AGLOMERADOS SUBNORMAIS: DEFINIÇÃO, LIMITAÇÕES E CRÍTICAS

Autores

  • Roberto Antero Silva

Palavras-chave:

Aglomerados subnormais, Concentração socioespacial, Condições de moradia

Resumo

O texto aborda o conceito e a definição de aglomerado subnormal, termo utilizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para generalizar favelas e similares no país. A metodologia utilizada consistiu em revisão bibliográfica. Essa definição censitária tem sido bastante criticada por especialistas, principalmente referente à obrigatoriedade de um quantitativo mínimo de 51 domicílios para identificação do setor; sobre a falta de clareza na definição da questão fundiária; além da própria designação do termo que vem sendo utilizado, avaliado como pejorativo. Apesar dos problemas, pesquisadores expressam confiança e dão importância, especialmente pela rigorosidade da coleta de dados e pela sua abrangência nacional possibilitando contribuições para análise das particularidades locais do fenômeno. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CARLEIAL, A. N.; ARAÚJO, A. M. M (Org.). Atlas de Fortaleza 2000. Fortaleza: EdUECE, 2010.

BUENO, L. M. de M.. Contribuições para o conhecimento sobre as favelas no Brasil. In: SILVA, Jaílson et al.(Org.). O que é, afinal, a favela? Rio de Janeiro, Observatório das Favelas, 2009. Disponível em: <http://observatoriodefavelas.org.br/acervo/o-que-e-a-favela-afinal-2/>. Acesso em: 15 jun. 2013.

COSTA, V. G.; NASCIMENTO, J. A. S. O conceito de favelas e assemelhados sob o olhar do IBGE, das prefeituras do Brasil e da ONU. In: Encontro de Geógrafos da América Latina, X, 2005, São Paulo. Disponível em: <http://observatoriogeograficoAmericalatina.org.mx/egal10/Geografiasocioeconomica/Geografiadelapoblacion/14.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2013.

GONDIM, L. M. P. Aglomerado subnormal, comunidade, ocupação, assentamento precário – “diga lá, o que é, o que é?” In: SILVA, Jailson (Org.). O que é favela, afinal? Rio de Janeiro, Observatório das Favelas, 2009. Disponível em: <http://observatoriodefavelas.org.br/acervo/o-que-e-a-favela-afinal-2/>. Acesso em: 15 jun. 2013.

______. Habitação Popular, Favela e Meio Ambiente. In: Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura e urbanismo (ENANPARQ), I, 2010, Rio de Janeiro. Disponível em: <http://www.anparq.org.br/dvd-enanparq/simposios/161/161-798-1-SP.pdf>. Acesso em: 25 jul. 2013.

IBGE. Censo Demográfico 2010. Aglomerados subnormais: primeiros resultados. Rio de Janeiro: IBGE, 2011. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/aglomerados_subnormais/agsn2010.pdf>. Acesso em: 17 dez. 2012.

MARICATO, E. As idéias fora do lugar e o lugar fora das idéias: Planejamento urbano no Brasil. In: ARANTES, O.; VAINER, C.; MARICATO, E. (Org.). A cidade do pensamento único: desmanchando consensos. Petrópolis: Vozes, 2002.

MARQUES, E. (Coord.) et al. Assentamentos precários no Brasil Urbano. Brasília: Ministério das Cidades, 2007. Disponível em: <http://www.centrodametropole.org.br/mc/assets/pdfs/assentamentos_web.pdf>. Acesso em: 4 maio. 2013.

TASCHNER, S. P. Favelas em São Paulo - censos, consensos e contra-sensos. Cadernos Metrópole. São Paulo, 2001, n. 5, p. 9-27. Disponível em: <http://www.cadernosmetropole.net/download/cm_artigos/cm5_19.pdf>. Acesso em: 5 ago. 2013.

Downloads

Publicado

2021-08-28

Como Citar

ANTERO SILVA, R. . AGLOMERADOS SUBNORMAIS: DEFINIÇÃO, LIMITAÇÕES E CRÍTICAS. Revista GeoUECE, [S. l.], v. 3, n. 1 Especial, p. 26–40, 2021. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/GeoUECE/article/view/6949. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos