DESIGUALDADES RACIAL E DE GÊNERO ENTRE DOCENTES NA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ DURANTE A PANDEMIA

Autores

  • Márcio Kleber de Morais Pessoa UERN
  • Manoel Moreira de Sousa Neto SEDUC-CE

Palavras-chave:

Ensino remoto emergencial, Trabalho docente, Desigualdade racial, Desigualdade de gênero

Resumo

O texto visa compreender em que medida as características do ensino remoto emergencial, durante a pandemia, contribuíram para cenários de desigualdades racial e de gênero entre docentes da rede estadual do Ceará. Foi realizado survey autoadministrado com 277 docentes, entre abril e maio de 2021. Os dados coletados foram analisados dividindo os sujeitos pesquisados em quatro categorias de autoidentificação: mulher branca, homem branco, mulher negra e homem negro. As informações foram analisadas com o auxílio do software estatístico PSPP. Alguns resultados foram: há intensa desigualdade entre as categorias mescladas de “raça” e de gênero, com desvantagem para mulheres e para negros na maioria dos cenários estudados. As condições de trabalho durante o ensino remoto emergencial foram modificadas e novos recursos tecnológicos foram incluídos na rotina de docentes, o que gerou novas demandas e cobranças: horários de trabalho e de descanso foram relativizados, principalmente devido ao uso de aplicativos de mensagens instantâneas. Esse cenáriolevou a maior adoecimento dos sujeitos.

Biografia do Autor

Márcio Kleber de Morais Pessoa, UERN

Sociólogo, doutor em Sociologia e Professor Adjunto da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). ORCID: http://orcid.org/0000-0002-1371-5481. E-mail: mkpceara@hotmail.com.

Manoel Moreira de Sousa Neto, SEDUC-CE

Secretaria de Educação Básica do Ceará. Sociólogo, doutor em Sociologia e Professor da Educação Básica na Rede Estadual do Ceará. ORCID: http://orcid.org/0000-0003-2548-1966. E-mail: manoelneto81@hotmail.com

Referências

AGUIAR, Neuma. Patriarcado, sociedade e patrimonialismo. In: Revista Sociedade e Estado, Brasília, v. 15, n. 2, 2000.

ARAÚJO, Tânia; GODINHO, Tiana; REIS, Eduardo dos; ALMEIDA, Maura de. Diferenciais de gênero no trabalho docente e repercussões sobre a saúde. In: Revista Ciência & Saúde Coletiva. v. 11, n. 4, 2006.

ATKINSON, Rowland; FLINT, John. Accessinghiddenand hard-to-reachpopulations:

snowballresearchstrategies. In: Social Research Update.Guildford, n. 33, 2001.

BARR, Donald A. Health disparities in the United States: social class, race, ethinicity, andthe social determinantsofhealth. Third Ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2019.

BARROS, Suélem de; ÂNGELO, Rita de Oliveira; UCHÔA, Érica Lira. Lombalgia ocupacional e a postura sentada. In: Rev. Dor. São Paulo, 12(3), 2011.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília.https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. (acesso em 19/07/2022), 1988

CEARÁ. Lei complementar Nº22, de 24 de julho de 2000. Diário Oficial do Estado do Ceará, 2000.

CEARÁ. Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará. Anuário Estatístico do Ceará 2002/2003. Fortaleza, 2004.

CEARÁ. Lei complementar Nº173, 03 de agosto de 2017. Diário Oficial do Estado do Ceará, 2017.

CEARÁ. Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará. Anuário Estatístico do Ceará 2017. Fortaleza, 2018.

CEARÁ. Decreto Nº 33.510, de 16 de março de 2020. Decreta situação de emergência

em saúde e dispõe sobre medidas para enfrentamento e contenção da infecção humana pelo novo coronavírus. Diário Oficial do Estado do Ceará, 2020.

CORSEUIL, Carlos; FRANCA, Maíra; POLOPONSKY, Katcha. A inserção dos jovens brasileiros no mercado de trabalho num contexto de recessão. In: Novos Estud.Cebrap, São Paulo, v. 39, n. 3, 2020.

FANJUL, Sergio C. Byung-Chul Han: “O celular é um instrumento de dominação. Age como um rosário”. El País, 09 out. 2021.

FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes (o legado da “raça branca”). v. 1. 5. ed. São Paulo: Globo, 2008.

GOMES, Anna Caroline; CASTRO, Laís; BRITO, Lara de; CUNHA, Mariana Alves da; RIBEIRO, Marina Rezende. Miopia causada pelo uso de telas de aparelhos eletrônicos: uma revisão de literatura. In: Rev. Bras. Oftalmol., Rio de Janeiro, 79(5), 2020.

HASENBALG. Carlos. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil. 2 ed. Belo Horizonte: Editora UFMG; Rio de janeiro: IUPERJ, 2005.

PAOLINI, Karoline Silva. Desafios da inclusão do idoso no mercado de trabalho. In: Rev. Bras. Med. Trab. 14(2), 2016.

PESSOA, Márcio Kleber Morais. Análise das transformações na organização do trabalho docente de professores da rede estadual do Ceará. Tese (Doutorado em Sociologia). Fortaleza: Centro de Estudos Sociais Aplicados da Universidade Estadual do Ceará, 2021.

SOUZA, Kátia; SANTOS, Gideon dos; RODRIGES, Andrea; FELIX, Eliana; GOMES, Luciana; ROCHA, Guilhermina; CONCEIÇÃO, Rosilene Macedo; ROCHA, Fábio Silva da; PEIXOTO, Rosaldo Bezerra. Trabalho remoto, saúde docente e greve virtual em cenário de pandemia. In: Revista Trabalho, Educação e Saúde. v. 19, 2021.

Publicado

2022-12-19

Como Citar

DE MORAIS PESSOA, M. K.; MOREIRA DE SOUSA NETO, M. DESIGUALDADES RACIAL E DE GÊNERO ENTRE DOCENTES NA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ DURANTE A PANDEMIA. Revista de História Bilros: História(s), Sociedade(s) e Cultura(s), [S. l.], v. 10, n. 21, p. 31, 2022. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/bilros/article/view/11345. Acesso em: 16 jun. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS