A IMPORTÂNCIA DA AULA DE CAMPO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE GEOGRAFIA

  • Anderson Felipe Leite dos Santos Universidade Estadual da Paraíba
  • Maria Marta dos Santos Buriti Universidade Estadual da Paraíba http://orcid.org/0000-0001-5627-9264

Resumo

Neste artigo pretende-se analisar a importância da aula de campo no processo de ensino e aprendizagem em Geografia, considerando a necessidade recorrente que recai sobre os professores atualmente para que estes desenvolvam metodologias ativas e dinâmicas capazes de propiciar uma maior aproximação dos conteúdos com a realidade dos alunos. A partir do momento em que os alunos conseguem visualizar e compreender os diferentes fenômenos que ocorrem no espaço geográfico de forma concreta, novas possibilidades de aprendizagem se abrem favorecendo a construção do conhecimento. A partir da aula de campo, os alunos podem estudar aspectos sociais, econômicos, culturais, políticos que ocorrem diariamente, mas que, sem a devida abordagem, acabam, passando despercebidos durante o seu dia a dia. É considerando as potencialidades metodológicas da aula de campo como instrumento qualitativo na construção do processo de ensino e aprendizagem que objetivamos aqui discutir a a importância da aula de campo como metodologia didática em Geografia, apresentando, para isto, as experiências vivenciadas a partir dos trabalhos de campo realizados no âmbito do Componente Curricular Geomorfologia, no curso de Licenciatura Plena em Geografia da Universidade Estadual da Paraíba.

Biografia do Autor

Maria Marta dos Santos Buriti, Universidade Estadual da Paraíba

Doutoranda em Geografia pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB e Professora Substituta do Departamento de Geografia da Universidade Estadual da Paraíba - UEPB.

Publicado
2020-09-23