Da Fábrica São José ao Centro Fashion: comércio de confecção de Fortaleza

Autores

Palavras-chave:

Palavras-chave: Centro Fashion. Indústria Têxtil. Comércio de Confecção.

Resumo

Impulsionada pela produção e beneficiamento do algodão no final do século XIX, Fortaleza passou a ter lugar de destaque na economia cearense. Atualmente, possui o comércio de confecções como um dos principais segmentos econômicos. O presente artigo analisa os impactos do Centro Fashion Fortaleza no atual contexto do comércio de confecções da capital cearense. Para tanto, foi realizada pesquisa bibliográfica e de campo com aplicação de questionários semiestruturados. Pertencente à família Philomeno Gomes, o Centro Fashion atrai um grande público popular do varejo e do atacado. Com o desenvolvimento do comércio e serviços já são visíveis seus impactos no papel da cidade como polo regional e internacional de confecção. Concluímos que, dada à sua magnitude, o Centro Fashion traz impactos econômicos e socioespaciais no urbano de Fortaleza, sendo hoje o principal polo de moda popular do Estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e da Confecção). Perfil do Setor. Brasil. 2019. Disponível em: https://www.abit.org.br/cont/perfil-do-setor. Acesso em: 29 fev. 2020.

ABRAVEST (Associação Brasileira do Vestuário). Disponível em: https://abravest.org.br/site Acesso em 29 fev. 2020.

ANDRADE, Margarida Julia Farias de Salles. Onde moram os operários: Vilas Operárias em Fortaleza 1920-1945. Dissertação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia. Salvador, Bahia, 1991.

AMORA, Zenilde Baima. Indústria e espaço no Ceará. In: SILVA, José Borzachiello da; CAVALCANTE, Tércia Correia; DANTAS, Eustógio Wanderley Correia; SOUSA, Maria Salete de et al. Ceará: um novo olhar geográfico. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2005.

AMORA, Zenilde Baima. As transformações da indústria de Fortaleza face à política de industrialização do Nordeste. São Paulo: Universidade de São Paulo, 1978. Dissertação de mestrado.

ARAGÃO, Elizabeth Fiúza. O Fiar e o Tecer: 120 anos da indústria têxtil no Ceará / (coord.) [et. al.]. Fortaleza: SINDITÊXTIL / FIEC, 2002.

BAUMAN, Zigmunt. Globalização: As consequências humanas, Trad. Marcus Penchel, Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1999.

BEZERRA, Eciane Soares da Silva. O mercado metropolitano de confecção nos circuitos da economia urbana de Fortaleza-CE. Tese (Doutorado) - Curso de Geografia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.

CENTRO FASHION. 2020. Disponível em: http://www.centrofashion.com.br/ Acesso em 29 fev. 2020.

CENTRO FASHION TERÁ INVESTIMENTO DE R$ 100 MILHÕES. Diário do Nordeste. 2015. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/negocios/centro-fashion-tera-investimento-de-r-100-milhoes-1.1354562 Acesso em: 13 ago. 2019.

CENTRO FASHION ESTÁ COM 70% DAS OBRAS CONCLUÍDAS. O Povo. 2016. Disponível em: https://www20.opovo.com.br/app/opovo/economia/2016/07/06/noticiasjornaleconomia,3632409/centro-fashion-esta-com-70-das-obras-concluidas.shtml Acesso em: 13 ago. 2019.

CENTRO FASHION INAUGURA DIA 26 DE ABRIL E ESTÁ 90% CONCLUÍDO. Diário do Nordeste. 2017. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/negocios/centro-fashion-inaugura-dia-26-de-abril-e-esta-90-concluido-1.1681414 Acesso em: 14 ago. 2019.

CENTRO FASHION: VEJA O FUNCIONAMENTO DO LOCAL QUE IRÁ RECEBER OS FEIRANTES DA JOSÉ AVELINO. Tribuna Do Ceará. 2017. Disponível em: https://tribunadoceara.com.br/videos/jornal-jangadeiro/centro-fashion-veja-o-funcionamento-do-local-que-ira-receber-os-feirantes-da-jose-avelino/ Acesso em: 14 ago. 2019.

CENTRO FASHION COMPLETA 2 ANOS DE FUNCIONAMENTO; PÚBLICO CRESCEU 25%. Tribuna Do Ceará. 2019. Disponível em: https://tribunadoceara.com.br/noticias/cotidiano-2/centro-fashion-completa-2-anos-de-funcionamento-publico-cresceu-25/ Acesso em: 16 ago. 2019.

DANTAS, Eustógio Wanderley Correia. (Org.). A cidade e o comercio ambulante: Estado e disciplinamento da ocupação do espaço público de Fortaleza (1975 – 1995). Fortaleza: EDUFC, 2012.

________; SILVA, José Borzacchiello da; ZANELLA, Maria Elisa Zanella; MEIRELES, Antônio Jeovah de Andrade (Org.). Litoral e Sertão, natureza e sociedade no nordeste brasileiro. Fortaleza: Expressão Gráfica, 2006.

DESORDEM E TENSÃO PERSISTEM NA FEIRA DA RUA JOSÉ AVELINO. Diário do Nordeste. 2019. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/metro/desordem-e-tensao-persistem-na-feira-da-rua-jose-avelino-1.2130691 Acesso em: 23 set. 2019.

FEIRA DA RUA JOSÉ AVELINO DEVE SER TRANSFERIDA ATÉ 2015. Diário do Nordeste. 2014. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/metro/feira-da-rua-jose-avelino-deve-ser-transferida-ate-2015-1.1140810 Acesso em: 23 set. 2019.

FREITAS, Jonas Augusto da Silva. A Feira da Rua José Avelino e a Cidade de Fortaleza: discussão inicial. In: VIII Jornada Internacional Políticas Públicas, São Luís: 2017.

GIRÃO, Raimundo. História Econômica do Ceará. 2ª edição. Fortaleza: UFC – Casa de José de Alencar/Programa Editorial, 2000.

GIRÃO, Raimundo; FILHO, Antônio Martins. O Ceará. Fortaleza: Fundação Waldemar Alcântara, 2011. 488 p.

GONÇALVES Luiz Antonio Araújo. A Metamorfose Das Feiras Nordestinas Coma Inserção Da Confecção Popular: Estudo Geográfico Das Feirasde Caruaru-Pe; Aprazível, Sobral-Ce E Serrinha-Ba. Tese. UECE. Fortaleza. 2016.

INSTITUTO DE PESQUISA E ESTRATÉGIA ECONÔMICA DO CEARÁ - IPECE. Ceará em números, 2017. Disponível em: https://www.ipece.ce.gov.br/ceara-em-numeros/ Acesso em: 19 nov. 2019.

JAPPE, Anselm. Debord Guy. Portugal. Ed. Antígona, 2008.

LIMA, Luiz Cruz. Produção do Espaço, Sistemas Técnicos e Divisão Territorial do Trabalho. Scripta Nova. Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales Universidad de Barcelona. Vol. VI, núm. 119 (63), 1 de agosto de 2002. Disponível em: http://www.ub.edu/geocrit/sn/sn119-63.htm Acesso em: 06 jun. 2021

MONSENHOR TABOSA E CENTRO FASHION ESTIMAM VENDAS ATÉ 30% MAIORES. Diário do Nordeste. 2018. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/negocios/monsenhor-tabosa-e-centro-fashion-estimam-vendas-ate-30-maiores-1.1952152 Acesso em: 13 out. 2021.

MOREIRA, Patrícia. No Olhar Digital. 2021. Disponível em: https://noolhardigital.com.br/tag/centro-fashion-fortaleza/ Acesso em: 06 jun. 2021.

MUNIZ, Alexsandra Maria Vieira. A dinâmica da indústria têxtil no espaço metropolitano de Fortaleza. 2014. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências, Departamento de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Fortaleza, 2014.

