Redemocratização, controle civil e reação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33956/tensoesmundiais.v18i37.8042

Palavras-chave:

Argentina, Brasil, Grupos de Pressão Política, Militares da Reserva, Mercosul

Resumo

Este artigo analisa a participação de militares de reserva em grupos de pressão política nos países  do Mercosul. Estes grupos defendem o regime militar e ampliação do
papel tutelar dos militares. O discurso   destas entidades se caracteriza pelo  anticomunismo e pelo ressentimento com a democracia. O surgimento desses grupos aparece como resposta às tendências de controle civil e às interações entre partidos e setores militares.

Biografia do Autor

Eduardo Heleno de Jesus Santos, PPGEST/INEST/UFF

Eduardo Heleno de Jesus Santos, doutor em Ciência Política pela Universidade Federal Fluminense  (2015), é  professor adjunto do Instituto de Estudos Estratégicos (INEST/UFF)  e docente do Programa de Pós Graduação em Estudos Estratégicos, da Defesa e  da Segurança (PPGEST). Realiza pesquisas sobre as relações civis e militares.  Recentemente participou da coletânea Os Militares e a Crise Brasileira, organizada por João Roberto Martins Filho

Erika Kubik, UFF e FESO

Erika Kubik da Costa Pinto, doutora em Ciência Política pela Universidade Federal Fluminense (2019), é professora colaboradora do MBA em Estudos Estratégicos e Relações Internacionais (INEST-UFF) na área de Direito Internacional e Organizações Internacionais, leciona Direito Administrativo e Teoria Geral do Estado no Centro Universitário Serra dos Órgãos - UNIFESO. Realiza pesquisa com abordagem institucionalista na área da Ciência Política, com especial enfoque no poder judiciário, justiça de exceção e justiça militar. Participa de grupos de pesquisa na ALACIP. 

Vagner Camilo Alves, PPGEST/UFF

Vagner Camilo Alves, doutor em Ciência Política pelo IUPERJ (2005) é  professor associado do Instituto de Estudos Estratégicos da Universidade Federal Fluminense (INEST/UFF). Leciona e pesquisa na área da Ciência Política, com ênfase nos Estudos Estratégicos e Relações Internacionais. Foi coordenador do Programa de Pós-graduação em Estudos Estratégicos da Defesa e da Segurança (PPGEST), do INEST/UFF, de 2009 a 2017.

Downloads

Publicado

24-08-2022

Como Citar

DE JESUS SANTOS, E. H.; COSTA PINTO, E. K.; ALVES, V. C. . Redemocratização, controle civil e reação. Tensões Mundiais, [S. l.], v. 18, n. 37, p. 57–80, 2022. DOI: 10.33956/tensoesmundiais.v18i37.8042. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/tensoesmundiais/article/view/8042. Acesso em: 20 jul. 2024.