A Educação Estética no feminino:

contribuições da Arte cearense de Nice Firmeza

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33241/cadernosdogposshe.v7i2.11774

Palavras-chave:

Educação Estética; Feminino; Arte; Nice Firmeza.

Resumo

Defende-se a Educação Estética como possibilidade de uma educação da sensibilidade, considerando que a formação docente carece de práticas educativas pautadas na arte como ação mediadora. O estudo analisa as implicações da Educação Estética na formação de professores, tendo a arte e a sensibilidade da artista cearense Nice Firmeza como mediação didático-pedagógica. Trata-se de uma pesquisa-formação, pautada nos estudos de Lisita (2006) e na abordagem colaborativa de acordo com Ibiapina (2008), bem como da oralidade por meio das entrevistas. Os resultados expuseram uma seara de pesquisas e estudos pouco explorados na formação de professores; revelou a linguagem da arte como mediação didático-pedagógica para o debate em sala de aula. Considerou-se o contraponto ao utilitarismo competitivo e a meritocracia que a cada dia demarcam seus espaços na sociedade atual.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Regiane Rodrigues Araújo , Universidade Federal do Ceará

Doutora e Mestre em Educação. Especialista em Formação de Professores para o Ensino Superior e Educação Continuada. Graduada em Filosofia e Pedagogia Integrante da Linha de Pesquisa História e Educação Comparada (LHEC/UFC).

Francisco Jeovane do Nascimento , Secretaria da Educação Básica do Ceará

Doutor e Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (PPGE/UECE). Especialista em Educação Matemática e Gestão Escolar. Licenciado em Matemática. Integrante do Grupo de Pesquisa Docência no Ensino Superior e na Educação Básica (GDESB/PPGE/UECE).

Elisangela André da Silva Costa , Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Pós-Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Doutora e Mestre em Educação. Especialista em Gestão Escolar e Educação Biocêntrica. Graduada em Letras e Pedagogia.  Membro do Grupo de Pesquisa sobre Formação do Educador (GEPEFE/USP).

Referências

ALBERTI, Verena. Manual de História Oral. 3. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2013.

ARAÚJO, Regiane Rodrigues et al. Contribuições do patrimônio cultural da arte cearense para a formação de professores na dimensão estética da docência. Humanidades e Inovação, Palmas, v. 7, n. 13, pp. 72-85, mai. 2020. Disponível em: https://revista.unitins.br/index.php/humanidadeseinovacao/article/view/3453. Acesso em: 21 abr. de 2023.

DALLAZEM, Aline; Educação Musical para quê e para quem? Rev. Pemo, Fortaleza, v. 3, n. 3, e335598, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.47149/pemo.v3i3.5598. Acesso em: 15 jun. 2023.

DOMINGUES, Isaneide. O coordenador pedagógico e a formação contínua do docente na escola: algumas perspectivas. São Paulo: Cortez, 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 48. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

FREIRE, Paulo. Educação como Prática da Liberdade. 30. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

GOMES, Graciele Maria Coelho de Andrade; CARVALHO, Mário de Faria. Por uma pedagogia do belo: educação, estética e sensibilidades. Eccos: Revista Científica, São Paulo, n. 53, pp. 1-19, abr./jun. 2020. Disponível em: http://doi.org/10.5585/eccos.n53.16647. Acesso em: 15 jun. 2023.

GONZÁLEZ-REY, Fernando. Sujeito e subjetividade. São Paulo: Thomson, 2003.

IBIAPINA, Ivana Maria Lopes de Melo. Pesquisa Colaborativa: Investigação, Formação e Produção de Conhecimentos. Brasília: Liber Livro, 2008.

IBIAPINA, Ivana Maria Lopes de Melo; FERREIRA, Maria Salonilde. A pesquisa colaborativa na perspectiva sócio-histórica. Linguagens, Educação e Sociedade, Teresina, n. 12, v. 1, pp. 26-38, jan./jun. 2005.

LISITA, Verbena Moreira Soares de Sousa. Didática e formação de professores: um estudo sobre as possibilidades da reflexão crítica. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de São Paulo. São Paulo: 2006. 181 f. Disponível em: Versão impressa.

LIMA, Maria Socorro Lucena; COSTA, Elisangela André da Silva. A formação do professor para o trabalho em educação de Jovens e Adultos: lições do estágio curricular supervisionado. In: ALMEIDA, Maria Isabel de; PIMENTA, Selma Garrido. (Orgs.) Estágios Supervisionados na formação docente. São Paulo/SP: Cortez, 2014, pp. 41-66.

MAIA, Maria Vitória Campos Mamede; VIEIRA, Camila Nagem Marques. Criatividade docente: winnicott e a construção de subjetividades. Revista Subjetividades, Fortaleza/CE, v. 16, n. 1, pp. 64-77, jan./abr. 2016. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rs/v16n1/06.pdf. Acesso em: 16 mar. 2023.

MAYAYO, Patrícia. Historias de mujeres, historias del arte. Madri: Cátedra, 2003.

OSINSKI, Dulce Regina Baggio; CUNHA, Amanda Siqueira Torres. O ensino de desenho em livros de educação artística na década de 1970: nova área, velho conteúdo?. Educação – UFSM, Santa Maria/RS, v.45, pp. 1-30, jan./dez. 2020. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5902/1984644438010. Acesso em: 14 abr. 2023.

RICHTER, Ivone Mendes. Interculturalidade e estética do cotidiano no ensino das artes visuais. Campinas: Mercado de Letras, 2008.

SEVERINO, Antonio Joaquim. Dimensão ética da investigação científica. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 9, n. 1, pp. 199-208, 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5212/PraxEduc.v.9i1.0009. Acesso em: 13 fev. de 2023.

SCHLINDWEIN, Luciane Maria. Arte e imaginação na sala de aula nos anos iniciais do ensino fundamental. In: ALMEIDA, Ana Rita Silva (Org.). Educação e formação: diferentes contextos. Salvador: EDUFBA, 2004, pp. 59-80.

SOEIRO, Alberto Rodrigues. Conversas com Nice. Fortaleza: Gráfica LCR, 2011.

TRIPP, David. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educação e pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, pp. 443-466, set./dez. 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ep/v31n3/a09v31n3.pdf. Acesso em: 20 abr. 2023.

Downloads

Publicado

2023-11-17

Como Citar

RODRIGUES ARAÚJO , R.; DO NASCIMENTO , F. J.; ANDRÉ DA SILVA COSTA , E. A Educação Estética no feminino: : contribuições da Arte cearense de Nice Firmeza. Cadernos do GPOSSHE On-line, [S. l.], v. 7, n. 2, 2023. DOI: 10.33241/cadernosdogposshe.v7i2.11774. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/CadernosdoGPOSSHE/article/view/11774. Acesso em: 16 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos