Pontos de vista e responsabilidade enunciada em sentença judicial acerca da publicação de fotos íntimas em grupo de Whatsapp

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46230/2674-8266-15-10097

Palavras-chave:

Pontos de vista, Responsabilidade enunciativa, Sentença judicial, Pornografia de vingança

Resumo

Tomando como corpus uma sentença judicial relacionada à pornografia de vingança, propomos, neste artigo, analisar as estratégias textuais-discursivas reveladoras dos movimentos de (não) assunção da responsabilidade enunciativa dos pontos de vista e a relação dessas estratégias com a construção da dimensão argumentativa. O aporte teórico advém principalmente dos trabalhos de Adam (2010; 2011; 2017; 2019), situados no quadro teórico-metodológico da Análise Textual dos Discursos (ATD). Recorremos, também, à Abordagem Enunciativa e Pragmática dos Pontos de Vista proposta por Rabatel (2016a; 2016b), para discutirmos sobre a responsabilidade enunciativa e os pontos de vista, e à Teoria da Argumentação no Discurso, com base em Amossy (2018), para discutirmos acerca da dimensão argumentativa do texto. A sentença que constitui o corpus de análise foi coletada no site do Tribunal de Justiça de São Paulo - Poder Judiciário, e tem como teor a publicação de fotos íntimas em grupo de Whatsapp. No contexto em questão, a parte autora, uma mulher, pede indenização por dano moral, por ter sido vítima da pornografia de vingança por um ex-namorado. Na análise dos dados, demonstramos, por meio do exame de diferentes marcas linguísticas mobilizadas no texto (tempos verbais, modalidades, tipos de representação da fala, entre outras), como a instância enunciativa principal, a juíza, gerencia os pontos de vista, assumindo-os ou refutando-os, para demarcar argumentativamente sua posição em favor da petição inicial da requerida e em desacordo com a contrarresposta do requerido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daliane Pereira do Nascimento, Instituto Federal da Paraíba (IFPB)

Professora Substituta do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), Campus de Sousa. Mestrado em Letras, com área de concentração em Estudos do Discurso e do Texto, pelo Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da UERN. Desenvolve pesquisas sob o enfoque teórico da Análise Textual dos Discursos (ATD), com ênfase no fenômeno da responsabilidade enunciativa, interessando-se principalmente por temas como: textos jurídicos, midiáticos, acadêmicos, escolares e redação do ENEM.

Rosângela Bernardino, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)

Professora Adjunto IV da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Campus de Pau dos Ferros. Doutorado em Estudos da Linguagem, com área de concentração em Linguística Aplicada, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Desenvolve estudos com foco centrado especialmente na Análise Textual dos Discursos (ATD), em interface com a Análise do Discurso e com Teorias Enunciativas, interessando-se principalmente por temas como: texto, discurso e construção de sentidos, gêneros do discurso, gêneros acadêmico-científicos, discurso citado, reformulação e paráfrase, responsabilidade enunciativa e autoria, produção e ensino de textos na universidade, ensino de língua portuguesa, livro didático de língua portuguesa. É docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL/UERN) e no Programa de Mestrado Profissional em Letras em rede nacional (PROFLETRAS/UERN).

Referências

ADAM, J-M. A Análise Textual dos Discursos: entre Gramáticas de Texto e Análise do Discurso. Tradução de Michelle Valois e Dóris de Arruda C. da Cunha. Revista Eutomia, ano III, v. 2, p. 01-14, dez., 2010.

ADAM, J-M. A linguística textual: uma introdução à análise textual dos discursos. Tradução de Maria das Graças Soares Rodrigues, Luis Passeggi, João Gomes da S. Neto e Eulália Vera Lúcia Fraga Leurquin. Revisão Técnica: João Gomes das S. Neto. 2 ed. revisada e aumentada. São Paulo: Cortez, 2011.

ADAM, J-M. O que é Linguística Textual? In.: Linguística textual: interface e delimitações: homenagem a Ingedore Grunfeld Villaça Koch. SOUZA, E. R. F., PENHAVEL, E., CINTRA, M. R. (Org.). São Paulo: Cortez, 2017. p. 23-57.

ADAM, J-M. Textos: tipos e protótipos. Tradução de Mônica Magalhães Cavalcante et al. 1 ed. São Paulo: Contexto, 2019.

AMOSSY, R. Argumentação no discurso. Coordenação da tradução: PIRES, E. L.; OLÍMPIO-FERREIRA, M. Tradução: CORRÊA, A. M. S. et al. São Paulo: Contexto, 2018.

GUENTCHÉVA, Z. Manifestations de la catégorie du médiatif dans temps du français. Langue Française, n. 102, p. 8-23, 1994. DOI: https://doi.org/10.3406/lfr.1994.5711

MAINGUENEAU. D. Análise de textos de comunicação. Tradução de Cecília P. de Sousa e Silva, Décio Rocha. 6. ed. ampl. São Paulo: Cortez, 2013. (Original francês 1998).

MORAES, R. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência & Educação, v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-73132003000200004

NEVES, J. dos S. B. Corre voz no jornalismo do início do século XX: estudo semântico enunciativo do Correio Braziliense e da Gazeta de Lisboa. Jundiaí: Paco Editorial, 2012.

RABATEL, A. Homo narrans: por uma abordagem enunciativa e interacionista da narrativa. Tradução de Maria das Graças Soares Rodrigues, Luís Passeggi, João Gomes da Silva neto. São Paulo: Contexto, 2016a.

RABATEL, A. Os desafios das posturas enunciativas e de sua utilização em didática. Tradução Weslin de Jesus Santos Castro. EID&A - Revista Eletrônica de Estudos Integrados em Discurso e Argumentação, Ilhéus, n. 12, p. 191-233, jul/dez. 2016b. DOI: https://doi.org/10.17648/eidea-12-1328

SEVERINO, A. J. Teoria e prática científica. In: SEVERINO, A. J. (org.). Metodologia do trabalho científico. 23. ed. rev. e atual. São Paulo: Cortez, 2007. p. 100-126. DOI: https://doi.org/10.36311/2007.978-85-249-1311-2

SOUZA, M. G. S. R. Pornografia de vingança como espécie de violência de gênero na nova sociedade digital. Revista Húmus. Maranhão, v. 10. 28, p. 181-201, 2020.

WEEKS, J. O corpo e a sexualidade. In: LOURO, G. L. (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. p. 35-82.

Downloads

Publicado

2023-04-07

Como Citar

NASCIMENTO, D. P. do; BERNARDINO, R. A. dos S. Pontos de vista e responsabilidade enunciada em sentença judicial acerca da publicação de fotos íntimas em grupo de Whatsapp. Revista Linguagem em Foco, Fortaleza, v. 15, n. 1, p. 177–198, 2023. DOI: 10.46230/2674-8266-15-10097. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/linguagememfoco/article/view/10097. Acesso em: 25 jul. 2024.