Direitos humanos e educação a partir do conceito de formação cultural (Bildung) sob a perspectiva de Hegel

Autores

  • Mônica Dantas Barros
  • Marly Carvalho Soares UECE

Palavras-chave:

Hegel, Direitos Humanos, Formação Cultural, Educação, Liberdade

Resumo

O trabalho busca inicialmente entender o conceito de formação cultural (Bildung) em Hegel (1770-1831), a fim de apreender como o filósofo aborda os direitos humanos e a educação, partindo do conceito de formação cultural (Bildung) em suas obras. Para tal, visitamos a formação do sistema escolar alemão com a finalidade de compreender o ideário cultural dos séculos XVIII e XIX europeu, contextualizando a perspectiva hegeliana de solução para a educação, a saber, “Qual a melhor forma de educar o homem?”, imposto a todo e qualquer projeto educacional. Assim como também, pretendeu-se, trazer à compreensão acerca dos direitos humanos e seu desenvolvimento da modernidade à contemporaneidade. Onde defende-se que as ideias contidas na filosofia hegeliana sejam uma possibilidade de se ultrapassar alguns limites existentes nas discussões tradicionais a respeito do tema, embasadas principalmente nas filosofias modernas do direito natural. Para tanto, optou-se por analisar a relação dos direitos humanos com a filosofia do direito natural, seguindo-se para a crítica hegeliana ao jusnaturalismo e, consequentemente, encerrando-se com sua compreensão de reconhecimento e sua influência na Filosofia do Direito e no estabelecimento das relações éticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARNARD, H. C. National Education in Europe. New York: Charles B. Norton, 1854.

CONDORCET, J.A.N. de Caritat, marquês de. Cinco memórias sobre a educação pública. Tradução de Maria das Graças de Souza. São Paulo: Editora da Unesp, 2008.

DICIONARIO ALEMÃO-PORTUGUÊS. Porto: Editora Porto, 1990. DIE BILDUNG. In: CAMPE, Joachin Heinrich. Wörterbuch der deutschen Sprache – Erster Theil. Braunschweig: Schulbuchhandlung, 1807.

DICKEY, L. W. Hegel: religion, economics, and the politics of spirit, 1770- 1807. Cambridge: Cambridge University Press, 1987.

HEGEL, G. W. F. Fennomenologia dello Spirito. Tradução de Vicenzo Cicero. Milão: Rusconi Libri, 1995.

HEGEL, G. W. F. Fenomenologia do Espírito. Tradução de Paulo Meneses com colaboração de Karl-Heinz Efken – Vol. I. Petrópolis: Vozes, 2001.

HEGEL, G. W. F. Filosofia do Direito. Tradução de Paulo Meneses, Et. al. São Paulo: Edições Loyola, 2010.

GADAMER, H.-G. Verdade e método – Vol. I. Petrópolis: Vozes, 1997.

GEORGE, T. D. Tragedies of spirit: tracing finitude in Hegel’s phenomenology. Albany: State University of New York Press, 2006.

GEYMONAT, L. Storia dello pensiero filosofico e scientific – Volume IV. Milão: Aldo Garzanti Editore, 1975.

LIMA VAZ, H. C. Escritos de Filosofia III: Filosofia e Cultura. São Paulo: Loyola, 1997.

MENZE, C. Die Bildungsreform Wilhelm Von Humboldt. Hannover, 1975.

MEYER, K. Bildung. Berlim: De Gruyter, 2011.

MOURA, M. S. A Poiesis orgânica de Goethe: A construção de um diálogo entre arte e ciência. Tese. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2006.

RAMOS, C. A. A pedagogia de Hegel e a ação formadora da alteridade cultural. In: Revista de Filosofia, Curitiba, v.15 n.16, jan./jun. 2003.

RINGER, F. K. O declínio dos mandarins alemães: a comunidade acadêmica alemã, 1890-1933. Tradução de Dinah de Abreu Azevedo. São Paulo: Edusp, 2000.

ROUSSEAU, J.-J. Emílio ou Da Educação. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

SILJANDER, P.; SUTINEN, A. Introduction. In: SILJANDER, P.; KIVELÄ, A.; SUTINEN, A. (Eds.). Theories on Bildung and Growth. Rotterdam: Sense Publishers, 2012.

SCHWANITZ, D. La cultura: Tudo que hay que saber. Tradução de Vicente Gomes Ibáñes. Madrid: Punto de Lectura, 2006.

STÄEL, Mme. De L´Allemagne. Paris : Librarie de Firmin Didot Freres, 1850.

WEBER, J. F. Bildung e educação. In: Educação e realidade, n. 31, v. 2, juldez de 2006, p. 117-134. Disponível em: www.seer.ufrgs.br/educaçãoerealidade. Acessado em 14/04/2023.

Downloads

Publicado

2023-12-18

Como Citar

BARROS, M. D.; SOARES, M. C. Direitos humanos e educação a partir do conceito de formação cultural (Bildung) sob a perspectiva de Hegel. Polymatheia - Revista de Filosofia, [S. l.], v. 16, n. 3, p. 9–30, 2023. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revistapolymatheia/article/view/12167. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Colóquio Hegel