Notícias

Nota de pesar: Sued Castro Lima

2020-01-03

Suedmaxresdefault.jpg

O Observatório das Nacionalidades e a revista Tensões Mundiais vêm, por meio deste, prestar seus sentimentos à família do tenente-coronel, Sued Castro Lima, professor emérito (assim o teremos sempre), pesquisador do Observatório das Nacionalidades, colega, amigo, pai, avô, bisavô e esposo querido. Não há palavras para descrever a força da presença deste homem que, a despeito de todas as qualidades, era tão somente Sued. Respeitoso e rebelde, comunista entre os militares ainda durante a Ditadura, um perfeccionista (certamente estaria revisando todas estas palavras), um pesquisador respeitado, estudioso dedicado, notórios seu saber, seu jeito manso, seu bom humor, seu amor pela família preciosa que agora que despede, mas que certamente ganha mais uma estrela. Se, em vida, não lhe deram o tão merecido título de Brigadeiro do Ar, pois que o façamos nós: Sued Castro Lima, brigadeiro do ar. Amigo, pai, avô, esposo. Força. Agora Sued singra os céus do Brasil sem precisar de nenhum “objeto de lata”. Te veremos sempre que olharmos para o alto. Voa!

Texto de Camila Costa

Saiba mais sobre Nota de pesar: Sued Castro Lima

Edição Atual

v. 15 n. 29 (2019): Tensões Mundiais

 

Artista da Edição: João Felipe de Sousa nasceu no distrito de Quixeré (CE), lugar conhecido como Baixa do Felix. Trabalhador e autodidata, começou a traçar precocemente seus rascunhos artísticos inspirados em heróis de quadrinhos, mas foi só na fase adulta que despertou aos desenhos bicolores. Vindo de família de artistas (cantores, músicos, poetas e repentistas), desde cedo, atuou no teatro de sua cidade, onde escreveu poesias e letras de músicas. Seus desenhos são feitos em papel A4 com uma simples caneta esferográfica, mas com traços precisos e marcantes, inspirados pelo surrealismo. 

Publicado: 2020-01-06
Ver Todas as Edições