Determinismo e Salvação em Espinosa – o papel do corpo

Autores

  • Maria Luisa Ribeiro Ferreira Professora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

Palavras-chave:

Espinosa. Determinismo. Liberdade. Salvação. Corpo.

Resumo

O artigo incide sobre o clássico problema da possível conciliação entre determinismo e liberdade em Espinosa. Começa por levantar alguns problemas quanto às relações entre determinismo, liberdade e salvação tentando superar aparentes discrepâncias. Seguidamente  centra-se na Ética e aborda o modo tríplice como nesta obra se  apresenta o corpo. Dá um especial relevo ao papel que no livro V  o corpo desempenha na salvação individual e na conseqüente superação do determinismo. E devido à  centralidade do corpo nesta abordagem,  termina com algumas interrogações sobre salvação e diferença sexual.

Arquivos adicionais

Publicado

2007-09-02

Como Citar

Ferreira, M. L. R. (2007). Determinismo e Salvação em Espinosa – o papel do corpo. Revista Conatus - Filosofia De Spinoza (ISSN 1981-7509), 1(1), 55–65. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conatus/article/view/1655