Guerra e desenvolvimento

as inflexões do Banco Mundial

Autores

  • Monica Dias Martins

DOI:

https://doi.org/10.33956/tensoesmundiais.v3i4%20jan/jun.727

Palavras-chave:

Guerra, Banco Mundial

Resumo

Este artigo discute o papel do Banco Mundial como instrumento político dos Estados Unidos. Com tal intuito,  examino a relação entre as mudanças nas orientações estratégicas desse organismo, dito multilateral, e as experiências guerreiras da grande potência. Procuro demonstrar como as três grandes inflexões no pensamento do Banco Mundial, e que repercutem sobre as nações nas quais atua, estão intimamente vinculadas à derrota dos EUA no Vietnã, ao fim da Guerra Fria e à “Guerra contra o Terror”

Publicado

2018-11-27

Como Citar

MARTINS, M. D. Guerra e desenvolvimento: as inflexões do Banco Mundial. Tensões Mundiais, [S. l.], v. 3, n. 4, p. 56–95, 2018. DOI: 10.33956/tensoesmundiais.v3i4 jan/jun.727. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/tensoesmundiais/article/view/727. Acesso em: 11 abr. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 > >>