O Território do Bordado Artesanal

Tradição e Cultura retratadas em Tecidos e Linhas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.59040/GEOUECE.2317-028X.v13.n24.e202409

Palavras-chave:

Região do Seridó, Timbaúba dos Batistas, Tradição, Produção manual, Bordadeiras

Resumo

O bordado artesanal chegou à região do Seridó pelo Arraial Queiquó, hoje conhecido como município de Caicó, principal entreposto comercial no final do século XVII e início do século XVIII. O objetivo deste trabalho é identificar o processo histórico- geográfico da formação do território do bordado, com ênfase na análise da construção da cultura e da técnica do bordado artesanal de Timbaúba dos Batistas- RN. A metodologia está alicerçada na revisão bibliográfica e na pesquisa de campo. Foram aplicados 242 questionários as bordadeiras de Timbaúba dos Batistas para obter informações sobre a produção, história da atividade, qualificação e etc. Como resultado, identificou-se que as técnicas empregadas na confecção do bordado artesanal no município de Timbaúba dos Batistas foram aprimoradas ao longo do tempo, atribuindo aos produtos o reconhecimento como sendo o bordado fino da região do Seridó. Assim, com a ajuda da pesquisa de campo e 174 h de diálogos com as bordadeiras, intuímos o município de Timbaúba dos Batistas como o hipocentro do bordado artesanal na região do Seridó. Ademais, a produção do bordado artesanal ao longo do período histórico-geográfico de formação desse território foi penetrando no seio da sociedade timbaubense, sendo hoje a principal fonte de emprego e renda, com exceção do funcionalismo público, impactando na sua organização social, econômica, política e cultural.

Região do Seridó; Timbaúba dos Batistas; Tradição; Produção manual; Bordadeiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Irami Rodrigues Monteiro Júnior, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - Campus Natal Central

Doutorando em Geografia Pelo Programa de Pós-Graduação e Pesquisa em Geografia(PPGE) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Mestre em Geografia (2020-2022) pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGG) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Bacharel em Geografia (2016-2019) pelo Centro de Ensino Superior do Seridó (CERES/UFRN). Licenciando em Geografia pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB, Campus I, Centro de Educação (CEDUC), Campina Grande - PB. Membro permanente do Grupo de Estudo do Semiárido (GESA/UFPB) e do Grupo Turismo e Sociedade (UFRN).Tendo como áreas de concentração de pesquisas nos seguintes temas: Geografia Econômica e Regional, Geografia Cultural e Serviços Ecossistêmicos Culturais

Referências

ALTHUSSER, L. Ideologia e aparelhos ideológicos de Estado. Lisboa: Presença, 1974.

ARAUJO, A. P. M. "Bordados do Seridó”: uma experiência etnográfica com as bordadeiras do município de Caicó-RN. Orientadora: Eliane Tânia Martins de Freitas. 2013. 139 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12286. Acessado em: 09 maio 2020.

ARAUJO, A. P. M. Bordando tecidos e memórias: uma etnografia das bordadeiras do município de Caicó-RN. In: XIX SEMANA DE HUMANIDADES, 2011, Natal. Anais [...]. Natal/RN, 2011.

ARAUJO, T. B. Rio Grande do Norte: a contribuição da experiência do Seridó. In: CRUZ, J. L. V. (org.). Brasil, o desafio da diversidade: experiências de desenvolvimento regional. Rio de Janeiro: SENAC, 2005. p. 11-47.

BATISTA, I. N. O bordado artesanal de Caicó: as relações de produção. 1988. 71 f. Monografia (Especialização em Geografia) - Departamento de Geografia, Centro de Ciências Humanas Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 1988.

BERNARD, H. R. Research methods in anthropology: qualitative and quantitative approaches. Lanham, MD: AltaMira Press, 2005.

BRITO, T. F. S. Bordados e bordadeiras: um estudo sobre a produção artesanal de bordados em Caicó. Orientadora: Fernanda Arêas Peixoto. 285f. 2010. Tese (Doutorado em Antropologia) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-15122011-175001/en.php. Acesso em: 08 out. 2019.

____________. Narrativas, repertórios e aprendizado: bordados e bordadeiras. Iluminuras, v. 14, n. 34, 2013. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/iluminuras/issue/view/2267. Acesso em: 02 maio 2020.

_______________. Bordado e bordadeiras: representações, inserções, negociações e resistências na produção estética em Caicó – RN. A Casa. 32° Encontro Anual da Anpocs. 2011. Disponível em: http://www.acasa.org.br/biblioteca/texto/362. Acessado em: 12 dez. 2022.

CARNEIRO, R. N. Os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos hoje. Mossoró: EDUERN, 2018.

CLAVAL, P. A Geografia Cultural. Florianópolis: Editora da UFSC, 1999.

CORRÊA, R. L. Carl Sauer: Sobre a geografia cultural. Revista Brasileira de Geografia, p. 113-122, 2009.

DAVEL, E. P. B.; CAVEDON, N. R.; FISHER, T. M. D. A vitalidade artesanal da gestão contemporânea. Revista Interdisciplinar de gestão social, v. 1, n. 3, p. 13-21, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/rigs/issue/view/863/showToc. Acessado em: 13 dez. 2020.

DOZENA, A. REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA E OS SETORES CRIATIVOS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE-RN. Formação (Online), v. 1, n. 23, 2016. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/formacao/article/view/3607. Acessado em: 31 maio 2023.

DURAND, J. Bordar: masculino, feminino. In: ALIANÇA ARTESANAL, ed. – “Reactivar saberes, reforçar equilíbrios locais”. Vila Verde: Aliança Artesanal, p. 13 – 22 2006. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/5480. Acessado em: 01 mar. 2021.

GURGEL, V. A. Aspectos jurídicos da indicação geográfica. In: SEBRAE (Org.). Valorização de produtos com diferencial de qualidade e identidade: indicações geográficas e certificações para competitividade nos negócios, Brasília: SEBRAE, 2006.

GRIMM, F. C. A. Trajetória epistemológica de Milton Santos. Orientadora: Maria Laura Silveira. 2011. 307 f. Tese. (Doutorado em Geografia) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-26062012-143800/pt-br.php. Acessado em: 07 dez. 2020.

LOPES, R. M. R; MEDEIROS, G. P. C. O valor artístico-cultural do bordado de Caicó/RN e sua relação com o turismo. Caderno Virtual de Turismo, v. 12, n. 1,p. 30-41, 2012. Disponível em: http://www.ivt.coppe.ufrj.br/caderno/index.php/caderno/issue/view/42. Acessado em: 28 nov. 2020.

LINS, Z. M. Circuitos espaciais de produção da atividade boneleira: o uso dos territórios de Caicó, Serra Negra do Norte e São José do Seridó. Orientador: Aldo Eloísio Dantas da Silva. 242 f. 2011. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Centro de Ciências, Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18924. Acessado em: 18 fev. 2020.

LUCENA, R. B. O bordado na economia do município de Timbaúba dos Batistas (Rio Grande do Norte). Orientadora: Jeane Medeiros Silva. 2017. 71f. Monografia (Bacharelado em Geografia) - Curso de Geografia Bacharelado, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Caicó, 2017. Disponível em: https://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5416.

Acesso em: 18 ago. 2021.

GIMÉNEZ, G. Territorio y cultura. Estudios sobre las culturas contemporáneas, v. 2, n. 4, p. 9-30, 1996.

HEIDRICH, A. L. Território e cultura: argumento para uma produção de sentido. In: HEIDRICH, A. L.; COSTA, P.; ZEFERINO, C. L. (Org.). Maneiras de ler: geografia e cultura. Porto Alegre: Imprensa Livre: Compasso Lugar Cultura, 2013, p. 52 -61.

MEDEIROS, M. S. S. A Produção do espaço das pequenas cidades do Seridó Potiguar. Orientadora: Beatriz Maria Soares Ponte. 2005. 154 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Centro de Ciências, Humanas, Letras e Artes. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/18910. Acessado em: 08 ago. 2022.

MCDOWELL, L. A transformação da Geografia Cultural. In: GREGORY, D.; MARTIN, R.; SMITH, G. (Org.). Geografia humana: sociedade, espaço e ciência social... Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1996, p. 156-189.

MITCHELL, D. Não existe aquilo que chamamos de cultura: para uma reconceitualização da ideia de cultura em geografia. Espaço e Cultura, n. 8, 1999. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/espacoecultura/issue/view/53. Acessado em: 11 nov. 2022.

MONTEIRO JUNIOR, I. R. Circuito espacial de produção e o círculo de cooperação do bordado artesanal no município de Timbaúba dos Batistas-RN. 2022. 236 f. Dissertação (Mestrado em Geografia). Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciência Exatas e da Natureza. João Pessoa – PB, 2022. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/23524. Acessado em: 12 Dez. 20222.

MORAIS, I. R. D. Seridó Norte-Rio-Grandense: uma geografia da resistência. Natal: EDUFRN, 2020.

______________. Seridó norte-rio-grandense: reestruturação e planejamento regional. In: XI Encontros Nacionais da ANPUR, v. 11, 2005, Salvador. Anais [...]. Salvador, UFBA, 2005. Disponível em: http://www.xienanpur.ufba.br/251.pdf. Acessado em: 22 ago. 2020.

SANTOS, M. Metamorfose do espaço habitado. São Paulo: Hucitec, 1988.

_____________. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996.

SANTOS, M; SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. São Paulo: Record, 2001.

SENNETT, R. O Artífice. Rio de Janeiro: Record, 2009.

SOUZA, M. L. Território” da divergência (e da confusão): em torno das imprecisas fronteiras de um conceito fundamental. In: SAQUET, M. A; SPOSITO, E. S. (org.). Territórios e territorialidades: teorias, processos e conflitos. São Paulo: Expressão Popular, 2009. p. 57-72.

VINUTO, J. A amostragem em bola de neve na pesquisa qualitativa: um debate em aberto. Temáticas, v. 22, n. 44, p. 203-220, 2014.

Downloads

Publicado

2024-06-20

Como Citar

RODRIGUES MONTEIRO JÚNIOR, I. O Território do Bordado Artesanal: Tradição e Cultura retratadas em Tecidos e Linhas. Revista GeoUECE, [S. l.], v. 13, n. 24, p. e202409, 2024. DOI: 10.59040/GEOUECE.2317-028X.v13.n24.e202409. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/GeoUECE/article/view/10791. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos