A GEODIVERSIDADE E O POTENCIAL GEOTURÍSTICO DO PARQUE NACIONAL DA FURNA FEIA, RN, BRASIL

Autores

  • Jessica Jessiana Ferreira Alves Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
  • Wendson Dantas de Araújo Medeiros Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Palavras-chave:

Paisagem Cárstica., Cavernas, Patrimônio Geomorfológico, Geoturismo

Resumo

O Parque Nacional da Furna Feia (Parna Furna Feia), localizado entre os municípios de Mossoró e Baraúna no estado do Rio Grande do Norte, é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral que apresenta diversas feições da paisagem cárstica constituída por rochas calcárias da Formação Jandaíra, sendo esta uma das formações que compõe a Bacia Potiguar e que na área do Parna, é a base para um grande remanescente do Bioma Caatinga. Mediante o desenvolvimento de pesquisas bibliográficas e de campo, constatou-se que o parque abriga um rico patrimônio geomorfológico no qual as feições mais significativas são cavernas. Algumas destas feições, que constituem geomorfossítios dotados de valores científico, educativo, cênico e cultural de grande relevância constatados nas atividades de campo, possuem elevado potencial para o desenvolvimento da atividade geoturística, que poderá ser desenvolvida através de estratégias que visem a interpretação ambiental. Diante disso, o presente artigo tem como principal objetivo apresentar aspectos da geodiversidade do Parque Nacional da Furna Feia, principalmente quanto ao seu patrimônio geomorfológico e seu potencial geoturístico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wendson Dantas de Araújo Medeiros, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Doutor em Geografia pela Universidade de Coimbra (Portugal). Professor Adjunto do Departamento de Gestão Ambiental e do Mestrado em Geografia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Mossoró (RN), Brasil.

Referências

ALVES, Jessica Jessiana Ferreira; MEDEIROS, Wendson Dantas de Araújo. Ecogeoturismo e geodiversidade no Parque Nacional da Furna Feia: estratégias para a conservação do patrimônio natural. Turismo: Estudos e Práticas (RTEP/UERN), Mossoró/RN, vol. 8, n. 2, p. 59-91, jul./dez. 2019.

ANGELIM, L.A.A., MEDEIROS, V.C., Nesi, J.R. 2006. Programa Geologia do Brasil –PGB. Projeto Geologia e Recursos Minerais do Estado do Rio Grande do Norte. Mapa geológico do Estado do Rio Grande do Norte. Escala. 1:500.000. Recife: CPRM/FAPERN, 2006. 1mapa color.

BENTO, D. M.; et al. A mais de 1000! O patrimônio espeleológico potiguar após a descoberta da milésima caverna. In: RASTEIRO, M.A.; TEIXEIRA-SILVA, C.M.; LACERDA, S.G. (orgs.) CONGRESSO BRASILEIRO DE ESPELEOLOGIA, 34, 2017. Ouro Preto. Anais... Campinas: SBE, 2017. p.227-237.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1o, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2018.

______. Decreto de 5 de junho de 2012. Dispõe sobre a criação do Parque Nacional da Furna Feia, nos municípios de Baraúna e Mossoró, Estado do Rio Grande do Norte. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 06 jun. 2012. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Dsn/Dsn13320.htm>. Acesso em: 04 dez. 2018.

CENTRO NACIONAL DE PESQUISA E CONSERVAÇÃO DE CAVERNAS – CECAV. Cadastro Nacional de Informações Espeleológicas. Disponível em: < http://www.icmbio.gov.br/cecav/canie.html>. Acesso em: 11 dez. 2018.

COSTA, Alex. Furna Feia: primeiro Parque Nacional do RN. 2012. Disponível em: <http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/furna-feia-primeiro-parque-nacional-do-rn/232515>. Acesso em: 21 dez. 2018.

CPRM – Serviço Geológico do Brasil. GeoSBG – Bases de Dados. 2010. Disponível em: <http://geosgb.cprm.gov.br/>. Acesso em 10 dez. 2018.

CPRM – Serviço Geológico do Brasil. Geodiversidade do Brasil. Brasília: CPRM. 2006. Disponível em: <http://www.cprm.gov.br/publique/Gestao-Territorial/Geodiversidade-162>. Acesso em: 16 jul. 2018.

CRUZ, J. B.; BENTO, D. M.; BEZERRA, F. H. R.; FREITAS, J. I.; CAMPOS, U. P.; SANTOS, D. J. Diagnóstico Espeleológico do Rio Grande do Norte. Revista Brasileira de Espeleologia 01: 01-24, 2010.

CRUZ, Jocy Brandão; BENTO, Diego de Medeiros. Proposta de criação de Unidade de Conservação federal: Parque Nacional complexo espeleológico da Furna Feia. Área de Reserva Legal do Projeto de Assentamento Eldorado do Carajás II. 2009.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Shapefiles. 2017.

INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE – ICMBio. 2012. Geoprocessamentos. Disponível em: < http://www.icmbio.gov.br/portal/geoprocessamentos>. Acesso em: 11 dez. 2018.

MARTIN, Gabriela. Pré-história do Nordeste do Brasil. Recife: Editora Universitária da UFPE, 1999.

MEDEIROS, Vladimir Cruz de. Geologia. Et al. In: PFALTZGRAFF, Pedro Augusto dos Santos; TORRES, Fernanda Soares de Miranda (Orgs.). Geodiversidade do estado do Rio Grande do Norte. Recife: CPRM, 2010. p. 15-39. Disponível em: < http://rigeo.cprm.gov.br/xmlui/handle/doc/16773>. Acesso em: 25 set. 2018.

MOREIRA, Jasmine Cardozo. Geoturismo e Interpretação Ambiental. 1. ed. rev. atual. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2014. 157 p.

NASCIMENTO, M. A. L. do; RUCHKYS, U. A.; MANTESSO-NETO, V. Geodiversidade, Geoconservação e Geoturismo: trinômio importante para a proteção do patrimônio geológico. São Paulo: Sociedade Brasileira de Geologia, 2008.

NASCIMENTO, M. A. L.; MANSUR, K. L.; MOREIRA, J. C. Bases conceituais para entender Geodiversidade, Patrimônio Geológico, Geoconservação e Geoturismo. Revista Equador. v. 4, n. 3, 2015.

PEREIRA, P. J. S. Patrimônio geomorfológico: conceituação, avaliação e divulgação. Aplicação ao Parque Natural de Montesinho. 2006, 395f. Tese (Doutorado em Patrimônio geológico e Geoconservação) – Universidade do Minho, Escola de Ciências, Braga.

PESSOA NETO, O. C. Et al. Bacia Potiguar. Boletim de Geociências – PETROBRAS, Rio de Janeiro, v.15, n.2, p. 357-369, 2007.

PILÓ, Luís B; AULER, Augusto. Introdução à Espeleologia. In: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade; Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Cavernas. III Curso de Espeleologia e Licenciamento Ambiental. Brasília – DF. 2011. p. 7-23.

QGIS Development Team. QGIS Desktop Versão 2.18.25. Open Source Geospatial Foundation, 2016.

VIEIRA, António. O Patrimônio Geomorfológico no contexto da valorização da Geodiversidade: sua evolução recente, conceitos e aplicação. Revista Cosmos, Vol. 6, nº 2, Presidente Prudente, SP/Brasil, 2014, pp. 232-249.

VIEIRA, A. CUNHA, L. Património Geomorfológico – de conceito a projecto. O Maciço de Sicó. Publicações da Associação Portuguesa de Geomorfólogos, Vol. 3, APGeom, 2006, pp. 147-153.

Downloads

Publicado

2020-07-21

Como Citar

ALVES, J. J. F.; MEDEIROS, W. D. de A. A GEODIVERSIDADE E O POTENCIAL GEOTURÍSTICO DO PARQUE NACIONAL DA FURNA FEIA, RN, BRASIL. Revista GeoUECE, [S. l.], v. 9, n. 2 Especial, p. 134–147, 2020. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/GeoUECE/article/view/2184. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos