• Revista GeoUECE V.6, N.11, 2017
    v. 6 n. 11 (2017)

    No seu décimo primeiro número, a Revista do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual do Ceará (PropGeo/UECE) - GeoUECE, apresenta mais um conjunto de artigos voltados para a divulgação de pesquisas em ciência geográfica. A proposta desta edição é de dar visibilidade às mais diversas abordagens geográficas, o que sempre foi o foco desta revista, com contribuições conceituais, teóricas e empíricas sobre problemáticas atuais. Para os editores é sempre uma grande satisfação apresentar à comunidade acadêmica um número da GeoUECE, que desta vez conta com cinco artigos. O que marca este Número 11 é a diversidade temática dos artigos selecionados para fazer parte desta edição, pois estão presentes discussões vinculadas às temáticas da cidade: legislação, vivências e espaços construídos; Gestão hídrica; Ensino na Geografia e Educação Ambiental. Assim, agradecemos aos (as) autores (as) que escolheram a GeoUECE para publicar seus trabalhos e, da mesma forma, estendemos os agradecimentos aos (as) colegas pareceristas, em especial por primarem pela qualidade na seleção do conteúdo publicado. Aos que acessam os artigos, desejamos uma boa leitura: que as inquietações levantadas estimulem a produção e o debate da Geografia contemporânea.

    CAPA E EDITORIAL

    ARTIGO 1

    CÓDIGOS DE POSTURAS E OUTRAS LEIS DISCIPLINANDO A CIDADE E SUAS EDIFICAÇÕES
    POSTURAL CODES AND OTHER LAWS DISCIPLINING CITY AND BUILDINGS
    CODES ET AUTRES LOIS POSTURES DE LA DISCIPLINE VILLE ET BÂTIMENTS

    Maria Clélia Lustosa Costa

    ARTIGO 2 

    GESTÃO HÍDRICA DE CANAIS ABERTOS DO LAGO NORTE “INTERLAGOS”: UM ESTUDO DIRIGIDO A ÁREA VERDE DO CÓRREGO MELANCIAS
    WATER MANAGEMENT OF NORTH LAKE "INTERLAGOS" OPEN CHANNELS: A STUDY DIRECTED TO THE GREEN AREA OF THE WATERMELON STREAM

    Carlos Alexandre de Bortolo
    Rosemery Cabral de Melo Silva
    Maria Sueli Viana Furtado

    ARTIGO 3

    ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL E ENSINO DE GEOGRAFIA EM FORTALEZA/CE: VIVÊNCIAS PRÁTICAS E DESAFIOS COTIDIANOS
    FULL-TIME SCHOOL AND GEOGRAPHY TEACHING IN FORTALEZA/CE:  PRATICAL LIVING AND EVERYDAY CHALLENGES
    ESCUELA DE TIEMPO COMPLETO Y LA ENSEÑANZA DE GEOGRAFIA EN FORTALEZA / CE: VIVENCIAS PRÁCTICAS Y DESAFÍOS COTIDIANOS

    Thiago Cavalcante
    Glauciana Alves Teles

    ARTIGO 4

    REFLEXÕES SOBRE A INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE GEOGRAFIA
    REFLECTIONS ON INTERDISCIPLINARITY IN GEOGRAPHY EDUCATION
    REFLEXIONES SOBRE LA INTERDISCIPLINARIDAD EN LA ENSEÑANZA DE GEOGRAFÍA

    Thais Coelho Lopes

     

  • Revista GeoUECE V.6, N.10, 2017
    v. 6 n. 10 (2017)

    No seu décimo número, a Revista do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual do Ceará (PropGeo/UECE), apresenta mais um conjunto de artigos voltado para a divulgação de pesquisas cientificas em ciência geográfica.  A proposta desta edição é de dar visibilidade às mais diversas abordagens geográficas, o que sempre foi o foco desta revista, com contribuições conceituais, teóricas e empíricas sobre problemáticas atuais. Para os editores é sempre uma grande satisfação apresentar à comunidade acadêmica um número da GeoUECE, que desta vez conta com sete artigos. O que marca este Número 10 é a diversidade temática dos artigos selecionados para fazer parte desta edição, pois estão presentes discussões vinculadas às temáticas do Planejamento Ambiental, Geografia e Ideologia, Indústria, Impactos Socioambientais, Ensino na Geografia e Gestão Hídrica. Assim, agradecemos aos autores que escolheram a GeoUECE para publicarem seus trabalhos e, da mesma forma, estendemos os agradecimentos aos colegas pareceristas, em especial por primarem pela qualidade na seleção do conteúdo publicado. Aos que acessam os artigos, desejamos uma rica leitura: que as inquietações levantadas estimulem a produção e o debate da Geografia contemporânea.

    CAPA E EDITORIAL

    SUMÁRIO

    ARTIGO 1

    INDÚSTRIA E DINÂMICA ECONÔMICA: ALGUNS APONTAMENTOS SOBRE O SETOR DE FERTILIZANTES EM UBERABA - MG
    INDUSTRY AND ECONOMIC DYNAMICS: SOME REFLECTIONS THE ABOUT THE FERTILIZERS SECTOR IN UBERABA – MG
    INDUSTRIA Y DINÁMICA ECONÓMICA: ALGUNOS APUNTES SOBRE EL SECTOR DE FERTILIZANTES EN UBERABA – MG
    Maria Terezinha Serafim Gomes
    Marcos Kazuo Matushima
    Nadia Jamaica Chagas

    ARTIGO 2

    INSTRUMENTOS DE ENSINO NA GEOGRAFIA: USO DO LÚDICO COMO FERRAMENTA CRÍTICA DE CONSCIENTIZAÇÃO
    INSTRUMENTS OF TEACHING IN GEOGRAPHY: USE OF LÚDICO AS A CRITICAL CONSCIENTIZATION TOOL
    INSTRUMENTOS DE ENSEÑANZA EN GEOGRAFÍA: USO DEL LÚDICO COMO HERRAMIENTA CRÍTICA DE CONCIENTIZACIÓN
    Kaio Santos Diniz

    ARTIGO 3

    COMPLEXO EÓLICO CHAPADA DO PIAUÍ I: UMA ANÁLISE PARA O MUNICÍPIO DE MARCOLÂNDIA (PIAUÍ, BRASIL)
    WIND ENERGY COMPLEX CHAPADA DO PIAUI I: AN ANALYSIS FOR THE CITY OF MARCOLANIA (PIAUI, BRAZIL)
    COMPLEJO EÓLICO CHAPADA DEL PIAUÍ I: UN ANÁLISIS PARA EL MUNICIPIO DE MARCOLANDIA (PIAUÍ, BRASIL)
    Jaerle Rodrigues Campêlo
    Thaís Batista Lovate
    Elvis Reis de Oliveira 
    Emanuel Lindemberg Silva Albuquerque

    ARTIGO 4

    OS IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS NA PLANÍCIE FLUVIAL DO RIO POTI, ESTADO DO CEARÁ: O CASO DA BARRAGEM LAGO DE FRONTEIRAS
    SOCIO-ENVIRONMENTAL IMPACTS IN THE POTI RIVER FLOODPLAIN, CEARA STATE: THE CASE OF THE LAGO DE FRONTEIRAS DAM
    LOS IMPACTOS SOCIOAMBIENTALES EN LA PLANIFICACIÓN FLUVIAL DEL RIO POTI, ESTADO DEL CEARÁ: EL CASO DEL BARRAGUE LAGO DE FRONTEIRAS
    Antônia Martovania de Sousa Monte
    Andrea Almeida Cavalcante
    Francisca Silvania de Sousa Monte
    João César Abreu de Oliveira Filho

    ARTIGO 5

    PLANEJAMENTO AMBIENTAL COSTEIRO NO BRASIL: UM OLHAR CRÍTICO SOBRE O PROJETO ORLA
    COASTAL ENVIRONMENTAL PLANNING IN BRAZIL: A LOOK ON THE ORLA PROJECT
    PLANEACIÓN AMBIENTAL COSTEIRO EM BRASIL: UMA ANÁLISIS DEL PROYECTO ORLA
    Maria Bonfim Casemiro
    Fábio Perdigão Vasconcelos
    Fábio de Oliveira Matos
    Otávio Augusto de Oliveira Lima Barra

    ARTIGO 6

    GEOGRAFIA E IDEOLOGIA: GEOGRAFIA ESPECULATIVA E IGNORANTE (ENSAIO CRÍTICO)
    GEOGRAPHY AND IDEOLOGY: GEOGRAPHY SPECULATIVE AND IGNORANT (CRITICAL TEST)
    GÉOGRAPHIE ET IDÉOLOGIE: GÉOGRAPHIE SPÉCULATIF ET IGNORANTE (ESSAI CRITIQUE)
    Marquessuel Dantas de Souza

    ARTIGO 7

    CONTRASTES SOCIOESPACIAIS DO ESGOTAMENTO SANITÁRIO EM FORTALEZA (1991-2010)
    SOCIOGEOGRAPHIC INEQUALITIES OF THE SANITARY SEWAGE SYSTEM IN FORTALEZA (1991-2010)
    CONTRASTES SOCIOESPACIALES DEL ALCANTARILLADO EN FORTALEZA (1991-2010)
    Victor Régio da Silva Bento

  • Revista GeoUECE V.3, N.4, 2014
    v. 3 n. 4 (2014)

    Depois de três números editados no biênio 2012-2013, a Revista GeoUECE
    prossegue em sua trajetória de divulgar conhecimento de ampla abrangência
    geográficas: questões teórico-metodológicas da Geografia; saberes e práticas do
    conhecimento geográfico, níveis de análise e conteúdo da Geografia; Cenários
    tendenciais e novos temas emergentes, dentre outros.
    Deve-se reconhecer que a Geografia - ciência do espaço ou do território - tem raízes
    antigas. Mas a um só tempo, é setor do conhecimento de recente desenvolvimento.
    Envolvendo conhecimentos múltiplos e objetivos temáticos de amplo espectro, um
    periódico de cunho geográfico por excelência, deve refletir essas circunstâncias.
    É o que se expõe neste quarto número semestral da GeoUECE, divulgando temas
    multivariados, tendo, em comum, as relações natureza x sociedade. Há evidente
    primazia de artigos ligados à problemática urbana e que tratam de contradições em
    áreas metropolitanas; da segregação socioespacial e fragmentada em cidades
    médias; das assimetrias das relações entre verticalidades e horizontalidades; dos
    indicadores socioambientais de clima urbano e saúde. Acrescenta-se um trabalho
    vinculado à localização das unidades industriais das montadoras de autoveículos no
    Mercosul.
    Referente ao ensino de Geografia, um artigo trata das mudanças de natureza didática
    através de uma ação efetiva da cartografia escolar. Há também especificidades no que
    tange aos condicionantes da institucionalização de unidades regionais no Brasil, da
    Geografia Eleitoral através da relação entre política partidária e eleitores e das
    concepções teóricas da educação ambiental e a dialética materialista.
    Sobre temas associados ao contexto socioambiental, apresenta-se um artigo de
    natureza metodológica referente à analise sistêmica da paisagem e sua aplicabilidade
    ao estudo do litoral. Saúde ambiental e gestão de água potável expõem os problemas
    fundamentais da gestão pública em um meio de abundancia das disponibilidades
    hídricas. Um último artigo trata da apropriação da natureza e principais repercussões
    dos processos erosivos no Médio Solimões, Amazonas.
    Ressalta-se, assim, que a percepção da GeoUECE é conduzida no sentido de não
    existência de uma só Geografia. Admite-se uma constelação de saberes geográficos
    que se sustentam na diversidade e na pluralidade desses saberes.
    Profa. Dra. Maria Lúcia Brito Cruz
    Coordenadora do ProPGEO da UECE

  • Revista GeoUECE V.2, N.3, 2013
    v. 2 n. 3 (2013)

    Com satisfação, a equipe da Revista GeoUece edita este terceiro número semestral, finalizando o ano de 2013. Não agrega maior quantidade de textos devido à avaliação rigorosa, sempre submetida a dois ou três de nossos pareceristas, dedicados colegas de diferentes centros acadêmicos brasileiros.

