LINGUAGEM E IDENTIDADE: O LUGAR DO CORPO NAS PRÁTICAS IDENTITÁRIAS RACIAIS

  • Marco Antonio Lima do Bonfim UECE
Palavras-chave: Ato de fala, Corpo, Identidade, Raça

Resumo

O artigo discute a relação entre linguagem e identidades a partir do lugar de corpos em práticas linguísticas raciais. Para tanto, fundamentei-me principalmente na concepção performativa de linguagem e identidade (AUSTIN, 1962; PINTO, 2002, 2007, 2009; SILVA, 2008), nos trabalhos sobre linguagem e questões raciais (MAGALHÃES, 2004; MARTINS, 2004, LANTHAM, 2006) e nos estudos sobre as conexões entre atos de fala, corpo, identidade, gênero e raça (PINTO, 2003, 2006, 2009, 2015; PINTO; AMARAL, 2016). Desta forma, pretendi demonstrar que os estudos linguísticos que lidam com a articulação entre linguagem, identidade e raça devem considerar a relação inevitável entre corpos e textos, abordando as trajetórias de ambos a fim de evidenciar de forma integrada as marcas de diferenças raciais, de gênero e de classe.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALENCAR, C. Pragmática Cultural: uma visada antropológica sobre os jogos de linguagem. In: SILVA, D.: ALENCAR, C.; FERREIRA, D. (Orgs.). Nova Pragmática: modos de fazer. São Paulo: Cortez, 2014, p.78-100.
AUSTIN, J. How to do things with words. Oxford: Clarendon Press, 1962 [Quando dizer é fazer: palavras e ação (tradução de Danilo Marcondes de Souza Filho). Porto Alegre: Artes Médicas, 1990 [1962].
BHABHA, H. O local da cultura. Trad. Myriam Ávila et. al. 2. ed. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2013.
BONFIM, M. Dizendo e fazendo o Sem Terra assentado no MST-CE: rabiscos de uma pragmática etnográfica. Revista Passagens, Fortaleza, v. 6, n. 1, p.93-113, 2015.
BUTLER, J. Corpos que pesam: sobre os limites discursivos do sexo. In: LOURO, G. (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2001, p. 151-166.
BUTLER, J. Excitable speech: a politics of the performative. New York: Routledge, 1997.
BUTLER, J. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Trad. Renato Aguiar. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.
FELMAN, S. Le scandale du corps parlant. Paris: Édtions du Seuil, 1980.
FERREIRA, A; JOVINO, I; SALEH, P. (Orgs). Um olhar interdisciplinar acerca de identidades sociais de raça, gênero e sexualidade. Campinas: Pontes, 2014.
FREITAS, A. As identidades do Brasil: buscando as identificações ou afirmando as diferenças? In: RAJAGOPALAN, Kanavillil; FERREIRA, Dina. (Orgs.). Políticas em linguagem: perspectivas identitárias. São Paulo: Editora Mackenzie, 2006, p. 227- 253.
HALL, S. Quem precisa de identidade? In: SILVA, T. T. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000, p. 103-129.
LATHAM, E. Apresentação positiva do eu no discurso racista: uma análise crítica do discurso parlamentar sobre a questão da reserva de cotas para negros nas universidades. In: RAJAGOPALAN, K.; MARTINS FERREIRA, D. (Orgs.). Políticas em linguagem: perspectivas identitárias. São Paulo: Editora Mackenzie, 2006, p. 255 275.
MAGALHÃES, C. Interdiscursividade e conflito entre discursos sobre raça em reportagens brasileiras. Linguagem em (Dis)curso, Tubarão, v. 4, n. esp., p. 35-60, 2004.
MARTINS, A. A polêmica construída: racismo e discurso da imprensa sobre a política de cotas para negros. 2004. 2010f. Tese (Doutorado em Linguística), Universidade de Brasília, Brasília, 2004.
MOITA LOPES, L. P. (Org.). Por uma linguística aplicada INdisciplinar. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.
MOITA LOPES, L. P. Discursos de identidade em sala de aula de leitura de L1: a construção da diferença. In: SIGNORINI, Inês (Org.). Língua(gem) e identidade: elementos para uma discussão no campo aplicado. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1998, p. 303-330.
MUNIZ, K. Linguagem e identificação: uma contribuição para o debate sobre ações afirmativas para negros no Brasil. 2009. 204f. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem/ IEL, Universidade Estadual de Campinas, Campinas - SP, 2009.
OLIVEIRA, M. Reviravolta linguístico-pragmática na filosofia contemporânea. São Paulo: Edições Loyola, 2006.
OTTONI, P. Visão performativa da linguagem. Campinas: Editora da UNICAMP, 1998.
PINTO, J. Algumas lições sobre o corpo. Atas do II Encontro do Grupo de Estudos Linguísticos do Centro-Oeste, Brasília, UnB, vol. II, p. 583-588, 2003.
PINTO, J.; AMARAL, D. Corpos em trânsito e trajetórias textuais. Revista da Anpoll, Florianópolis, n. 40, p. 151-164, 2016.
PINTO, J. Conexões teóricas entre performatividade, corpo e identidades. DELTA, São Paulo, vol. 23, n. 1, 2007.
PINTO, J. De diferenças e hierarquias no quadro Adelaide às análises situadas e críticas na Linguística Aplicada. DELTA, São Paulo, n. 31, p. 199-221, 2015.
PINTO, J. Estilizações de gênero em discurso sobre linguagem. 2002. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem/ IEL, Universidade Estadual de Campinas, Campinas - SP, 2002.
PINTO, J. Linguagem, feminismo e efeitos de corpo. In: SILVA, D.; ALENCAR, C.; FERREIRA, D. (Orgs.). Nova Pragmática: modos de fazer. São Paulo: Cortez, 2014, p. 207-230.
PINTO, J. O corpo de uma teoria: marcos contemporâneos sobre os atos de fala. Cadernos Pagu, Campinas, n. 33, p. 117-138, jul./dez. 2009.
PINTO, J. O lugar do corpo nas práticas identitárias linguísticas. Anais do I Seminário Internacional: Enfoques Feministas e o Século XXI: Feminismo e Universidade na América Latina, UFBA, Salvador, dez. 2005. CD Rom, 2006. p.1-15.
RAJAGOPALAN, K. Nova Pragmática: fases e feições de um fazer. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.
RAJAGOPALAN, K. Por uma lingüística crítica: linguagem, identidade e a questão ética. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.
RAJAGOPALAN, K.; MARTINS FERREIRA, D. (Orgs.). Políticas em linguagem: perspectivas identitárias. São Paulo: Editora Mackenzie, 2006.
SALES JR., R. Democracia racial: o não-dito racista. Revista Tempo Social, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 229-258, nov. 2006.
SANTOS, K. Do cientificismo à desconstrução: o (a)s herdeiro (a)s de J. L. Austin e a problemática da teorização sobre a linguagem. 2007. 125f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Federal de Goiás, Goiás, 2007.
SIGNORINI, I. (Org.). (Des) construindo bordas e fronteiras: letramento e identidade social. In:
SIGNORINI, I. (Org.). Língua(gem) e identidade: elementos para uma discussão no campo aplicado. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1998, p. 139-171.
SIGNORINI, I. Metapragmáticas da língua em uso: unidades e níveis de análise. In: SIGNORINI, I. (Org.). Situar a lingua[gem]. São Paulo: Parábola, 2008.
SILVA, D. A questão da identidade em perspectiva pragmática. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 8. n. 1, p. 15-33, 2008.
SILVA, D. Brahma Kumaris: a construção performativa de identidades de gênero. Campinas. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem/ IEL, Universidade Estadual de Campinas, Campinas - SP, 2005.
SILVA, D.; ALENCAR, C.; FERREIRA, D. (Orgs.). Nova Pragmática: modos de fazer. São Paulo: Cortez, 2014.
Publicado
2019-09-20
Como Citar
DO BONFIM, M. A. LINGUAGEM E IDENTIDADE: O LUGAR DO CORPO NAS PRÁTICAS IDENTITÁRIAS RACIAIS. Revista Linguagem em Foco, v. 8, n. 2, p. 11 - 22, 20 set. 2019.