A A GEODIVERSIDADE E O POTENCIAL GEOTURÍSTICO DO PARQUE NACIONAL DA FURNA FEIA, RN, BRASIL

  • Jessica Jessiana Ferreira Alves Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
  • Wendson Dantas de Araújo Medeiros Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
Palavras-chave: Paisagem Cárstica., Cavernas, Patrimônio Geomorfológico, Geoturismo

Resumo

O Parque Nacional da Furna Feia (Parna Furna Feia), localizado entre os municípios de Mossoró e Baraúna no estado do Rio Grande do Norte, é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral que apresenta diversas feições da paisagem cárstica constituída por rochas calcárias da Formação Jandaíra, sendo esta uma das formações que compõe a Bacia Potiguar e que na área do Parna, é a base para um grande remanescente do Bioma Caatinga. Mediante o desenvolvimento de pesquisas bibliográficas e de campo, constatou-se que o parque abriga um rico patrimônio geomorfológico no qual as feições mais significativas são cavernas. Algumas destas feições, que constituem geomorfossítios dotados de valores científico, educativo, cênico e cultural de grande relevância constatados nas atividades de campo, possuem elevado potencial para o desenvolvimento da atividade geoturística, que poderá ser desenvolvida através de estratégias que visem a interpretação ambiental. Diante disso, o presente artigo tem como principal objetivo apresentar aspectos da geodiversidade do Parque Nacional da Furna Feia, principalmente quanto ao seu patrimônio geomorfológico e seu potencial geoturístico.

Biografia do Autor

Wendson Dantas de Araújo Medeiros, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Doutor em Geografia pela Universidade de Coimbra (Portugal). Professor Adjunto do Departamento de Gestão Ambiental e do Mestrado em Geografia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Mossoró (RN), Brasil.

Publicado
2020-07-21