"Crescimento verde inclusivo" do Banco Mundial, Rio+20 e BRICS como ameaças à justiça climática

Autores

  • Patrick Bond

DOI:

https://doi.org/10.33956/tensoesmundiais.v8i15%20jul/dez.548

Palavras-chave:

Desenvolvimento Sustentável, Banco Mundial, Rio 20, BRICS, Justiça Climática

Resumo

A ideia de uma “economia verde” é tida por muitos como um movimento engenhoso de países e corporações do Norte no intuito de salvar o capitalismo, especialmente no tocante às catástrofes climáticas. Todavia, como mostram as propostas do Banco Mundial, o fracasso da Conferência Rio+20 e a emergência dos BRICS, o problema ultrapassa as estratégias orientadas pelo mercado. É apenas a visão conhecida como “justiça climática” que tem o potencial de atender às múltiplas crises da sociedade.

Downloads

Publicado

2018-10-22

Como Citar

BOND, P. "Crescimento verde inclusivo" do Banco Mundial, Rio+20 e BRICS como ameaças à justiça climática. Tensões Mundiais, [S. l.], v. 8, n. 15, p. 93–133, 2018. DOI: 10.33956/tensoesmundiais.v8i15 jul/dez.548. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/tensoesmundiais/article/view/548. Acesso em: 6 dez. 2021.