RELAÇÕES DIALÓGICAS E AXIOLÓGICAS NO GÊNERO CHARGE: O CASO DA PROPAGANDA ELEITORAL

Autores

  • Éderson Luís Silveira UFSC
  • Wilder Kleber Fernandes de Santana UFPB
  • Leonard Christy Souza UFSC

Palavras-chave:

Relações Dialógicas, Outro, Charge

Resumo

A presente pesquisa qualitativa, de ordem descritiva, visa apresentar uma proposta analítica acerca de uma charge sem título veiculada em 2010 que está relacionada ao horário da propaganda eleitoral gratuita no Brasil. Para isso, os conceitos de dialogismo e axiologia foram mobilizados a partir dos estudos do Círculo de Bakhtin. Nesta perspectiva, a palavra alheia é o eixo organizador do dialogismo porque a palavra do outro está sempre presente na constituição dos enunciados e frases que proferimos. O interdiscurso, então, está relacionado a uma prática discursiva que não visa incluir outras formas de interação que não a língua culta fixando assim, identidades repetitivas e conservadoras sobre instâncias e sujeitos a que se referem. Constatou-se que o gênero possibilita assinalar a presença da dialogicidade remetendo a uma heterodiscursividade relacionada a uma multiplicidade de vozes que confere vida aos enunciados, (con)formando e agenciando o caráter excedente do acontecimento ideológico explicitado na charge.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-04-01

Como Citar

SILVEIRA, Éderson L.; DE SANTANA, W. K. F.; SOUZA, L. C. RELAÇÕES DIALÓGICAS E AXIOLÓGICAS NO GÊNERO CHARGE: O CASO DA PROPAGANDA ELEITORAL. Revista Linguagem em Foco, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 39, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/linguagememfoco/article/view/1187. Acesso em: 20 abr. 2021.