    Por certo, em breve, a GeoUece entrará no seleto conjunto de periódicos avaliados pela Capes, forte motivo de atrair mais produção intelectual do país e do exterior. Essa atenção de nossa agência de fomento da pós-graduação se dá no início de novo triênio de avaliação dos Cursos e Programas de todas as áreas do conhecimento, desenvolvidos pelas IES nacionais, incluindo-se os periódicos científicos.


    Do conjunto de oito artigos selecionados, três se aproximam ao tratamento da natureza, aos quais um outro se correlaciona, ao abordar a ordem territorial, tratando do circuito espacial do biodiesel.

    Dois artigos tratam dos movimentos sociais, um voltado à educação não formal e o segundo, às
    associações dos catadores de resíduos sólidos, tendo ambos a cidadania como centro de
    preocupação.


    Completando o conjunto, dois se dedicam ao tratamento da dispersão espacial das unidades produtivas no Brasil: um se voltando à favorecida dinâmica do agronegócio no centro-oeste e nordeste brasileiros e, o segundo, às indústrias no oeste paulista.


    Em 2013, novas defesas de um doutorando e uma de mestrando, incluindo-se, aqui, seus títulos, autores e orientadores, além de resumos. Os editores saúdam os novos pos-graduandos, para enriquecerem nossa plêiade de titulados do país.


    Inserimos uma resenha do último livro do geógrafo Antonio Carlos Robert Moraes – “Território na Geografia de Milton Santos - , recentemente, publicado pela editora Annablume. Agradecemos a todos que escolheram nossa Revista para publicarem seus trabalhos, assim como aqueles que a acessarem para uma boa leitura. Esses agradecimentos se estendem e se renovam a colegas pareceristas que primaram pela qualidade do que é aqui publicado para o grande público da Geografia.


    Comissão Editorial.

     

  • Revista GeoUECE V.2, N.2, 2013
    v. 2 n. 2 (2013)

    Com imenso júbilo, apresentamos à comunidade acadêmica o segundo número da Revista GEOUECE. Tal periódico é resultado de trabalho coletivo dos docentes e discentes do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual do Ceará (ProPGeo). No final de 2012, veio a lume o primeiro número da revista, no intuito de apresentar a produção de pesquisadores das mais diferentes paragens de nosso país e de outros centros acadêmicos do mundo. Através dos contadores de acesso no sistema, temos o conhecimento que milhares de leitores do Brasil e de vários países, como México e Estados Unidos, acessam nosso periódico, o que contribui para fortalecer nosso empenho em trabalhar, com mais rigor, para manter essa divulgação de trabalhos científicos. Nesta edição, formatada com 9 (nove) artigos e 19 (dezenove) resumos das dissertações e teses defendidas no PROPGEO (primeiro semestre de 2013), encontraremos trabalhos com múltiplos "olhares geográficos", que permitem a leitura do espaço na sua totalidade. Do ponto de vista da origem acadêmica dos autores, verificamos que o alcance da nossa revista já atinge todo território nacional, pois este volume está permeado de resultados de pesquisas acadêmicas realizadas em universidades de vários estados do Brasil. É fácil notar que o espaço urbano mereceu atenção de maior parte dos trabalhos ora publicados nesta edição. Os temas tratam, ora de conflitos e tensões espaciais, ora da produção e da organização do espaço, com destaque para a problemática ambiental, a cultura, a economia urbana e a formação metropolitana. Para termos esse conjunto de trabalhos publicados, importante foi a contribuição de nossos pareceristas, sempre atentos às normas e às técnicas do bem escrever, com dedicação e responsabilidade acadêmica.

    Comissão Editorial.