A Origem enquanto criadora da verdade no pensamento de Martin Heidegger

Autores

  • Bruno José do Nascimento Oliveira

Palavras-chave:

Linguagem, Verdade, Arte, Heidegger, Origem

Resumo


A proposta desse trabalho se baseia em investigar a verdade e a linguagem poética no pensamento de Heidegger a partir do ensaio A origem da obra de arte (1936). Neste texto o filósofo encontra uma nova concepção de verdade, ligada à abertura promovida pela obra de arte. Dessa forma, o propósito geral desse trabalho consiste em defender, sob a perspectiva de Martin Heidegger, que a verdade se põe em obra na arte. Dessa forma, pretendemos em primeiro momento, abordar o sentido de origem na filosofia de Heidegger através da imagem que a obra de arte produz em cada espectador. Em um segundo momento, compreender sobre as diversas formas de revelação da verdade por meio da arte, delineando verossimilhanças entre o pensamento de Heidegger e Hölderlin, em um terceiro momento, pretendemos apontar o pensamento originário de Heidegger a partir da ontologia fundamental presente no texto: A origem da obra de arte (1936).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2015.

CASTRO, Manuel António de. Notas de tradução. In: HEIDEGGER, Martin. A origem da obra de Arte. São Paulo: Edições 70, 2010.

FOGEL, Gilvan. A respeito da essência da ação. In: Revista Enunciação, Rio de Janeiro: UFRRJ, v. 3, n. 3, p. 50-70, 2018.

HEIDEGGER, Martin. A caminho da linguagem. Tradução de Márcia de Sá Cavalcante Schuback. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

HEIDEGGER, Martin. A essência da linguagem. In: A caminho da linguagem. Trad. Márcia de Sá Cavalcante Schuback. Petrópolis: Vozes, 2003.

HEIDEGGER, Martin. A origem da obra de arte. Trad. Idalina Azevedo da Silva, Manuel Antônio de Castro. São Paulo: Edições 70, 2010.

HEIDEGGER, Martin. Explicações da poesia de Hölderlin. Tradução de Claudia Pellegrini Drucker. Brasília: Editora UnB, 2013.

HEIDEGGER, Martin. Hinos de Hölderlin. Tradução de Lumir Nahodil. Lisboa: Instituto Piaget, 2004.

HEIDEGGER, Martin. Hölderlin y la esencia de la poesía; edición, traducción, comentarios y prólogo de Juan David García Bacca. - Barcelona: Anthropos, 1994.

HEIDEGGER, Martin. Introdução a metafísica. Tradução de Mário Matos e Bernhard Sylla. Portugual: Piaget, 1987.

HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo. Trad. Márcia de Sá Cavalcante. Petrópolis: Vozes. 2015.

HEIDEGGER, Martin. Sobre o humanismo. Tradução de Emmanuel Carneiro Leão. Rio de Janeiro: Tempo brasileiro, 1995.

HÖLDERLIN, Friedrich e outros estudos. In: Quintela, Paulo. Obras completas de Paulo Quintela. Vols II, III e IV. Lisboa: Calouste Guilbekian, 1999.

LACOUE-LABARTHE, Philippe.; Artaud Pasolini. Duas Paixões. Tradução de Bruno Duarte. Lisboa: Vendaval, 2004.

Downloads

Publicado

2022-04-29

Como Citar

DO NASCIMENTO OLIVEIRA, B. J. . A Origem enquanto criadora da verdade no pensamento de Martin Heidegger. Polymatheia - Revista de Filosofia, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 94–112, 2022. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revistapolymatheia/article/view/6668. Acesso em: 16 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos