REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA PAISAGEM SERRANA DE MARANGUAPE - CE

Autores

  • Junia De Cássia Ferreira Firmeza

Palavras-chave:

representações sociais, fenomenologia, percepção, paisagem, lugar

Resumo

A geografia é uma ciência que se preocupa em estudar a organização e a reorganização do espaço pelo homem recorrendo a informações que sintetizem leituras das paisagens e seus movimentos. A paisagem por sua vez, apresenta-se como resultado de um movimento temporal e espacial que vai construindo uma combinação dinâmica de elementos da natureza e da sociedade nos quais vão se transformando ao longo de um processo histórico. Nessa perspectiva, o objetivo geral desta pesquisa foi compreender o fenômeno das representações sociais inseridas no contexto da paisagem serrana de maranguape (ce). Os objetivos específicos foram: caracterizar a paisagem serrana de maranguape em seus aspectos socioambientais e inserir a problematização das representações sociais no processo investigativo em que se formularam as bases naturais e sociais da paisagem em estudo. Observar, perceber e analisar os conceitos do senso comum através das representações sociais da paisagem possibilita pensar o espaço geográfico com a aproximação dos conhecimentos elaborados pelas experiências e vivências da realidade local. Estabelecer relações entre sociedade e paisagem é entender que esta interação constrói o espaço vivido. O método empregado na pesquisa foi o fenomenológico-hermenêutico, pois possibilita a experiência íntima do sujeito com o objeto de estudo. Para obtenção de dados utilizou-se além da pesquisa bibliográfica, a técnica verbal, baseada em entrevistas abertas com roteiro mínimo. Na avaliação dos resultados foi observado o conteúdo das entrevistas para e o comportamento do entrevistado considerando os momentos em que expressaram as emoções, que não puderam ser captadas nas palavras. A análise do discurso possibilitou o entendimento do sentido que os moradores locais deixam explícito nos discursos numa aproximação de como se constrói ou se reconstrói a paisagem do lugar, interpretados pelas palavras que expõem também, as contradições e conflitos dessa realidade. Os resultados da pesquisa possibilitaram a apreensão do sentido das falas quanto à compreensão da construção de suas práticas cotidianas nas representações sociais da paisagem. Pôde-se concluir que, as diferenças afetivas dos indivíduos com o lugar provocam uma diferenciação quanto ao uso que se faz da serra, que tem íntima relação com as formas de uso e ocupação do solo. Para aqueles moradores antigos a paisagem serrana é um complemento de suas vidas, é a sua própria casa, pois os remete a lembranças de momentos felizes da infância e da juventude. Esse sentimento é semelhante aos das crianças que vêm à serra como um quintal, com brincadeiras e frutas abundantes. Para entrevistados jovens e adultos a paisagem serrana de maranguape os esconde da vida, pois não lhes dá outra perspectiva que não seja a agricultura, segundo estes a paisagem natural não serve se não for bem aproveitada com outras formas de renda para os residentes locais. Estes aspectos permitem observar como a paisagem pode ter significados e interesses diversos que merecem atenção especial para implantação de políticas públicas conciliadas à proteção ambiental que atendam as perspectivas dos indivíduos ali residentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA PAISAGEM SERRANA DE MARANGUAPE - CE

Publicado

2021-08-28

Como Citar

DE CÁSSIA FERREIRA FIRMEZA, J. . REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA PAISAGEM SERRANA DE MARANGUAPE - CE. Revista GeoUECE, [S. l.], v. 4, n. 7, p. 216–217, 2021. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/GeoUECE/article/view/6943. Acesso em: 23 out. 2021.

Edição

Seção

Defesa do PropGEO