ENSAIO TEORICO ACERCA DOS DANOS FÍSICOS PROVOCADOS PELO USO EXCESSIVO DO SMARTPHONE E AS IMPLICAÇÕES ADVINDAS DA PANDEMIA DA COVID-19

Autores

  • Cesario Rui Callou Filho Unifor
  • Érica Larissa Moura Carneiro de Lima Faculdade Vidal de Limoeiro do Norte
  • Francisco Thiago de Oliveira Silva Faculdade Vidal de Limoeiro do Norte
  • José Edilânio da Costa Silva Faculdade Vidal de Limoeiro do Norte
  • Ticiane Fernanda Diógenes Pinheiro Faculdade Vidal de Limoeiro do Norte
  • Vanessa Belmino Holanda Regis Faculdade Vidal de Limoeiro do Norte

Palavras-chave:

Acesso às Tecnologias da Informação e Comunicação, Smartphone, Promoção de Saúde

Resumo

Introdução: O avanço das tecnologias móveis destaca a atenção de pesquisadores no que diz respeito ao tempo e a intensidade de uso dessas tecnologias. O comportamento viciante e dependente da internet é multifatorial e, em decorrência, provocam danos psicopatológicos e físicos. Durante a pandemia do Covid-19, foi constatado que houve um aumento significativo no tempo de permanência online. Objetivos: Descrever dos danos físicos provocados pelo uso excessivo do smartphone e as implicações advindas da pandemia da covid-19. Metodologia: Trata-se de um estudo do tipo ensaio teórico desenvolvido através de pesquisas em sites eletrônicos, no qual se utilizou artigos que abordassem o tema central: “promoção a saúde acerca do tempo prolongado do smartphone”. Resultados e Discussão: Salienta-se que o uso excessivo pode provocar danos físicos, como as algias, miopia e insônia. Conclusão: Pode-se então considerar que este estudo buscou descrever os danos físicos provocados pelo uso prolongado do smartphone e o papel da promoção à saúde refletindo o tempo de tela na pandemia da Covid-19.

Referências

AL-GHARABAWI, B. Text neck syndrome: a new concern for physical therapists worldwide. EC Orthopaedics, London-UK, v. 8, n. 3, p. 89-91, 2017.

AVANCHA, S.; BAXI, A.; KOTZ, D. Privacy in mobile technology for personal healthcare. ACM Computing Surveys, New York -USA, v. 45, n. 1, p. 1–56, 2012.

BORGES, W. F.; MENDES, E. G. Usabilidade de aplicativos de tecnologia assistiva por pessoas com baixa visão. Revista Brasileira de Educação Especial, Bauru, v. 24, n. 4, p. 483-500, 2018.

BUENO, G. R.; LUCENA, T. F. R. Geração cabeça-baixa: saúde e comportamento dos jovens no uso das tecnologias móveis. In: SIMPÓSIO NACIONAL ABCIBER, 9., 2016, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: PUC, 2016. Disponível em: http://abciber.org.br/publicacoes/livro3/textos/geracao_cabeca-baixa_saude_e_comportamento_dos_jovens_no_uso_das_tecnologias_moveis_glaukus_regiani_bueno.pdf. Acesso em: 12 nov. 2021.

COLLARES, P. M.; ANDRADE, R. F. (org). Manual de ergonomia para o uso de dispositivos de tela em home office. Fortaleza: Departamento de Fisioterapia; PROERGON, 2020.

FISHMN, D.; MCGEE, D. Response to text neck and mobile phone viewing angle: a case study. The Text Neck Institute, 2015. Disponível em: https://www.text-neck.com/case-study.html. Acesso em: 21 abr. 2020.

GOMES, A. C. G. et al. Miopia causada pelo uso de telas de aparelhos eletrônicos: uma revisão de literatura. Revista Brasileira de Oftalmologia, Rio de Janeiro , v. 79, n. 5, p. 350-352, 2020.

HABIB, M. A. et al. Smartphone-based solutions for fall detection and prevention: challenges and open issues. Sensors, Basel-CH, v. 14, n. 4, p. 7181-7208, 2014.

ÍKINCI KELES. A.; SAHIN. U. CeydaExposure to electromagnetic field, cell phone use behaviors, SAR values, and changes in health following exposure in adolescent university students. Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Niğde, v. 79, n. 2, p. 139-148, 2021.

KENSKI, Vani Moreira. Tecnologias e tempo docente. Papirus Editora, 2014.

LAMANA, B. B. et al. A influência digital no meio universitário - Sul de Minas Gerais. Research, Society and Development, Minas Gerais, v. 10, n. 10, 2021. Disponível em: https://rsdjournal.org › rsd › article › download. Acesso em: 08/12/2021.

MARTÍNEZ-PÉREZ, B.; DE LA TORRE-DÍEZ, I.; LÓPEZ-CORONADO, M. Privacy and scurity in mobile health apps: a review and recommendations. Journal of Medical Systems, Suíça, v. 39, n. 1, 2014.

NOONE, C., et al. Videochamadas para reduzir o isolamento social e a solidão em pessoas mais velhas: uma revisão rápida. Banco de dados Cochrane de revisões sistemáticas, 2020. Disponível em: https://www.cochranelibrary.com/cdsr/doi/10.1002/14651858.CD013632/information#authors.

PEREIRA, J. T. L. O smartphone como dispositivo de aprendizagem em tempos de convergência e mobilidade. 2019. 162 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.

PICCIARELLI, S. OMS: celulares podem causar câncer. Meio Bit, EUA, 2011. Disponível em: https://meiobit.com/86146/oms-celulares-podem-causar-cancer/. Acesso em: 12 maio 2020.

PIRES, A. K.; NUNES, I. D. O uso de smartphones por Idosos durante a pandemia do COVID-19 no RN: um estudo exploratório. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 26. , 2020, Evento Online. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2020 . p. 479-488. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wie.2020.479.

ROCHA, Mario Sergio; LONGO, Priscila Larcher; MONTIEL, José Maria. Utilização de smartphones por idosos durante o distanciamento físico causado pelo covid-19. TECNOLOGIAS EM PROJEÇÃO, v. 12, n. 1, p. 9-17, 2021.

SHARIFAT, H.; SUPPIAH, S.; Neurofisiologia detectada por eletroencefalografia do transtorno de dependência da internet e transtorno de jogos na internet em adolescentes - Uma revisão. Med J Malásia. 2021 ;76(3):401-413. PMID: 34031341.

Downloads

Publicado

2022-05-23

Como Citar

Callou Filho, C. R., Moura Carneiro de Lima , Érica L. ., de Oliveira Silva , F. T. ., da Costa Silva , J. E. ., Diógenes Pinheiro , T. F. ., & Belmino Holanda Regis , V. . (2022). ENSAIO TEORICO ACERCA DOS DANOS FÍSICOS PROVOCADOS PELO USO EXCESSIVO DO SMARTPHONE E AS IMPLICAÇÕES ADVINDAS DA PANDEMIA DA COVID-19. Conexão ComCiência, 2(1). Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conexaocomciencia/article/view/7434