ANÁLISE DA RESPOSTA ESPECTRAL DA VEGETAÇÃO APÓS INCÊNDIOS: ESTUDO DO PARQUE ESTADUAL DE JARAGUÁ (GO)

  • Matheus Bleza Santos Universidade Federal de Goiás
  • Karla Maria Silva de Faria Universidade Federal de Goiás
  • Gervásio Barbosa Soares Neto Instituto Federal de Brasília
Palavras-chave: Incêndio; Cerrado; NDVI; NBR.

Resumo

A conversão do bioma Cerrado ao longo das décadas tem provocado as mais variadas discussões em torno da sua viabilidade econômica e ecológica. Nesse sentido, o objetivo desse estudo é avaliar a recuperação de uma área protegida que sofreu queima a partir dos índices NDVI e NBR. Observou-se que os baixos valores do NDVI confirmam a grande propagação do fogo e a alteração o sistema foliar das plantas. Os valores médios de pluviosidade para o período estudado não possuem alterações de forma significante, variando de um ano para o outro em torno de 5 mm, indicando a não influencia da chuva na equação. Já os valores de NBR (Normalized Burned Ratio) apresentaram forte taxa de rebrotamento das espécies atingidas pela queima. O intervalo entre < -0.25, por exemplo, apresentou uma porcentagem aproximada de 86% da área de estudo. Em paralelo, as regiões que se caracterizam como “não queimadas” e com baixa recuperação após a passagem do fogo estão isoladas entre mata de galeria e matas ciliares.

Biografia do Autor

Matheus Bleza Santos, Universidade Federal de Goiás

Graduando em Geografia Bacheralado

Publicado
2020-07-21