012.

THEODORO, S. H.; DUARTE, L. G.; VIANA, J. N. (Org.). Agroecologia: um novo caminho para extensão rural sustentável. 1. ed. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

TOMITA, Luzia M. Saito. Trabalho de campo como instrumento de ensino em Geografia. GEOGRAFIA, v. 8, n. 1, p. 13-15. 1999.

VERGARA, N. T. Sistemas agroforestales: una cartilla. 1. ed. Hawaii: Unasylva, 1985.

YOUNG, C. E. F.; FAUSTO, J. R. B. Valoração de recursos naturais como instrumento de análise da expansão da fronteira agrícola na Amazônia. 1. ed. Rio de Janeiro: IPEA, 2003.

ZIMMERMANN, C. L. Monocultura e transgenia: impactos ambientais e insegurança alimentar. Veredas do Direito: direito ambiental e desenvolvimento sustentável, Belo Horizonte, v. 6, n. 12, p. 79-100, out./dez. 2009.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

DE MORAIS, J. R.; LOPES, A. J. G.; PIANCÓ, A. R. D.; RODRIGUES, E.; DA SILVA, H. S. A aula de campo na formação de professores em Geografia: um estudo de caso. Revista GeoUECE, [S. l.], v. 10, n. 19, p. e202105, 2021. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/GeoUECE/article/view/4485. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos