Povos, Estados e insurgência islâmica na África

Autores

  • Herbert Ekwe-Ekwe

DOI:

https://doi.org/10.33956/tensoesmundiais.v11i20.420

Palavras-chave:

Estado de Berlim, África, Movimentos de Independência, Insurgência Islâmica

Resumo

O autor reflete sobre a incapacidade do Estado na África em prover segurança e fornecer serviços sociais básicos à maioria da população. Argumenta que o “Estado de Berlim” pós-conquista europeia está sob crescente pressão de povos ou nações que desejam se tornar independentes. O mundo terá que lidar com um mapa da África em constante mutação, baseado nos movimentos de independência, que não são em essência islâmicos.

Downloads

Publicado

2018-10-04

Como Citar

EKWE-EKWE, H. Povos, Estados e insurgência islâmica na África. Tensões Mundiais, [S. l.], v. 11, n. 20, p. 53–72, 2018. DOI: 10.33956/tensoesmundiais.v11i20.420. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/tensoesmundiais/article/view/420. Acesso em: 18 set. 2021.