Identidad nacional y longue durée

la reencarnación del mito de las 'dos Espanas' tras lo ataque terrorista del 11-m

Autores

  • Daniel Esparza Ruiz

DOI:

https://doi.org/10.33956/tensoesmundiais.v3i5%20jul/dez.718

Palavras-chave:

Nacional, identidad

Resumo

Em uma perspectiva histórica, examino
como os principais atores políticos
e os meios de comunicação de
massa espanhóis reviveram o mito das
“duas Espanhas”, em conseqüência do
ataque terrorista da Al-Qaeda, em Madrid,
no dia 11 de março de 2004. Através
de seis sintomas da longue durèe,
observados durante a primeira gestão
de Zapatero (2004-2008), mostro como
a Esquerda e a Direita de hoje incorporaram
as identificações simbólicas
associadas à Segunda República e à
Guerra Civil (1931-1939).

Publicado

2022-03-16

Como Citar

RUIZ, D. E. Identidad nacional y longue durée: la reencarnación del mito de las ’dos Espanas’ tras lo ataque terrorista del 11-m. Tensões Mundiais, [S. l.], v. 3, n. 5, p. 48–74, 2022. DOI: 10.33956/tensoesmundiais.v3i5 jul/dez.718. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/tensoesmundiais/article/view/718. Acesso em: 16 maio. 2022.