Carnaval do Ntuduru

Diversidade cultural e identidade nacional

  • Salomão Moreira Focna unilab
  • Larissa Oliveira e Gabarra Unilab
Palavras-chave: Carnaval. Guiné-Bissau. Identidade nacional.

Resumo

Esse trabalho objetiva compreender o papel do carnaval na construção da identidade nacional guineense. O carnaval é o espaço de sociabilidade onde as representações dos bens culturais (materiais e imateriais) da Guiné-Bissau são exibidas de forma livres e espontâneas, mas também pautadas por um incentivo nacional. Nessa miragem, acreditamos que o carnaval é um espaço por excelência da cristalização da identidade nacional na Guiné-Bissau, carregada de uma perspectiva política.  

Biografia do Autor

Larissa Oliveira e Gabarra, Unilab

Graduada e mestre em História pela Universidade Federal de Uberlândia, é doutora pela Puc-Rio, em 2009, em história social da cultura. Iniciou seus estudos sobre as tradições de matrizes africanas no Brasil, especificamente nas Minas Gerais, por meio de História Oral e Antropologia Visual. Em 2005, por meio de uma bolsa de estudos no Museu real da África Central em Tervuren, Bélgica direcionou as pesquisas de Diáspora Africana para África. Desde a criação de lei 10.639/03 colabora com sua implementação, através da formação de professores para aprendizagem da História da África e dos Africanos no Brasil. Além de experiência como docente no ensino fundamental, médio e à distancia (UFPel e Puc-Rio), foi professora na universidade Estadual do Rio de Janeiro e na Universidade Federal Fluminense. Hoje é professora Adjunta nos cursos de graduação Bacharelado em Humanidades e História e de pós-graduação no Mestrado Interdisciplinar em Humanidades da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. Integrada do grupo de pesquisa África Contemporâneo. É coordenadora do programa de extensão universitária Áfricas do Joá. Atualmente faz parte da coordenação do GT África na ANPUH.

Publicado
2020-01-06