Autonomia e dignidade: sobre a obrigação ética de respeito aos direitos huma-nos a partir da filosofia moral de Kant

Autores

  • Gilnaldo Cantanhede Nunes

Palavras-chave:

Dignidade, Autonomia, Direitos humanos

Resumo

Os direitos humanos são direitos da pessoa humana. O desprezo por esses direitos, via de regra, arruína a própria humanidade. Por serem direitos da pessoa humana eles tem de ser invioláveis, isto porque a pessoa é finalidade em si mesma e possui uma dignidade intrínseca. O problema que se levanta é por que se deve respeitar e efetivar os direitos humanos para toda pessoa humana, segundo a ética filosófica kantiana? Objetiva-se, mediante pesquisa bibliográfica dos textos de Kant, oferecer elementos sobre a obrigação ética de respeitar e assegurar os direitos humanos para toda pessoa humana, a partir da filosofia moral de Kant. Para tanto, primeiro busca-se legitimar a autonomia para o ser humano. Segundo, discute-se a ideia de que a humanidade deve ser tratada como um fim em si mesmo, oferecendo razões éticas para se respeitar os direitos humanos e, por fim, pretende-se mostrar por que o ser humano se constitui como um fim em si mesmo e possui uma qualidade tão elevada como a dignidade e que, por esse motivo, é digno de todo o respeito. Levanta-se como hipótese que o respeito devido ao ser humano e seus direitos, conforme a ética filosófica de Kant, radica-se na propriedade que o torna um fim em si mesmo, isto é, a autonomia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

KANT, I. Crítica da razão prática. Tradução, introdução e notas de Valerio Rohden. São Paulo: Martins Fontes, 2015.

KANT, I. Crítica da razão pura. Tradução de Manuela Pinto dos Santos e Alexan-dre F. Morujão. 8. ed. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2013.

KANT, I. Fundamentação da metafísica dos costumes. Tradução, introdução e notas de Guido Antônio de Almeida. São Paulo: Discurso Editorial; Barcarolla, 2009. (Coleção Philosophia).

KANT, I. Direito natural Feyerabend (Curso de Direito Natural (1784), segundo as anotações do aluno Gottfried Feyerabend). Trad. Fernando C. Mattos. Cader-nos de Filosofia Alemã, n. 15, jan. – jun. 2010, pp. 97-113. Disponível em: <https://www.revistas.usp.br/filosofiaalema/article/view/64832/67449>. Acesso em: 22 de fev. 2023.

KANT, I. Metafísica dos costumes. Tradução de Bruno Nadai, Diego Kosbiau e Monique Hulshof. Petrópolis, RJ: 2013. – (Coleção Pensamento Humano).

OLIVEIRA, Manfredo A. de. Ética, direito e democracia. 2. ed. São Paulo: Paulus, 2010.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Declaração Universal dos Direitos Humanos, 1948. Disponível em: < https://www.unicef.org/brazil/declaracao-universal-dos-direitos-humanos>. Acesso em: 24 de fev. 2023.

SCHÖNECKER, D.; WOOD, A. A ‘Fundamentação da metafísica dos costumes’ de Kant: um comentário introdutório. Trad. Robinson dos Santos e Gerson Neu-mann. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

SEDGWICK, Sally. Fundamentação da metafísica dos costumes: uma chave de leitura. Tradução de Diego Kosbiau Trevisan. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017. – (Cole-ção Chaves de Leitura).

Downloads

Publicado

2023-12-18

Como Citar

NUNES, G. C. Autonomia e dignidade: sobre a obrigação ética de respeito aos direitos huma-nos a partir da filosofia moral de Kant. Polymatheia - Revista de Filosofia, [S. l.], v. 16, n. 3, p. 77–93, 2023. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revistapolymatheia/article/view/12166. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Colóquio Hegel