LE DISCOURS POLITIQUE AU FÉMININ: IDENTITÉ SOCIALE (LA REINE MARIANNE D’ESPAGNE ET LA GOUVERNEUR ROSEANA DU MARANHÃO)

  • Dina Maria Martins Ferreira UECE/Université Paris V, Sorbonne
Palavras-chave: Sentido, Pragmatismo, Poder Feminino

Resumo

Neste artigo, o retrato da rainha da Espanha Mariane é adulterado pela mídia brasileira, jormal Folha de São Paulo, com o rosto da então governadora do Maranhão, Roseana Sarney. As vestimentas são as mesmas como pequenas adulterações de sentidos semióticos relevantes, tais como em vez de coroa, uma arma, em vez de um olhar de realeza, um olhar cabisbaixo. Pela metodologia de uma análise comparativa, visa-se chegar a sentidos da política brasileira e do poder identitário feminino. Nesta análise pragmatismo, semiótica e mitologia se entrecruzam em prol do universo da significação do discurso midiático de caráter imagético-político-social, na busca de uma análise crítica de como o poder feminino pode se manifestar.

Publicado
2018-06-09
Seção
Artigos