Notícias publicadas em revistas online para mulheres

O pequeno cronotopo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46230/2674-8266-13-5339

Palavras-chave:

Gênero notícia, Bakhtin e o Círculo, Cronotopo

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar o pequeno cronotopo do gênero notícia publicado em revistas online direcionadas às mulheres. Em termos teóricos, a pesquisa tem como ancoragem os escritos de Bakhtin e o Círculo, especialmente no que diz respeito à noção do cronotopo e dos gêneros do discurso, bem como considerações de seus interlocutores contemporâneos em Análise Dialógica do Discurso. Quanto à metodologia, seguimos o método sociológico de estudo da linguagem proposto por Bakhtin (Volochínov) (2009 [1929]). O universo de análise é composto por cinco revistas virtuais direcionadas à mulher adulta, que são a Ana Maria, Claudia, Glamour, Marie Claire e TPM. Destas, foram selecionados quinze textos-enunciados do gênero em estudo, sendo três de cada publicação. Na análise do pequeno cronotopo, percebemos que o lugar discursivo e a periodicidade ainda passam por movimentos de ressignificação e definição na medida em que as notícias são publicadas em suporte online. Além disso, entendemos que a posição de autoria está definida na medida em que segue a posição ideológico-valorativa das editoras, embora a autoria empírica não esteja relativamente estabilizada nas publicações, enquanto que o interlocutor previsto consiste na mulher adulta, o que já está estabilizado nas publicações, e é justamente o público potencial que orienta o que será publicado ou silenciado pelas revistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Maria de Oliveira, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Possui graduação em Letras - Língua Portuguesa e Língua Inglesa pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2014). Durante esse período, foi bolsista de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq) durante o ano de 2013, como participante dos projeto de pesquisa 'O gênero jornalístico notícia na web: cronotopo e dialogismo' e 'A notícia na internet: dizeres e valores na Web'. Possui mestrado em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (2017) realizado como bolsista CNPq e doutorado em Linguística na mesma instituição (2021), com bolsa CNPq. Também participa do projeto de pesquisa 'Práticas discursivas em contextos escolares e não escolares' e do projeto de extensão 'Grupo de estudos Linguagem & Dialogismo - GELID'.

Rodrigo Acosta Pereira, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Graduado em Letras Português/Inglês e respectivas Literaturas pela UFSM (CNPq). Mestre em Linguística, na área de concentração Linguística Aplicada, pela UFSC (CAPES). Doutor em Linguística, na área de concentração Linguística Aplicada, na UFSC (CNPq). Pós-doutor em Linguística Aplicada na PUCSP. Tem experiência na área de Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino e aprendizagem de língua materna na esfera escolar, formação de professores, análise de gêneros do discurso, análise dialógica do(s) discurso(s), escritos do Círculo de Bakhtin. Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina, no Departamento de Língua e Literatura Vernáculas, campus central de Florianópolis-SC. Atua na graduação e nos Programas de Pós-graduação em Linguística (PPGLg) e Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS). Atua no PIBID - Língua Portuguesa da UFSC. Membro do NELA - Núcleo de Estudos em Linguística Aplicada e do Grupo de Estudos no Campo Discursivo na UFSC e no Grupo de Pesquisa Práticas discursivas na contemporaneidade na UFRN. Membro do GT - Gêneros Textuais/Discursivos da ANPOLL. Membro efetivo da ABRALIN. Sócio pleno da ALAB. Participou da avaliação de livros didáticos do MEC/PNLD - Língua Portuguesa/Ensino Fundamental II (2019/2020) e do MEC/PNLD - Projetos de Vida/Ensino Médio (2020-2021).

Referências

ACOSTA-PEREIRA, R. O gênero jornalístico notícia: dialogismo e valoração. 2008. 229 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Centro de Comunicação e Expressão, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

ACOSTA-PEREIRA, R. O gênero carta de conselhos em revistas online: na fronteira entre o entretenimento e a autoajuda. 2012. 259 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Centro de Comunicação e Expressão, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. Tradução do russo por Paulo Bezerra. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011 [1979].

BAKHTIN, M. M. Questões de Literatura e de Estética: a teoria do romance. Tradução do russo por Aurora Fornoni Bernardini et al. 7. ed. São Paulo: Hucitec, 2014 [1975].

BAKHTIN, M. M. (VOLOCHÍNOV). Marxismo e Filosofia da Linguagem: Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução do francês por Michel Lahud e Yara F. Vieira. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2009 [1929].

BEMONG, N.; BORGHART, P. A teoria bakhtiniana do cronotopo literário: reflexões, aplicações, perspectivas. In: BEMONG, N. et al. Bakhtin e o cronotopo: reflexões, aplicações, perspectivas. São Paulo: Parábola Editorial, 2015. p. 16-33.

BOSTAD, F. Dialogue in Electronic Public Space: the Semiotics of Time, Space and the Internet. In: BOSTAD, F. et al. Bakhtinian Perspectives on Language and Culture: Meaning in Language, Art and New Media. New York: Palgrave Macmillan, 2004, p. 167-184.

BRAIT, B. Bakhtin: outros conceitos-chave. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2014.

LAGE, N. Estrutura da notícia. 4. ed. São Paulo: Ática, 1998.

LAGE, N. Ideologia e técnica da notícia. 3. ed. Florianópolis: Insular: Ed. da UFSC, 2001.

LIRA, L. C. E. Como se constrói uma mulher: uma análise do discurso nas revistas brasileiras para adolescentes. 2009. 179 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade de Brasília, Brasília, 2009. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/4542 /1/2009_LucianeCristinaEneasLira.pdf. Acesso em: 04 jun. 2016.

MACHADO, I. A questão espaço-temporal em Bakhtin: cronotopia e exotopia. In: CAMPOS, M. I. B. Círculo de Bakhtin: teoria inclassificável. Campinas/SP: Mercado das Letras, 2010. p. 203-234.

MEDVIÉDEV, P. N. O método formal nos estudos literários: introdução crítica a uma poética sociológica. Tradução do russo por Sheila Camargo Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Contexto, 2012 [1928].

MORSON, G. O cronotopo da humanidade: Bakhtin e Dostoiévski. In: BEMONG, N. et al. Bakhtin e o cronotopo: reflexões, aplicações, perspectivas. Tradução de Ozíris Borges Filho. et al. São Paulo: Parábola Editorial, 2015, p. 118-139 MORSON, G.; EMERSON, C. Mikhail Bakhtin: criação de uma prosaística. São Paulo: Edusp, 2008.

OLIVEIRA, A. M. de. Notícias para mulheres: dialogismo e avaliação social. 2017. 254 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Centro de Comunicação e Expressão, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

RODRIGUES, A. D. Delimitação, natureza e funções do discurso midiático. In: MOUILLAUD, M.; PORTO, S. (Org). O jornal, da Forma ao sentido. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2002, p. 217-235.

RODRIGUES, R. H. A constituição e o funcionamento do gênero jornalístico artigo: cronotopo e dialogismo. 2001. 347 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (LAEL), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2001.

RODRIGUES, R. H. Os Gêneros do Discurso na Perspectiva Dialógica da Linguagem: A Abordagem de Bakhtin. In: MEURER, J. L; BONINI, A.; MOTTA-ROTH, D. Gêneros: teorias, métodos e debates. São Paulo: Parábola, 2005. p. 152-183.

Downloads

Publicado

2021-10-13

Como Citar

OLIVEIRA, A. M. de; PEREIRA, R. A. Notícias publicadas em revistas online para mulheres: O pequeno cronotopo. Revista Linguagem em Foco, Fortaleza, v. 13, n. 3, p. 126–148, 2021. DOI: 10.46230/2674-8266-13-5339. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/linguagememfoco/article/view/5339. Acesso em: 20 out. 2021.