A geografia e as relações étnico-raciais na bncc

reflexões a partir de estudos formativos no programa residência pedagógica

Autores

  • Arnóbio Rodrigues de Sousa Júnior Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará Campus Crateús

Palavras-chave:

Educação geográfica; Relações étnico-raciais; BNCC.

Resumo

Este trabalho/artigo tem como objetivo investigar como a geografia e as relações étnico-raciais estão presente na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Este documento precisa ser entendido em sua amplitude para que minimamente possamos refletir sobre suas proposições, questionar a pedagogia que está por trás das abordagens político-pedagógica e não internalizar todas as propostas que a base evidencia, afinal, este documento não é currículo escolar. Portanto, ao partir da pesquisa qualitativa de cunho bibliográfica e documental como metodologia, é possível considerar que a base limita a abordagem das relações étnico-raciais na perspectiva da geografia, principalmente no ensino médio, estando a serviço de uma educação geográfica restrita à compreensão do espaço e, obviamente, a construção do raciocínio geográfico.

Referências

APOLINÁRIO, F. Metodologia da ciência: Filosofia e prática da pesquisa. São Paulo: Cegage Learning, 2012.
BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 21 Jan. 2021.
________. Ministério da Educação. Presidência da República. Lei 9394/1996, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional(LDB), Brasília: MEC, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br Acesso em: 10/02/2020.
________. Ministério da Educação. Lei 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/2003/L10.639.htm. Acesso em: 22 jan. 2021.
________. Lei nº 11.645, de 10 de março de 2008. Dispõe sobre a obrigatoriedade do estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11645.htm. Acesso em: 22 jan. 2021.
________. BRASIL. Conselho Nacional de Educação/Conselho Pleno. Parecer nº 3, de 10 de março de 2004. Estabelece Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Diário Oficial da União, Brasília, 19 de maio de 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cnecp_003.pdf. Acesso em: 22 jan. 2021.

CASTELLAR, Sonia Maria Vanzella. A formação de professores e o ensino de geografia. Revista Terra Livre, v. 1, n. 14, p. 51-59, 2015. Disponível em: http://www.agb.org.br/publicacoes/index.php/terralivre/article/viewFile/374/356. Acesso em: 13 jan. 2021.
FARIAS, I. M. S. Inovação, mudança e cultura docente. Brasília: Liber Livro, 2006.
FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia. Saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 2003.
FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UECE, 2002
RIBEIRO, Djamila. Pequeno manual antirracista. 1° edição. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.
SANTOS, Renato Emerson dos. O ensino de geografia no Brasil e as relações raciais: reflexões a partir da lei 10.639. In: Diversidade, espaço e relações étnico-raciais: o negro na Geografia do Brasil. (Org.). 2° edição. Belo Horizonte: editora gutenberg, 2009.
VESENTINI, José William. Educação e ensino da geografia: instrumentos de libertação e/ou de dominação. In: a geografia na sala de aula. 9° edição. São Paulo: Contexto, 2020.

Publicado

2021-02-25

Como Citar

Júnior, A. R. de S. (2021). A geografia e as relações étnico-raciais na bncc: reflexões a partir de estudos formativos no programa residência pedagógica. Conexão ComCiência, 1(1), 1–18. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conexaocomciencia/article/view/4817

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)