MUNIZ, Alexsandra Maria Vieira. Ceará State And The Textile Industry In Time-Space/O Ceará e a Indústria Têxtil no Espaço-Tempo/. Boletim Goiano de Geografia. v. 36, p. 420-443, 2016.

MUNIZ, Alexsandra Maria Vieira. CABRAL; SAMPAIO. Dinâmica Industrial Na Região Metropolitana De Fortaleza No Contexto Da Reestruturação Produtiva E Espacial. Revista Pegada Eletrônica (Online), Fortaleza, 2019. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/pegada/article/view/6343 Acesso em: 06 Jun. 2021.

NOBRE, Geraldo. O Processo Histórico de Industrialização do Ceará: um estudo de Geraldo Nobre. Fortaleza: Senai/dr-ce, 1989. 455 p.

PONTES, S. Rogério. Fortaleza Belle Époque: reformas e controle social (1860-1930). Fortaleza: Fundação Demócrito Rocha, 1999.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA. Perfil Socioeconômico dos Feirantes da José Avelino. Fortaleza: 2016.

REGINA. Entrevista I. [ago.2019]. Entrevistador: Beatriz Santos de Souza. Fortaleza, 2019. 1 arquivo .mp3 (36:52 seg).

SALVADOR, Diego Salomão Candido de Oliveira, Espaço Geográfico e Circuito Inferior Da Economia Urbana. Mercator - Revista de Geografia da UFC. 2012. Disponível em: http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/673 Acesso em: 23 set. 2019

SANTOS, Kalina Ligia Braga dos et.al. Consumo e Moda na Feira Popular José Avelino, em Fortaleza-CE. In: 13º Colóquio de Moda, Bauru: 2017.

SANTOS, Marlon Cavalcante. A Dinâmica do Circuito da Economia Urbana na produção de Confecção em Fortaleza-Ceará. Dissertação. Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Ceará, UFC, Fortaleza, 2014.

SANTOS, Milton. O circuito superior: o comercio varejista moderno. In: SANTOS, Milton. O Espaço Dividido: Os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves Editora S.A, 1979.

SILVA, Eciane Soares. Dinâmica Socioespacial do Comércio Popular de Confecção no Centro de Fortaleza. Dissertação. Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.

SILVA, J. B. da, O algodão no processo de organização do espaço. In: SOUSA, S. (Org.). História do Ceará. Fortaleza: UFC/Fundação Demócrito Rocha, 1994. P. 87.

SILVA, J. B. da. Quando os incomodados não se retiram: uma análise dos movimentos sociais em Fortaleza. Fortaleza. Multigraf Editora, 1992.

SILVA, J. B. da. A cidade contemporânea no Ceará. In: SOUZA, Simone de(org.). Uma nova história do Ceará. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2002.

SOUZA, Maria Salete de. Ceará: bases de fixação do povoamento e o crescimento das cidades. In: SILVA, José Borzacchiello da; CAVALCANTE, Tércia Correia; DANTAS, Eustógio Wanderley Correia (Org.). Ceará: um novo olhar geográfico. 2. ed. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2005. 480 p.

VEM PRO CENTRO FASHION. Centro fashion fortaleza. 2019. Disponível em: http://www.centrofashion.com.br/vem-pro-centro-fashion/ Acesso em: 16 ago. 2019.

VIANA, Carlos Negreiros. A vida empresarial de Pedro Philomeno: um longo e fundamental capítulo da história industrial do Ceará. Revista do Instituto do Ceará, Fortaleza, v. 122, n. 1, p.213-223, 2008.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

MUNIZ, A. M. V. .; SOUZA, B. S. de . Da Fábrica São José ao Centro Fashion: comércio de confecção de Fortaleza. Revista GeoUECE, [S. l.], v. 10, n. 19, p. e202106, 2021. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/GeoUECE/article/view/5527. Acesso em: 28 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos