A EDUCAÇÃO COMO PROJETO ESTATAL - A (RE) CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ERA VARGAS (1930-1945)

PRÁTICAS E RITUAIS CÍVICOS.

Autores

  • Carla Camila M. V. de Araújo UFC
  • Cleidiane da Silva Morais UFC

Palavras-chave:

Identidade Nacional, Educação, Era Vargas, Rituais Cívicos

Resumo

O presente trabalho traz observações e análises sobre a instrução pública na Era Vargas (1930 – 1945), e também procura empreender uma reflexão sobre a reapropriação e o uso social e político da memória coletiva pelo governo de Getúlio Vargas, assim como busca refletir sobre a educação como um dos veículos para a realização do seu programa político nacionalizador e a construção da identidade nacional. Portanto, tem por finalidade descortinar práticas e representações intrínsecas e pertinentes à Era Vargas na cultura escolar e como esses procedimentos governamentais contribuíram para a (re) construção do imaginário social e a invenção de tradições.

Biografia do Autor

Carla Camila M. V. de Araújo, UFC

Graduada em História Social pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

Cleidiane da Silva Morais, UFC

Mestranda em Historia Social pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

Publicado

2022-01-12

Como Citar

ARAÚJO, C. C. M. V. de; MORAIS, C. da S. . A EDUCAÇÃO COMO PROJETO ESTATAL - A (RE) CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ERA VARGAS (1930-1945): PRÁTICAS E RITUAIS CÍVICOS. Revista de História Bilros: História(s), Sociedade(s) e Cultura(s), [S. l.], v. 3, n. 04, 2022. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/bilros/article/view/7598. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS