A CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO SOCIAL NO CONTO "UMA ESPÉCIE DE HERANÇA", DE CINTIA MOSCOVICH.

Autores

  • Tamara dos Santos UFRS

Palavras-chave:

Literatura, Literatura sul-riograndense, Identidade, Espaço

Resumo

O presente trabalho busca investigar como se constrói o espaço social no conto “Uma forma de herança”, texto que finaliza a obra Essa coisa brilhante que é a chuva (2012, finalista Prêmio Portugal Telecom) de Cíntia Moscovich, escritora gaúcha de origem judia. É proposta uma leitura em que o espaço, a casa que a personagem recebe de herança do pai, é uma metáfora que alude à herança judaica, em uma tentativa de saber de que maneira lidar com ela no período atual. Para isso, será estabelecida relação entre os conceitos de utopia e heterotopia presentes nos textos de Michael Foucault, e o conceito de habitus na construção do espaço social de Pierre Bourdieu.

Biografia do Autor

Tamara dos Santos, UFRS

Graduanda em Letras do sétimo semestre da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Bolsista de Iniciação Científica CNPq, integrante do projeto História da literatura do Rio Grande do Sul, coordenado pelo professor doutor Luis Augusto Fischer. E-mail para contato: tamisantos07@bol.com.br

Publicado

2022-01-12

Como Citar

SANTOS, T. dos . A CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO SOCIAL NO CONTO "UMA ESPÉCIE DE HERANÇA", DE CINTIA MOSCOVICH. Revista de História Bilros: História(s), Sociedade(s) e Cultura(s), [S. l.], v. 3, n. 04, 2022. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/bilros/article/view/7658. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS