Educação Infantil: tecendo considerações sobre o planejamento pedagógico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33241/cadernosdogposshe.v6i1.8057

Palavras-chave:

Planejamento Pedagógico,, Educação Infantil, Pedagogia Histórico-Crítica

Resumo

Este artigo destaca a importância do planejamento pedagógico para a Educação Infantil à luz dos fundamentos da pedagogia histórico-crítica. Sendo a Educação Infantil, parte integrante da educação escolar, é responsável pela transmissão planejada dos conhecimentos historicamente sistematizados. Para tanto, a aprendizagem implica em um ensino organizado e sistematizado com práticas fundamentadas na teoria e mediante a intencionalidade do professor, fornecendo às crianças pequenas subsídios para a socialização do patrimônio cultural da humanidade. Este estudo foi realizado por meio de pesquisa bibliográfica com base nos fundamentos da teoria pedagógica histórico-crítica e do método dialético.

Biografia do Autor

Rosane Faganello Zanon, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Unioeste

Graduada em Pedagogia pela Faculdade de Ensino Superior de São Miguel do Iguaçu - UNIGUAÇU. Especialista em Psicopedagogia Clinica e Institucional pela Pós-Graduação da UNIGUAÇU - Faculdade de Ensino Superior de São Miguel do Iguaçu. Especialista em Educação Especial Inclusiva pela Faculdade São Brás. Especialista em Educação Infantil pela Universidade Estadual de Maringá - UEM.

Julia Malanchen, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Unioeste

Doutora em Educação Escolar pela UNESP/Araraquara. Pós-doutorado em Educação e Currículo no Institute of Education University College London em Londres no Reino Unido. Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste/Cascavel, mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC na linha de Educação, História e Política. Professora Adjunta no Centro de Educação, Letras e Saúde e no Programa de Pós-Graduação em Ensino na UNIOESTE/Campus de Foz do Iguaçu. Membro do grupo de pesquisa Estudos Marxistas em Educação da UNESP/ Araraquara e do Grupo de Estudos e Pesquisas em História, Sociedade e Educação no Brasil, GT da Região Oeste do Paraná, HISTEDOPR na Unioeste.

Referências

ABRANTES, Angelo Antonio; BARROS, Camila Freitas; ORPINELLI, Camila. Pensando ponto por ponto: literatura infantil e os conteúdos humanos. In: MAGALHÃES, Cassiana; CARBONIERI, Juliana. (orgs.). A teoria como condição da liberdade docente na educação infantil. Curitiba: CRV, 2020. p. 117-131

DUARTE, Newton. Vigotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana. 2. ed. rev. e ampl. Campinas: Autores Associados, 2001.

DUARTE, Newton. Vamos brincar de Alienação? A brincadeira de papéis sociais na sociedade alienada. In: ARCE, Alessandra; DUARTE, Newton. (orgs). A brincadeira de papéis sociais na educação infantil. São Paulo: Editora Xamã, 2006. p. 89-97.

DUARTE, Newton. Os conteúdos escolares e a ressurreição dos mortos: contribuição à teoria histórico-crítica do currículo. Campinas: Autores Associados, 2016.

ELKONIN, Daniil Borisovich. Característica general del desarrollo psíquico de los niños. In: SMIRNOV, A.A. et al. Psicología. México: Grijalbo, 1969. p. 493-503.

ELKONIN, Daniil Borisovich. Sobre el problema de la periodización del desarrollo psíquico en la infancia. In: DAVIDOV, Vasili; SHUARE, Marta. (Org.). La psicología evolutiva y pedagogía en la URSS. Moscou: Progresso, 1987. p. 125-142.

GALVÃO, Ana Carolina; LAVOURA, Tiago Nicola; MARTINS, Lígia Márcia. Fundamentos da didática histórico-crítica. 1. ed. Campinas: Autores Associados, 2019.

LAZARETTI, Lucinéia Maria. A organização didática do ensino na Educação Infantil: implicações da Teoria Histórico-Cultural. 204 f. Tese (Doutorado em Educação) –Universidade Federal de São Carlos, São Carlos/SP, 2013.

LAZARETTI, Lucinéia Maria; MELLO, Maria Aparecida. Como ensinar na Educação Infantil? Reflexões sobre a didática e o desenvolvimento da criança. In: PASQUALINI, Juliana Campregher; TEIXEIRA, Lucas André; AGUDO, Marcela de Moraes (org.). Pedagogia Histórico-Crítica: Legado e Perspectivas. 1. ed. Uberlândia: Navegando, 2018, v. 1. p. 117-133.

LAZARETTI, Lucinéia Maria; MAGALHÃES, Giselle Modé. A primeira infância vai à escola: em defesa do ensino desenvolvente para todas as crianças. Obutchénie: R. de Didat. e Psic. Pedag. Uberlândia, MG, v. 3, n. 3, p. 1-21, set./dez. 2019. ISSN: 2526-7647.

LAZARETTI, Lucinéia Maria. O que ensinar na educação infantil? Interações entre planejamento e prática pedagógica. Youtube, 30 mar. 2021. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=mZMDI2Kdo0k. Acesso em: 25 out. 2021.

LAZARETTI, Lucinéia Maria. SACCOMANI, Maria Cláudia da Silva. Dos balbucios às palavras: o ensino da oralidade na Educação Infantil à luz da perspectiva histórico-cultural. Momento - Diálogos em Educação, [S. l.], v. 30, n. 01, 2021. DOI: 10.14295/momento.v30i01.13131. Disponível em: https://periodicos.furg.br/momento/article/view/13131. Acesso em: 13 set. 2021.

LEONTIEV, Alexis Nikolaivitch. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizonte, 1978.

LURIA, Alexander Romanovich. Vigotski. In: VIGOTSKI, Lev Semenovich, LURIA, Alexander Romanovich; LEONTIEV, Aléxis, Nikolaevich. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 2017. p. 21-37.

MARTINS, Lígia Márcia. O ensino e o desenvolvimento da criança de zero a três anos. In: ARCE, Alessandra; MARTINS, Lígia Márcia (org). Ensinando aos pequenos de zero a três anos. 2. ed. Campinas: Editora Alínea, 2012. p. 93-121.

MARTINS, Lígia Márcia. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar: contribuições à luz da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. Campinas: Autores Associados, 2013.

PASQUALINI, Juliana Campregher. Contribuições da psicologia histórico-cultural para a educação escolar da criança de 0 a 6 anos: desenvolvimento e ensino em Vigotski, Leontiev e Elkonin. 2006. 207 f. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2006.

PRESTES, Zoia. Quando não é quase a mesma coisa: traduções de Lev Semionovitch Vigotski no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2012.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2013.

SAVIANI, Dermeval. O conceito dialético de mediação na pedagogia histórico-crítica em intermediação com a psicologia histórico-cultural. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 7, n. 1, p. 26-43, jun. 2015.

SILVA, Greice Ferreira da. “Que história é essa?” A literatura infantil como instrumento de inserção da criança na cultura escrita. In: MAGALHÃES, Cassiana; CARBONIERI, Juliana. (orgs.). A teoria como condição da liberdade docente na educação infantil. Curitiba: CRV, 2020. p. 105-116.

UMBELINO, Janaina Damasco. A atividade pedagógica promotora do desenvolvimento humano: contribuições da educação em Cuba. 1. ed. Curitiba: Appris, 2021.

VIGOTSKI, Lev Semionovitch. Obras escogidas. Tomo III. Madri: Visor, 1995.

VIGOTSKI, Lev Semionovitch. Obras escogidas. Tomo IV. Madri: Visor, 1996.

VIGOTSKI, Lev Semionovitch. Obras escogidas. Tomo II. Madri: Visor, 2001.

VIGOTSKII, Lev Semionovitch. Aprendizagem e Desenvolvimento Intelectual na Idade Escolar. In: VIGOTSKI, Lev Semenovich, LURIA, Alexander Romanovich; LEONTIEV, Aléxis, Nikolaevich. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 2017. p. 103-117.

VYGOTSKY, Lev Semionovitch; LURIA, Alexander Romanovich. (1930). Estudos da história do comportamento: Símios, homem primitivo e criança. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

ZANON, Rosane Faganello. A organização do trabalho pedagógico para crianças de dois e três anos de idade à luz da Pedagogia Histórico-Crítica. 2022. 129 f. Dissertação (Mestrado em Ensino) – Programa de Pós-Graduação. Área de concentração: Ciências, Tecnologia, Linguagens e Cultura. Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE. Foz do Iguaçu, Paraná, 2022.

Downloads

Publicado

2022-03-09

Como Citar

ZANON, R. F.; MALANCHEN, J. Educação Infantil: tecendo considerações sobre o planejamento pedagógico. Cadernos do GPOSSHE On-line, [S. l.], v. 6, n. 1, 2022. DOI: 10.33241/cadernosdogposshe.v6i1.8057. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/CadernosdoGPOSSHE/article/view/8057. Acesso em: 16 maio. 2022.

Edição

Seção

Fluxo Contínuo