O Artigo acadêmico na cultura disciplinar da área de História

Um olhar sociorretórico para as seções de Considerações Finais e de Referência

  • Tatiane Lima de Freitas
  • Cibele Gadelha Bernardino
  • Jorge Tércio Soares Pacheco
Palavras-chave: Análise sociorretórica, Cultura disciplinar da área de História, Artigo acadêmico, Seções retóricas de Considerações Finais e de Referências

Resumo

Este artigo tem como objetivo descrever como a cultura disciplinar da área de História produz e compreende as seções retóricas de Considerações Finais e de Referências em artigos acadêmicos. Para tanto, apoiamo-nos nas concepções de gêneros postuladas por Swales (1990) e em sua proposta metodológica CARS (Create a Research Space). No que tange aos pressupostos sobre cultura disciplinar, contamos com as contribuições teóricas de Hyland (2000; 2009) e Bhatia (2004).  Nosso estudo, de natureza exploratório-descritiva, apresenta um corpus de trinta artigos acadêmicos, distribuídos em quatro periódicos da área de História, com estratificação A1 conforme WebQualis Capes. De acordo com a investigação realizada, percebemos que as Considerações Finais de artigos acadêmicos da área em estudo se configura como uma seção sucinta na qual os autores apresentam uma síntese de todos os dados, discussões e problemáticas que envolveram o artigo, como também imprimem um posicionamento final acerca dessas discussões. Quanto à seção de Referências, depreende-se que o livro representa a principal fonte de fundamentação teórica para as pesquisas na área de História.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, N. O. O artigo acadêmico na cultura disciplinar da área de psicologia: um estudo sociorretórico. 2016. 214 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, Centro de Humanidades, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2016. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2018.


BERNARDINO, C. G. O metadiscurso interpessoal em artigos acadêmicos: espaço de negociações e construção de posicionamentos. 2007. 243f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

BERNARDINO, C. G.; VALENTIM, D. L. Uma breve análise comparativa entre exemplares do gênero textual “resumo acadêmico”. Entrepalavras, [S.l.], v. 6, n. 1, p. 26-46, jul. 2016a. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2018.

BHATIA, V. K. Worlds of written discourse: a genre-based view. London: Continuum, 2004.

BIASI-RODRIGUES, B. Estratégias de condução de informações em resumos de dissertações. v. 1. 1998. 307 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Pós-Graduação em Letras e Linguística, Centro de Comunicação e Expressão, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1998. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2018.

BIASI .B .R; HEMAIS, B.; ARAÚJO, J. C. Análise de gêneros na abordagem de Swales: princípios teóricos e metodológicos. In: BIASI-RODRIGUES, B.; ARAÚJO, J. C.; SOUSA, S. T. (Orgs.). Gêneros textuais e comunidades discursivas: um diálogo com John Swales. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009. p. 17-32.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR. Documento de área 2016. Área de avaliação: História. 2016. 32 p. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2018.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR. Comunicado Nº 02/2012 – Área de História. Atualização do Webqualisda área. Brasília, 2012. 6p. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2018.

CORTES, G. R. O. Práticas sociorretórica do gênero artigo científico de História e Sociologia: variação, identidade e ethos disciplinar.2009. 129f. Dissertação (Mestrado em Linguística) - Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.

COSTA, R. L. S. Culturas disciplinares e artigos acadêmicos experimentais: um estudo comparativo da descrição sociorretórica. 2015. 242f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, Centro de Humanidades, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2015. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2018.

FERREIRA, M. M. A História como ofício: a constituição de um campo disciplinar. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2013.

HENDGES, G. R. Novos contextos, novos gêneros: a seção de Revisão da Literatura em artigos acadêmicos eletrônicos. 2001. 138 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2001.

HYLAND, K. Academic discourse: English in a global context. London: Continuum, 2009.

HYLAND, K. Disciplinary discourse: social interactions in academic writing. Singapura: Pearson Edacation Limited, 2000.

BRASIL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de Filosofia, História, Geografia, Serviço Social, Comunicação Social, Ciências Sociais, Letras, Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia. Brasília, abr. 2001. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2018.

MOTTA-ROTH, D. Rhetorical features and disciplinary cultures: a genre-based study of academic book reviews in linguistics, chemistry and economics.1995. 358 f. Tese (Doutorado em Letras) – Pós-Graduação em Letras/Inglês, Centro de Comunicação e Expressão, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1995. Disponívelem:. Acesso em: 07 nov. 2018.

MOTTA-ROTH, D.; HENDGES, G. R. Produção textual na universidade. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

PACHECO, J. T. S. O artigo acadêmico na cultura disciplinar da área de nutrição: uma investigação sociorretórica. 2016. 201 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, Centro de Humanidades, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2016. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2018.

PACHECO, J. T. S.; Abreu, N. O; Bernardino, C. G. Culturas disciplinares: influências na produção do gênero artigo acadêmico. Revista linguagem em foco 10 (1), 71-71.

PUEBLA, M. M. Analysis of the Discussion section of Research Articles in the field of Psychology. English for Specific Purposes World, v. 7, n. 5 (21), p. 1-10, nov. 2008. Disponívelem: . Acesso em: 07 nov. 2018.

SILVA, L. F. Análise de gênero: uma investigação da seção de Resultados e Discussão em artigos científicos de Química. 1999. 111 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 1999. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2018.

SWALES, J. M. Repensando gêneros: nova abordagem ao conceito de comunidade discursiva. In: BEZERRA, B. G.; BIASI-RODRIGUES, B.; CAVALCANTE, M. M. (Org.). Gêneros e sequências textuais. Recife: Edupe, 2009a, p. 197-220.

SWALES, J. M. Sobre modelos de análise do discurso. In: BIASI-RODRIGUES, B.; ARAÚJO, J. C.; SOUSA, S. T. de (Orgs.). Gêneros textuais e comunidades discursivas: um diálogo com John Swales. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009b. p. 33-46.

SWALES, J. M. Research genres: explorations and applications. New York: Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

SWALES, J. M. Genre Analysis: English in academic and research settings. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

YANG, R.; ALLISON, D. Research articles in Applied Linguistics: moving from Results to Conclusions. English for Specific Purposes, v. 22, p. 365-385, 2003.
Publicado
2020-05-12
Como Citar
DE FREITAS, T.; BERNARDINO, C.; PACHECO, J. T. O Artigo acadêmico na cultura disciplinar da área de História. Revista Linguagem em Foco, v. 12, n. 1, p. 55-71, 12 maio 2020.