A política externa da Rússia diante da crise síria

Autores

  • Diego Pautasso
  • Gabriel Adam
  • Bruno Rocha Lima

DOI:

https://doi.org/10.33956/tensoesmundiais.v11i21.412

Palavras-chave:

Rússia, Síria, Estado Islâmico

Resumo

A diplomacia russa defende a preservação do governo sírio de Assad, entendendo que os “rebeldes” patrocinados pelos EUA e seus aliados levariam à desestabilização e ao avanço do fundamentalismo islâmico sunita na região. Enquanto a Rússia defende o combate ao jihadismo mediante alianças entre Síria, Irã e demais potências, os Estados Unidos e seus aliados preferem bombardeá-los.

Downloads

Publicado

2018-10-03

Como Citar

PAUTASSO, D.; ADAM, G.; LIMA, B. R. A política externa da Rússia diante da crise síria. Tensões Mundiais, [S. l.], v. 11, n. 21, p. 147–168, 2018. DOI: 10.33956/tensoesmundiais.v11i21.412. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/tensoesmundiais/article/view/412. Acesso em: 29 jan. 2022.