O Grafite em Fortaleza

Autores

  • Kadma Marques Rodrigues
  • Nicole Bessa

DOI:

https://doi.org/10.33956/tensoesmundiais.v11i20.426

Palavras-chave:

Grafite, Espetacularização, Políticas Públicas, Cultura, Fortaleza

Resumo

O artigo aborda a produção do grafite e as dinâmicas de sua legitimação durante a gestão municipal conhecida como Fortaleza Bela (2004-2012). Face às recentes transformações urbanas, discutimos de que modo o grafite dialoga com as políticas culturais voltadas para a espetacularização da cidade. A prática do grafite configura-se a partir de dois diferentes tipos de ação: uma defende maior adesão às demandas populares; a outra, insere essa prática nos limites entre a rua e o mundo artístico.

Downloads

Publicado

2018-10-04

Como Citar

RODRIGUES, K. M.; BESSA, N. O Grafite em Fortaleza. Tensões Mundiais, [S. l.], v. 11, n. 20, p. 209–236, 2018. DOI: 10.33956/tensoesmundiais.v11i20.426. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/tensoesmundiais/article/view/426. Acesso em: 18 jun. 2021.