Conteúdo:

  1. Foco e escopo
  2. Processo Editorial
  3. Periodicidade
  4. Política de acesso aberto e de processamento de submissões
  5. Licença de conteúdo e declaração de privacidade
  6. APCs (Taxa de processamento de artigos) e Taxa de submissão
  7.  Arquivamento
  8. Política contra plágio e más-condutas

 

 1. Foco e escopo

A revista Tensões Mundiais é uma publicação quadrimestral do Observatório das Nacionalidades, grupo formado por pesquisadoras e pesquisadores de diversas instituições e áreas do conhecimento. Ela está avaliada pela CAPES com conceito A2 na área de Ciência Política e Relações Internacionais e se vincula ao Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS), bem como ao Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas (PPPP), ambos da Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Publicada em versão eletrônica, a revista tem como objetivo a difusão de estudos teóricos e empíricos que propiciem um entendimento aprofundado da formação das nações, entidades que propiciam legitimidade ao Estado moderno, às instituições multilaterais e ao que tem sido denominado de “comunidade internacional”. A revista aceita, em fluxo contínuo, artigos inéditos, ensaios e resenhas que versem sobre temas relacionados à construção das nacionalidades, às relações internacionais, às manifestações culturais, aos instrumentos de força do Estado e às políticas de defesa e segurança.

Além de publicar trabalhos de autoras e autores consagrados, Tensões Mundiais busca estimular jovens talentos. Aceitamos artigos de estudantes de graduação e de mestrado, desde que o trabalho se dê junto a seus orientadores.

 

2. Processo Editorial

A fim de tornar mais transparentes os procedimentos aqui explicitados, definem-se os seguintes participantes:

a) Autor: pessoa física responsável pela criação do conteúdo intelectual ou artístico de um documento. Para artigos com autoria múltipla, é necessário informar a ordem de apresentação dos autores e uma declaração de cada um, autorizando a publicação do texto submetido. Não confundir com colaboradores;

b) Colaboradores: orientadores e demais autores que participem do processo de elaboração e escrita do artigo submetido.

c) Avaliadores: especialistas reconhecidos (ou ad hoc) em seus temas, acionados pelo comitê editorial da revista para avaliação das submissões dos autores.

d) Comitê editorial: membros do Observatório das Nacionalidades encarregados da produção de cada edição da revista Tensões Mundiais.

  1. Os manuscritos serão submetidos à aprovação de especialistas reconhecidos(as) nos temas tratados. Os trabalhos serão enviados para avaliação sem a identificação de autoria, embora esta autoria esteja registrada no sistema eletrônico de editoração da revista, o Open Journal Systems (OJS). Esse procedimento visa garantir o processo de avaliação duplo-cego por pares.
  2. Os manuscritos serão encaminhados aos(às) nossos(as) avaliadores(as), no prazo máximo de quinze dias úteis. O processo de seleção de artigos envolve a avaliação de especialistas ad hoc e do Comitê Editorial do periódico, que deverá selecionar os títulos a serem publicados. No sumário, a sequência de artigos obedecerá a ordem alfabética de sobrenomes de autores, caso não tenha sido definida uma ordem pelo editor responsável pelo número.
  3. Excepcionalmente, serão aceitos trabalhos que já tenham sido publicados em periódicos estrangeiros. Neste caso, esses trabalhos serão sujeitos à mesma avaliação das proposições inéditas. Além disso, o autor deverá apresentar autorização por escrito do editor da revista em que seu texto tenha sido originalmente publicado, acompanhado da cópia do artigo.
  4. Os originais serão publicados no idioma original de submissão, com preferência para trabalhos em português, espanhol, francês ou inglês. Submissões em outros idiomas podem não ser processadas.
  5. A revista se reserva o direito de efetuar alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical nos originais, com vistas a manter o padrão culto da língua, mas respeitando o estilo do autor. As provas finais não serão devolvidas aos autores.
  6. Os trabalhos publicados passam a ser propriedade da revista Tensões Mundiais. Em caso de reimpressão total ou parcial, deve ser consignada a fonte de publicação original. Os originais não serão devolvidos aos autores.
  7. Não são cobradas taxas de submissão, avaliação ou editoração.
  8. As opiniões emitidas nos artigos são de responsabilidade exclusiva de seus autores.
  9. A revista classificará as submissões avaliadas, de acordo com as seguintes seções:

    Artigos: a seção engloba textos completos e inéditos que contenham estudos parciais ou pesquisas concluídas, bem como colaborações semelhantes.

    Ensaios: a seção engloba textos que contenham matérias inéditas, de caráter opinativo.

    Entrevistas: a seção engloba transcrições de entrevistas inéditas com cientistas e pensadores de renome. A autoria desse tipo de texto deve caber ao condutor e transcritor da entrevista.

    Resenhas: compreende análises críticas de obras artísticas ou científicas (como livros, filmes e performances), periódicos, dissertações e teses.

      

3. Periodicidade

A revista Tensões Mundiais é uma publicação quadrimestral, portanto, apresenta três edições por ano, agrupadas em volumes. Os meses de publicação da revista correspondem a janeiro, maio e setembro de cada ano.

 

4. Política de acesso aberto e de processamento de submissões

Desde sua criação a Revista Tensões Mundiais zela pela política de acesso aberto. Isso repercute em pelo menos 06 (seis) instâncias:

a-) Direito dos leitores: os artigos são imediatamente disponibilizados após a publicação;

b-) Direito de depósito dos autores: o autor pode depositar imediatamente qualquer versão em um repositório ou web;

c-) Depósito automático: a revista pode depositar imediatamente após a publicação qualquer versão em um repositório confiável, indexador ou web;

d-) Direitos do autor: o autor retém os direitos de autoria sem restrições, permitindo o uso e divulgação pela revista em outras instâncias e/ou indexadores;

e-) Acessibilidade: o texto integral do artigo, os metadados, dados suplementares (marcações e semântica) e citações podem ser acedidos por meio de API com instruções divulgadas publicamente; e

f-) Direitos de reutilização: permitida a utilização dentro dos limites da Licença.

 

5. Licença de conteúdo e declaração de privacidade

Os autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito da primeira publicação, sendo o estudo simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0) que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

 

6. APCs (Taxa de processamento de artigos) e Taxa de submissão

Não são cobradas taxas de assinatura, submissão, avaliação, edição ou publicação de textos.

 

 7. Arquivamento

Os arquivoS da Revista Tensões Mundiais são preservados mediante armazenamento no servidor da Universidade Estadual do Ceará, além da preservação em nuvem no drive da própria revista, como também os arquivos são preservados no Crossref mediante DOI e no OJS. O periódio possui armazenamento próprio dos arquivos submetidos e utiliza o sistema LOCKSS para distribuir seus arquivos entre as bibliotecas participantes e permite que elas criem arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais…

A Revista também utiliza a CLOCKSS (Controlled Lots of Copies Keep Stuff Safe) do sistema para garantir um arquivo seguro e permanente. CLOCKSS é baseado no software open source LOCKSS desenvolvido na Biblioteca da Universidade de Stanford que permite que bibliotecas preservem revistas selecionadas regularmente registadas. Cada arquivo é continuamente validado contra outros registros da biblioteca, e se o conteúdo for caracterizado como corrompido ou perdido, os outros registros ou a revista são usados para restaurá-lo

 

8. Política contra plágio e más-condutas

Tensões Mundiais procede em conformidade com as diretrizes do COPE (Committee on Publication Ethics), que visam incentivar a identificação de plágio, más práticas, fraudes, possíveis violações de ética e abertura de processos. Logo, todos os textos são inspecionados em programa antiplágio.

Por critérios de ética em pesquisa, todos os artigos serão submetidos ao programa antiplágio Similarity Check: https://www.crossref.org/services/similarity-check/

Sugerimos que os autores:

  1. Visitem o website do COPE http://publicationethics.org, que contém informações para autores e editores sobre a ética em pesquisa;
  2. No caso de pesquisas envolvendo seres humanos, que seja encaminhado, em documento suplementar, os Termos de Consentimento Livre e Esclarecidos – TCLE, correspondentes aos sujeitos da pesquisa ou o parecer de aprovação do comitê de ética;
  3. Busquem assegurar que os artigos que contenham aquisição de dados ou análise e interpretação de dados de outras publicações sejam referenciadas de maneira explícita; na redação de artigos que contenham uma revisão crítica do conteúdo intelectual de outros autores, estes deverão ser devidamente citados; todos os autores devem atender os critérios de autoria inédita do artigo e nenhum dos pesquisadores envolvidos na pesquisa poderá ser omitido da lista de autores.

Em caso de erratas e retratações elas serão publicadas de acordo com o Guia para o registro e publicação de Errata do SciElo.