Las vueltas de El mito Gaucho

  • Nora Andrea Bustos

Resumo

Em 1948, o filósofo argentino Carlos Astrada interpretou em sua obra El mito gaucho, reeditada em 1964, o poema “Martín Fierro” como expressão do “mito da nação”. Este artigo demonstra que Astrada atrelou sua análise às mudanças da conjuntura política associando os que assumiam o poder à figura imaginária do “herói nacional”. 

Publicado
2018-11-20