Como um Jogo

Gamificação Responsiva no Ensino de Línguas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46230/2674-8266-12-3671

Palavras-chave:

Gamificação, Design Responsivo, Ensino de Línguas, Aprendizagem Ativa

Resumo

A transposição de elementos característicos do jogo para o ensino de línguas, definida como gamificação, tem despertado o interesse dos pesquisadores da área, que veem nessa transposição uma maneira de promover a motivação, envolvimento e empenho do aluno. O objetivo deste estudo é investigar quais são os elementos dos jogos que podem ser redirecionados para a educação com possibilidade de propiciar os melhores resultados. Para isso, usamos como metodologia uma revisão narrativa ampliada de estudos anteriores sobre gamificação e design responsivo na tentativa de chegar à gamificação responsiva, procurando identificar os elementos lúdicos mais responsivos aos recursos disponíveis no contexto de ensino, aos objetivos do ensino de línguas e às preferências e estilos de aprendizagem dos alunos. Após a análise e reflexão dos dados gerados por esses estudos, os resultados mostraram uma diferença significativa entre elementos lúdicos periféricos, com pouco impacto na motivação do aluno, e os elementos lúdicos intrínsecos, capazes de propiciar ao aluno a superação das dificuldades pela persistência na ação, essência do jogo e da aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vilson Jose Leffa, Universidade Federal de Pelotas - UFPel

Doutorou-se em Linguística Aplicada pela Universidade do Texas em 1984 e trabalhou na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, da qual se aposentou. Na área acadêmica, tem publicado artigos, capítulos de livro, livros e trabalhos em anais de congressos, tanto no Brasil como no exterior, sendo atualmente pesquisador do CNPq. Na área de formação de recursos humanos, contribuiu para a formação de líderes de pesquisas que atualmente atuam em outras universidades. Na área de gestão científica, foi duas vezes presidente da Associação de Linguística Aplicada do Brasil (ALAB), e criou o Periódico Linguagem e Ensino. Mais recentemente concentrou-se no estudo das tecnologias digitais no ensino de línguas, incluindo a produção de Recursos Educacionais Abertos e ensino a distância.

Email: leffav@gmail.com

Carolina Fernandes Alves, Universidade Federal de Pelotas - UFPel

Professora Assistente do Curso de Letras/Espanhol da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Atua na formação inicial de professores de língua espanhola, nas modalidades presencial e a distância. Seus interesses de pesquisa incluem “formação de professores", "ensino e aprendizagem de língua espanhola", "Recursos Educacionais Digitais" e "Recursos Educacionais Abertos". E-mail: carolespanhol@gmail.com

Downloads

Publicado

2020-09-21

Como Citar

LEFFA, V. J.; ALVES, C. F. Como um Jogo: Gamificação Responsiva no Ensino de Línguas. Revista Linguagem em Foco, Fortaleza, v. 12, n. 2, p. 207–226, 2020. DOI: 10.46230/2674-8266-12-3671. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/linguagememfoco/article/view/3671. Acesso em: 18 ago. 2022.