A Construção de Habilidades de Aquisição de Vocabulário na Escrita Acadêmica em Inglês com o auxílio da Linguística de Corpus

A Iniciativa do UCS Writing Center

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46230/2674-8266-13-7361

Palavras-chave:

Aquisição de vocabulário acadêmico, Linguística de Corpus, Writing Center

Resumo

A aquisição de vocabulário acadêmico em Língua Inglesa é essencial para o sucesso da vida acadêmica de um estudante, além de ser importante para que o estudante possa publicar suas pesquisas em inglês e compartilhá-las com maior alcance (NAGY; TOWNSEND, 2012; PAQUOT, 2014). Universidades de países como os Estados Unidos e a Inglaterra oferecem centros de escrita acadêmica a seus alunos e professores, porém esta prática tem se mostrado ainda tímida no Brasil (CONS, 2020), embora alguns centros recentemente estejam operando. O objetivo deste artigo é relatar como as atividades de formação do Centro de escrita acadêmica da Universidade de Caxias do Sul – UCS Writing Center - utilizam a abordagem da Linguística de Corpus (BERBER-SARDINHA, 2004) para melhorar a aquisição de vocabulário acadêmico em Inglês, proporcionando assim melhores habilidades de escrita acadêmica a professores, alunos, e à comunidade servida pela Universidade. O texto contextualiza o Writing Center dentro da universidade e apresenta uma série de atividades que foram desenvolvidas tendo como base a pesquisa da aplicação da Linguística de Corpus ao ensino e aprendizagem de Inglês para Fins Acadêmicos. As atividades fornecem exemplos específicos de como recursos da Linguística de Corpus podem ser considerados como uma ferramenta útil para a melhoria do vocabulário acadêmico na escrita acadêmica em Língua Inglesa, especialmente para os pesquisadores que desejam aumentar a qualidade linguística de suas publicações internacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sabrina Bonqueves Fadanelli, Universidade de Caxias do Sul

Sabrina Bonqueves Fadanelli é doutora em Teorias Linguísticas do Léxico, Professora do PPG Letras da Universidade de Caxias do Sul - UCS.

Maria Valesia Silva da Silva, Universidade de Caxias do Sul – UCS

Maria Valésia Silva da Silva é mestre em Linguística Aplicada, Professora do curso Letras-Inglês da Universidade de Caxias do Sul – UCS.

Referências

ANTHONY, L. AntConc: A Learner and Classroom Friendly, Multi-Platform Corpus Analysis Toolkit. In: IWLeL 2004: An Interactive Workshop on Language e-Learning. Tokio: School of Science and Engineering, Waseda University, 2004. Disponível em: http://www.laurenceanthony.net/research/iwlel_2004_anthony_antconc.pdf

BAUMVOL, L. K.; SARMENTO, S. A internacionalização em casa e o uso de inglês como meio de instrução. Echoes, v.1, n.1, p. 65-82, 2016.

BERBER-SARDINHA, T. Linguística de Corpus. Barueri, SP: Editora Manole, 2004.

BERBER-SARDINHA, T. Como usar a Linguística de Corpus no ensino de língua estrangeira: por uma Linguística de Corpus educacional brasileira. In: VIANA, V.; TAGNIN, S. Corpora no Ensino de Línguas Estrangeiras. São Paulo: Hub Editorial, 2011, p. 301-356.

BIBER, D.; JOHANSSON, S.; LEECH, G.; CONRAD, S.; FINEGAN, E. Longman Grammar of Spoken and Written English. England: Pearson Education, 2007.

CAMPOY-CUBILLO, M. C. Dictionary use and dictionary needs of ESP students: an experimental approach. International Journal of Lexicography, v. 15, n.3, p. 206-228, 2002.

CONS, T. R. Narrativas sobre a escrita: um estudo de caso múltiplo sobre as assessorias do Centro de Assessoria de Publicação Acadêmica (CAPA) – UFPR. 2020. Dissertação de mestrado, setor de Ciências Humanas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba. Disponível em: https://www.acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/68695/R%20-%20D%20-%20THAIS%20RODRIGUES%20CONS.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em novembro de 2021.

CONS, T. R.; MARTINEZ, R. 2021. Creating a Writing Center Community: CAPA (Academic Publishing Advisory Center), Curitiba, Brazil. WLN: A Journal of Writing Center Scholarship. Disponível em: http://www.wlnjournal.org/blog/2021/01/creating-a-writing-center-community-capa-academic-publishing-advisory-center-curitiba-brazil/. Acesso em novembro de 2021.

COXHEAD, A. What can corpora tell us about English for Academic Purposes? In: O’KEEFFE, A.; MCCARTHY, M. (Eds.). The Routledge Handbook of Corpus Linguistics. New York: Routledge, 2010, p. 458-470.

FLOWERDEW, L. The argument for using specialized corpora to understand academic and professional language. In: CONNOR, U.; UPTON, T. (Eds.). Discourse in the Professions: Perspectives from Corpus Linguistics. Amsterdam: John Benjamins Publishing Company, 2004, p. 11-33.

HOFFMANN, L. Conceitos Básicos da Linguística das Linguagens Especializadas. In: FINATTO, M. J.; ZILIO, L. (Orgs.). Textos e Termos por Lothar Hoffmann: um convite para o estudo das linguagens técnico-científicas. Porto Alegre: Paloti, 2015, p. 39-48.

FRANKENBERG-GARCIA, A. How language learners can benefit from corpora, or not. Recherches en didactique des langues et des cultures, v.11, n.1, 2014, p. 1-15.

FRANKENBERG-GARCIA, A. Corpora in ELT. In: HALL, G. The Routledge Handbook of English Language Teaching. New York: Routledge, 2016, p. 383-398.

FRANKENBERG-GARCIA, A.; SARMENTO, S.; BOCCORNY, A.; TAVARES PINTO, P. Supporting the Internationalization of Brazilian Research: combining EAP tutor training and academic writing autonomy. UK-Brazil English Collaboration Call, British Council, 2019. Disponível em: https://www.britishcouncil.org.br/sites/default/files/uk_collaboration_call_-_sarmentopintogarcia.pdf. Acesso em novembro de 2021.

GRIES, S. Phraseology and linguistic theory: a brief survey. In: GRANGER, S.; MEUNIER, F. (Eds.). Phraseology: An interdisciplinary perspective. Amsterdam & Philadelphia: John Benjamins, 2008, p. 3-25.

GRIES, S. Corpus linguistics and theoretical linguistics. A love–hate relationship? Not necessarily… International Journal of Corpus Linguistics, v.15, n.3, 2010, p. 327-343.

JOHNS, T. Should You Be Persuaded: Two Examples of Data-Driven Learning. In: JOHNS, T.; KING, P. (Eds.). Classroom concordancing. Birmingham: Centre for English Language Studies, 1991, p. 1-13.

KARPENKO-SECCOMBE, T. Academic Writing with Corpora: a resource-book for data-driven learning. New York: Routledge, 2020.

LEECH, G. Corpora and theories of linguistic performance. In: WINTER, W. (Ed.). Directions in Corpus Linguistics: proceedings of Nobel symposium 82. Berlin: Mouton de Gruyter, 1992, p. 105-122.

O’KEEFE, A.; MCCARTHY, M.; CARTER, R. From Corpus to Classroom: Language Use and Language Teaching. Cambridge: Cambridge University Press, 2007.

PANIZZON, M.; FACHINELLI, A. C.; STECANELA, N.; FALAVIGNA, A.; PICCOLI, M. S. DE Q.; SARTORI, F. C. (Orgs.). Plano Institucional da Universidade de Caxias do Sul: uma universidade de pessoas e conhecimentos em movimento. Caxias do Sul, RS: Educs, 2018.

PAQUOT, M. Academic Vocabulary in Learner Writing: from extraction to analysis. Londres: Bloomsbery Publishing, 2014.

PATEL, F. Deconstructing internationalization: Advocating glocalization in international higher education. Journal of International & Global Studies, v.8, n.2, 2017, p. 64-82.

MCENERY, T.; HARDIE, A. Corpus linguistics. Cambridge: Cambridge University Press, 2012.

MOON, R. What can a corpus tell us about lexis? In: O’KEEFE, A.; MCCARTHY, M. (Eds.). The Routledge Handbook of Corpus Linguistics. New York: Routledge, 2010, p. 197-211.

NAGY, W. TOWNSEND, D. Words as Tools: learning academic vocabulary as language acquisition. Reading Research Quarterly, v.47, n. 1, 2012, p. 91-108.

NELSON, R. How ‘chunky’ is language? Some estimates based on Sinclair’s Idiom Principle. Corpora, v.13, n.3, 2018, p. 431-460.

SINCLAIR, J. Corpus, Concordance, Collocation: Describing English Language. Oxford: Oxford University Press, 1991.

SINCLAIR, J. Interview. In: KRISHNAMURTHY, R. (Ed.). English collocation studies: the OSTI report. London: Continuum, 2004.

STUBBS, M. British traditions in text analysis: From Firth to Sinclair. In: BAKER, M.; FRANCIS, F.; TOGNINI-BONELLI, E. (Eds.). Text and technology: In honour of John Sinclair. Amsterdam: John Benjamins, 1993, p.1-36.

SWALES, J. Genre Analysis: English in academic and research settings. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

TEUBERT, W. My version of corpus linguistics. International Journal of Corpus Linguistics, v.10, n.1, 2005, p. 1-13.

TOGNINI-BONELLI, E. Corpus Linguistics at Work. Amsterdam/Philadelphia: Benjamins, 2001.

WASSEM, J.; PEREIRA, E. M. A.; FINARDI, K. Internationalization in Higher Education: Assumptions, Meanings and Impacts. ETD- Educação Temática Digital, v. 22, n.3, 2020, p. 520-528.

Publicado

2022-03-11

Como Citar

FADANELLI, S. B. .; SILVA, M. V. S. da. A Construção de Habilidades de Aquisição de Vocabulário na Escrita Acadêmica em Inglês com o auxílio da Linguística de Corpus: A Iniciativa do UCS Writing Center. Revista Linguagem em Foco, Fortaleza, v. 13, n. 4, p. 155–170, 2022. DOI: 10.46230/2674-8266-13-7361. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/linguagememfoco/article/view/7361. Acesso em: 16 maio. 2022.