O GURU DE UMA GERAÇÃO

AUGUSTO PONTES, O “PESSOAL DO CEARÁ” E AÇÃO CULTURAL (1963-1979)

Autores

  • Marcos Leandro Carneiro Freitas UECE/IDECC

Palavras-chave:

Augusto Pontes, Pessoal do Ceará, Geração, Ação Cultural

Resumo

Este artigo busca analisar a participação do poeta e agitador cultural Augusto Pontes nos movimentos artísticos, no processo de formação e no cotidiano da geração de artistas cearenses denominada “Pessoal do Ceará”. Augusto Pontes exerceu grande influência no processo de aglutinação desses jovens artistas, na cidade de Fortaleza, entre 1963, a partir dos grupos universitários de arte engajada, e 1979, com a realização do Festival Massafeira, do qual foi um dos principais idealizadores e organizadores. Tendo como principal fonte a memória e os relatos desses artistas, este artigo ambiciona analisar a colaboração de Augusto Pontes nesse processo de aglutinação e na elaboração de vários movimentos artísticos de caráter coletivo, mostrando em que circunstâncias e ambientes ocorriam. Além disso, busca-se demonstrar que Augusto Pontes pode ser classificado como um “Agente Cultural” dentro da geração “Pessoal do Ceará”. Para isso, este trabalho expõe o conceito de Ação Cultural e explica como o conceito de Geração pode ser utilizado em uma pesquisa de História.

Biografia do Autor

Marcos Leandro Carneiro Freitas, UECE/IDECC

Graduado em Licenciatura Plena em História pela Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Especializando em História do Brasil pelo Instituto de Desenvolvimento, Educação e Cultura

do Ceará (IDECC).

Publicado

2022-01-08

Como Citar

FREITAS, M. L. C. . O GURU DE UMA GERAÇÃO: AUGUSTO PONTES, O “PESSOAL DO CEARÁ” E AÇÃO CULTURAL (1963-1979). Revista de História Bilros: História(s), Sociedade(s) e Cultura(s), [S. l.], v. 2, n. 03, 2022. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/bilros/article/view/7576. Acesso em: 5 jul. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS