Sobre a Poética da violência

de Frantz Fanon a Glauber Rocha

Autores

  • André Brayner de Farias

Palavras-chave:

Violência, Guerra de libertação, eztetyka da fome, Anticolonialismo

Resumo

A polêmica que envolve a obra de Frantz Fanon tem relação direta com a defesa aberta e enfática que o psiquiatra e ativista político martinicano faz da violência como método de politização no processo histórico da guerra de libertação colonial. Mas esse é apenas o primeiro nível de uma questão filosófica que não se pode mais adiar no debate contemporâneo, a respeito da implicação direta de teorias e práticas políticas na produção sistemática da violência como forma de governo. No Brasil, uma das primeiras reações à obra Os condenados da terra vem de Glauber Rocha, em seu texto-manifesto Eztetyka da fome. Neste ensaio abordo a relação entre Glauber e Fanon, explorando a variação de significados que suporta a apropriação política da violência e enfatizando o aspecto estético da questão. O Cinema Novo seria um modo possível da inflexão brasileira de Frantz Fanon.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CERQUEIRA, Daniel et al. Atlas da Violência 2021. São Paulo: FBSP, 2021.

DUARTE-PLON, Leneide. A tortura como arma de guerra – Da Argélia ao Brasil: como os militares franceses exportaram os esquadrões da morte e o terrorismo de Estado. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016.

FANON, Frantz. Os condenados da terra. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2015.

FANON, Frantz. A dying colonialism. London: Writers and Readers, 1980.

GUIMARÃES, Antônio Sérgio Alfredo. A recepção de Fanon no Brasil e a identidade negra. Novos Estudos, 81, julho, 2008.

MBEMBE, Achille. Crítica da razão negra. Lisboa: Antígona, 2017.

ROCHA, Glauber. Revolução do Cinema Novo. Rio de Janeiro: Alhambra/Embrafilme, 1981.

Downloads

Publicado

2021-10-10

Como Citar

BRAYNER DE FARIAS, A. Sobre a Poética da violência: de Frantz Fanon a Glauber Rocha. Kalagatos , [S. l.], v. 17, n. 2, p. 70–85, 2021. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/kalagatos/article/view/7106. Acesso em: 27 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos