Hermenêutica e Ambigüidade: a estratégia discursiva de Espinosa

Autores

  • Jefferson Alves de Aquino Doutorando em Filosofia UFRN-UFPB-UFPE

Palavras-chave:

Espinosa. Hermenêutica. Ambigüidade. Método. Verdade.

Resumo

Benedito de Espinosa (1632-1677) entrara para a História da Hermenêutica em função da elaboração do método exegético apresentado em seu Tratado teológico-político. Aqui, desenvolvemos o conceito de uma hermenêutica em Espinosa a partir da proposital ambigüidade tantas vezes utilizada em seu discurso: tal duplicidade visaria não à manutenção de uma dualidade de sentidos, mas ao reenvio estratégico de um sentido equívoco à sua verdade natural.

Arquivos adicionais

Publicado

2007-09-02

Como Citar

Aquino, J. A. de. (2007). Hermenêutica e Ambigüidade: a estratégia discursiva de Espinosa. Revista Conatus - Filosofia De Spinoza (ISSN 1981-7509), 1(1), 37–45. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conatus/article/view/1651