Práticas Poéticas:

juventude, violência e insegurança em Fortaleza

Autores

  • Francisco Rômulo do Nascimento Silva
  • Geovani Jacó de Freitas

DOI:

https://doi.org/10.33956/tensoesmundiais.v14i26.887

Palavras-chave:

Juventudes, Re-existências, Segurança Pública, Necropolítica

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender, a partir da percepção dos jovens envolvidos em práticas culturais coletivas de re-existência, a atuação de agentes do Grupo de Operações Especiais / GOE da Guarda Municipal que integram o Plano Municipal de Proteção Urbana / PMPU por meio da Torre de Observação Comunitária situada no bairro São Cristóvão, Grande Jangurussu e seu entorno, localizado na zona sul de Fortaleza, Ceará.

Downloads

Publicado

2019-01-07

Como Citar

SILVA, F. R. do N.; FREITAS, G. J. de. Práticas Poéticas:: juventude, violência e insegurança em Fortaleza. Tensões Mundiais, [S. l.], v. 14, n. 26, p. 129–155, 2019. DOI: 10.33956/tensoesmundiais.v14i26.887. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/tensoesmundiais/article/view/887. Acesso em: 6 dez. 2021.