O FANTÁSTICO MISTÉRIO DE FEIURINHA: VONTADES DE VERDADE E A CONCEPÇÃO DE BELEZA

  • Alixandra Nunes Guedes UFCG
Palavras-chave: Beleza, Ethos, Literatura infantojuvenil

Resumo

Sob a perspectiva discursiva, este artigo analisa vontades de verdade acerca da beleza encontradas no livro O fantástico mistério de Feiurinha (BANDEIRA, 1992) e as implicações decorrentes desta leitura para a construção da concepção da beleza na contemporaneidade. Assim, partimos da hipótese de que a cenografia da narrativa contribui para a construção do “tom”, do “caráter” e do “corpo” das personagens, possibilitando a apreensão do ethos feminino da protogonista, na materialidade linguística do texto. Recorremos aos estudiosos inseridos no âmbito da AD francesa, com ênfase nas implicações do interdiscurso, da construção ethóica e das vontades de verdade, mediante as teorias de Orlandi (2007, 2008), Maingueneau (2005, 2006, 2008), Amossy (2005), Salgado e Motta (2008), Foucault (2009) e Nietzsche (2008).

Publicado
2018-06-09
Seção
Artigos